Fundação Padre Anchieta

Custeada por dotações orçamentárias legalmente estabelecidas e recursos próprios obtidos junto à iniciativa privada, a Fundação Padre Anchieta mantém uma emissora de televisão de sinal aberto, a TV Cultura; uma emissora de TV a cabo por assinatura, a TV Rá-Tim-Bum; e duas emissoras de rádio: a Cultura AM e a Cultura FM.

CENTRO PAULISTA DE RÁDIO E TV EDUCATIVAS

Rua Cenno Sbrighi, 378 - Caixa Postal 11.544 CEP 05036-900
São Paulo/SP - Tel: (11) 2182.3000

Televisão

Rádio

Sem transmissão no momento
Multicultura

Sobre o Multicultura Voltar

Canal digital da Fundação Padre Anchieta, o Multicultura conta com uma grade variada e atrativa, que une as novidades do presente ao melhor do passado.

Programas voltados à educação, saúde, cultura, jornalismo, música, infantojuvenil, cinema e documentários, além de atrações inéditas da TV Cultura, são levadas ao ar, diariamente, pelo canal. As produções contemplam os mais diversos públicos e faixas etárias.


O Multicultura é sustentado por três pilares: Multiprogramação, Educação e Acervo.


Multiprogramação

Programas inéditos da TV Cultura são exibidos em horários alternativos no canal digital.


Educação

Além das atrações produzidas pela TV Cultura e UnivespTV, o Multicultura apresenta produções de outras instituições e canais de ensino no Brasil, que destacam conteúdos educacionais.


Acervo

O acervo da TV Cultura é considerado um dos mais ricos do País. No Multicultura, ele está ao alcance do público, que tem como ver e rever os principais programas que foram feitos na história da emissora.

Como Assistir Voltar

Você pode assistir aos programas do Multicultura no seu celular ou tablet pelo aplicativo Cultura Digital, disponível para iOS e Android, e também por streaming neste site. Na TV, a emissora é sintonizada no canal 2.3 da TV digital.


VEJA AQUI como sintonizar o canal.

Grade de Programação Voltar

CULTURA LIVRE

Quem está despontando na cena musical brasileira e o mais recente trabalho de artistas consagrados estão no programa comandado por Roberta Martinelli.

  • 07:00NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 11

  • 07:15NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 12

    A soldagem pode ser feita, basicamente, por processos que utilizam a fusão. Você saberá quais são os cuidados relativos à segurança que devemos ter durante estes processos e, além disso, conhecerá a soldabilidade, a metalurgia da soldagem e verá alguns tipos de juntas.

  • 07:30NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 13

    A soldagem é um dos principais métodos usados para unir peças metálicas. Você aprenderá que um dos tipos existentes de soldagem é a soldagem a gás - ou soldagem oxiacetilênica. Além disso, conhecerá todos os componentes básicos desta operação e descobrirá que existem diferentes tipos de chama para diferentes aplicações

  • 07:45NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 14

    A corrente elétrica é muito importante na soldagem a arco elétrico. Você verá de que forma se executa este tipo de soldagem e aprenderá, também, que existem vários tipos de soldagem a arco elétrico. Nesta teleaula você estudará, principalmente, a que usa os eletrodos revestidos.

  • 08:00NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 15

    O processo TIG é sofisticado e costuma ser utilizado em trabalhos que exigem grande precisão. Você verá que os princípios do processo de soldagem TIG são os mesmos dos outros processos de soldagem a arco elétrico. Porém, perceberá que a diferença está no eletrodo - que, nesse caso, é de tungstênio e não se consome durante a soldagem - e na proteção do cordão de solda - que é feita por um gás inerte (argônio, hélio ou uma mistura dos dois).

  • 08:15TRAÇANDO ARTE III

    CADÊ O MUSEU?

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 08:24CULTURA É CURRÍCULO II

    PINACOTECA BENEDICTO CALIXTO - SANTOS

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 66

    A professora Ana Paula Pacheco, fala sobre o seu livro "Lugar do mito", que analisa os contos do volume "Primeiras estórias", de Guimarães Rosa. O Sesc Santo André homenageia a poeta Orides Fontela, com o evento "A poesia do silêncio". E o colaborador Manuel da Costa Pinto, comenta o lançamento da série de mangás “Adolf”.

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 33

    33) “NADA É PARA SEMPRE?” Amar é mesmo uma complicação. Enquanto a relação de Bianca e Leonardo fica cada vez mais íntima, e ela vive o impasse de transar ou não pela primeira vez, o namoro de Pedro com Roseli sobrevive apenas na cabeça do garoto. Bem que Roseli tenta dar as dicas mais óbvias possíveis de que foi bom, mas acabou. Só quando um novo “amigo” que não desgruda dela entra na história, é que Pedro fica desconfiado e aí o pânico. Ele não está pronto para perder Roseli e faz de tudo para reconquistá-la, mesmo os gestos mais loucos e ridículos de que só um apaixonado é capaz. Paixão, por sinal, é o que faz Bianca vencer seus medos e tomar a decisão de transar com o “experiente” Leonardo. Numa noite em que Zuzu e Edison viajam para o enterro de um vizinho quase centenário, Pedro e Bianca fazem as mesmas loucuras por amor que outros tantos antes deles já fizeram. Dará certo? Os irmãos gêmeos sairão ilesos desta noite especial?

  • 09:30CULTURA 360

    CONTARDO CALLIGARIS (ANHEMBI MORUMBI) +100 ANOS DE JOHN CAGE (PUC) + MEFISTO (UNA)

    VOCÊ CONFERE UMA REPORTAGEM DA TV PUC SOBRE CENTENÁRIO DO COMPOSITOR NORTE-AMERICANO JOHN CAGE, O MESTRE DA MÚSICA EXPERIMENTAL. E POR FALAR EM EXPERIMENTALISMO, VOCÊ VERÁ TAMBÉM A ANIMAÇÃO “MEFISTO”, CURTA METRAGEM PRODUZIDO POR ALUNOS DO CURSO DE CINEMA E AUDIOVISUAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA. MAS QUEM ABRE O PROGRAMA SÃO OS ESTUDANTES DA ANHEMBI-MORUMBI, COM UM DOCUMENTÁRIO QUE TRAÇA O PERFIL DO ITALIANO CONTARDO CALLIGARIS, UM DOS MAIS POPULARES PSICANALISTAS EM ATIVIDADE NO BRASIL. EM 2012, O COMPOSITOR NORTE-AMERICANO JOHN CAGE COMPLETARIA CEM ANOS. PIONEIRO DA ELETROACÚSTICA E DA MÚSICA ALEATÓRIA, CAGE FOI UM DOS GRANDES ARTISTAS EXPERIMENTAIS DO SÉCULO 20. O CENTENÁRIO DE NASCIMENTO DO MÚSICO FOI CELEBRADO NUM EVENTO EM SÃO PAULO, QUE CONTOU COM AS PARTICIPAÇÕES DOS POETAS MULTIMÍDIA ARNALDO ANTUNES E AUGUSTO DE CAMPOS.A REPORTAGEM DA TV PUC ESTEVE LÁ E CONTA COMO FOI. PRA DESTACAR UMA ANIMAÇÃO PRODUZIDA POR ALUNOS DO CURSO DE CINEMA E AUDIOVISUAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA. TRATA-SE DE UM CURTA-METRAGEM QUE CONTA A HISTÓRIA DE UM PERSONAGEM QUE OBTÉM VIDA DE ACORDO COM A INTENSIDADE E A DIREÇÃO DA LUZ. CERCADO POR QUATRO PAREDES E EM CONFLITO CONSIGO MESMO, ELE LUTA PRA ENTENDER SEUS PRÓPRIOS SENTIMENTOS.“MEFISTO” É O TÍTULO DO VÍDEO.

  • 10:01SAUDE BRASIL

    OSTEOARTRITE

    A Osteoartrite ou Osteoartrose, também conhecida pela população como artrose, recebeu essa nova nomenclatura porque os pesquisadores descobriram que o componente principal de instalação da doença é uma inflamação (‘ite’ significa inflamação). E artrose significa degeneração. É a principal causa de dor em pessoas acima dos 60, 65 anos de idade. Afeta as articulações do nosso corpo, como as de joelho, tornozelo, pulso, dedos e também coluna. Pode provocar incapacidades importantes se não diagnosticada e tratada de forma adequada. Uma pessoa com evolução da doença pode ter dificuldade até para segurar um garfo ou andar. Uma articulação envolve ossos e cartilagem. E também uma membrana chamada sinovial que faz parte desse processo. A cartilagem é fundamental para evitar a fricção entre dois ossos. Ela tem elasticidade e reversibilidade à carga. Por isso, o Giba, atleta do vôlei, ao subir na rede e dar uma cortada daquelas, não fratura os ossos da perna. Pois a cartilagem amortece o movimento entre os ossos. Na doença, a principal célula da cartilagem, denominada Condrócito, passa a se comportar de maneira errônea. Aí acontece um desequilíbrio entre os fatores formadores e degradadores da cartilagem. E à medida que a doença avança, o corpo pára de produzir cartilagem normal e assim ela perde a sua função. Dentre as formas de tratamento da Osteoartrite, há manobras como as de fisioterapia, reabilitação, perda de peso. Além de cirurgias específicas e de medicamentos que podem ser utilizados para recuperar a cartilagem ou bloquear a evolução da doença. Ainda que mais de 85 por cento dos casos ocorra em pessoas acima de 60 anos, há cidadãos jovens também acometidos pela doença, principalmente, vítimas de sobrecarga nas articulações decorrentes de atividades esportivas feitas de maneira intensa e inadequada. Por isso, é importante que se tenha também conhecimento para orientar os filhos e os jovens a praticarem exercícios de forma correta. A Osteoartrite não é uma decorrência natural do envelhecimento. Há um forte componente genético e fatores de risco que podem ajudar a desencadear as lesões. Daí a importância do conhecimento para adotar medidas preventivas e, quando for o caso, conseguir buscar diagnóstico precoce para combater a dor e recuperar a qualidade de vida.

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    PAIS AUSENTES

    No Programa Tamanho Família a convidada Professora de Terapia Familar da USP a terapeuta Marilene Grandesso, explica como as crianças precisam de seus pais presentes, as crianças necessitam de uma referência para criarem suas identidades. Os pais com a modernidade dos relacionamentos mudaram seus conceitos de educação e usam as crianças para conquistarem outros bens e não dão atenção necessária para seus filhos, a terapeuta fala sobre a frase equivocada em relação a educação de um filho: "Não importa a quantidade de tempo e sim a qualidade". Professora Marilene também dá dicas como aproveitar melhor seu tempo com seus filhos.

  • 11:13LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 25

    • Gloria: como a gente acabou de ver, você se tornou reconhecida por livros sobre etiqueta, moda e comportamento: por que hoje esses temas fazem parte da pauta não apenas de pessoas ligadas à alta sociedade e ao circuito da moda, mas de pessoas voltadas à discussão da cultura?• Olgaria: isso faz parte do projeto da modernidade, de fazer também da vida pessoal uma performance estética, uma obra de arte? (lembrar Benjamin e Michel Onfray, A escultura de si)• Gloria: quem dita a etiqueta e o bom gosto? é sempre a classe dominante? • Olgaria: como você vê a apropriação dos valores estéticos dos “excluídos” pela indústria cultural (relação entre o rock e cultura operária – como no caso dos punks – ou a influência dos rappers sobre a classe média)? Pergunta Jaime Pinsky para Olgária (intelectual público e circulação do saber)• Gloria: Por que no seu livro Chic[érrimo] você criou seções especialmente voltadas à etiqueta das celebridades?• Olgaria: o que seria uma etiqueta de “esquerda”?• Gloria: o fato de termos um presidente de origem operária alterou os parâmetros estéticos, tornou-os mais democráticos ou tolerantes? Pergunta Jaime Pinsky para Gloria (cultura intensifica elegância?) • Olgária: o conhecimento dos códigos culturais pode ser um instrumento de exclusão, como a etiqueta foi nas origens, no Antigo Regime? • Gloria: como você vê matérias que saem em revistas semanais dando dicas para se ter um verniz cultural em reuniões sociais, com dicas de autores/livros que é chic conhecer e citar? • Pergunta da plateia para Olgaria: No capítulo "O teatro do mundo: heróis míticos, revoluções históricas" do livro Adivinhas do tempo, citando Horkheimer, escreve em seu texto que as revoluções até hoje foram traídas porque não levaram em consideração a felicidade pessoal dos indivíduos. Pode-se dizer que o eterno equívoco dos movimentos revolucionários seria sempre ignorar a natureza desejante individual do homem em detrimento de um bem coletivo idealizado e utópico? Rogério Silva de Magalhães • Gloria: existe utopia no mundo da moda? • Olgaria: nós vivemos numa cultura do gozo. Em que medida esse imperativo do prazer é repressivo, normatizador?• Gloria: você tem um twitter seguido por mais de 10 mil pessoas. O que há de saudável ou de patológico, invasivo, nesses fenômenos de exposição da vida privada?• Olgaria: o filósofo Michel Foucault disse num ensaio que hoje a permissividade em relação à exposição do corpo, apesar de aparentemente libertária, exige que só se exponham corpos belos. Existe uma ditadura do belo?

  • 12:08CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 43

    PGM 43 - 16/02 VT TEATRO AMAZONAS Repórter Especial - "Teatro Amazonas, o resgate de uma época"- 1989 VT CICLO BORRACHA DOC "A Arvore da Fortuna" - 1992 ENTREVISTA AURÉLIO MICHILES DOC Teatro Amazonas - 2002 A PEDIDOS Vestibular da Canção - 1982 ENTREVISTA SOPRANO ROSANA LAMOSA ENCERRA ROGER WATERS - ópera "Ça Ira" no Teatro Amazonas

  • 12:31VIOLA, MINHA VIOLA - ESPECIAIS 2017

    CEZAR E PAULINHO (VIOLA 2017)

    Programa especial do Viola, Minha Viola com a apresentação de Adriana Farias que destaca algumas participações da dupla Cezar e Paulinho em épocas diferentes.

  • 13:31PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 10/08/2018 - PATERNIDADE RESPONSÁVEL

    HOJE FALAMOS SOBRE PATERNIDADE RESPONSÁVEL./COM A GENTE, O JORNALISTA E ESCRITOR MARCOS PIÂNGERS./ A NEUROPSICÓLOGA EDYLEINE PERONI BENCZIK./ E O ATOR, ROTEIRISTA E AUTOR ÉRICO BRÁS.

  • 14:00SAUDE BRASIL

    OSTEOARTRITE

    A Osteoartrite ou Osteoartrose, também conhecida pela população como artrose, recebeu essa nova nomenclatura porque os pesquisadores descobriram que o componente principal de instalação da doença é uma inflamação (‘ite’ significa inflamação). E artrose significa degeneração. É a principal causa de dor em pessoas acima dos 60, 65 anos de idade. Afeta as articulações do nosso corpo, como as de joelho, tornozelo, pulso, dedos e também coluna. Pode provocar incapacidades importantes se não diagnosticada e tratada de forma adequada. Uma pessoa com evolução da doença pode ter dificuldade até para segurar um garfo ou andar. Uma articulação envolve ossos e cartilagem. E também uma membrana chamada sinovial que faz parte desse processo. A cartilagem é fundamental para evitar a fricção entre dois ossos. Ela tem elasticidade e reversibilidade à carga. Por isso, o Giba, atleta do vôlei, ao subir na rede e dar uma cortada daquelas, não fratura os ossos da perna. Pois a cartilagem amortece o movimento entre os ossos. Na doença, a principal célula da cartilagem, denominada Condrócito, passa a se comportar de maneira errônea. Aí acontece um desequilíbrio entre os fatores formadores e degradadores da cartilagem. E à medida que a doença avança, o corpo pára de produzir cartilagem normal e assim ela perde a sua função. Dentre as formas de tratamento da Osteoartrite, há manobras como as de fisioterapia, reabilitação, perda de peso. Além de cirurgias específicas e de medicamentos que podem ser utilizados para recuperar a cartilagem ou bloquear a evolução da doença. Ainda que mais de 85 por cento dos casos ocorra em pessoas acima de 60 anos, há cidadãos jovens também acometidos pela doença, principalmente, vítimas de sobrecarga nas articulações decorrentes de atividades esportivas feitas de maneira intensa e inadequada. Por isso, é importante que se tenha também conhecimento para orientar os filhos e os jovens a praticarem exercícios de forma correta. A Osteoartrite não é uma decorrência natural do envelhecimento. Há um forte componente genético e fatores de risco que podem ajudar a desencadear as lesões. Daí a importância do conhecimento para adotar medidas preventivas e, quando for o caso, conseguir buscar diagnóstico precoce para combater a dor e recuperar a qualidade de vida.

  • 14:27BOM DIA SAÚDE

    PROMOÇÃO DE SAÚDE - 11 - ATIVIDADE FÍSICA E OBESIDADE

    O PROGRAMA FALA SOBRE A RELAÇÃO DIRETA ENTRE A OBESIDADE E MUITAS DOENÇAS. TRATA AINDA DA QUESTÃO DA REEDUCAÇÃO FÍSICA E ALIMENTAR COMO FORMA DE COMBATER A OBESIDADE QUE É A SEGUNDA CAUSA DE MORTE EM TODO O MUNDO.O PROGRAMA TRAZ AINDA O DEPOIMENTO DE UM EX-OBESO MÓRBIDO QUE CONSEGUIU RECUPERAR SUA SAÚDE COM REEDUCAÇÃO FÍSICA E ALIMENTAR.

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE II

    DESENHOS INFANTIS

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE II

    MÃE RADICAL

  • 15:32ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 66

    A professora Ana Paula Pacheco, fala sobre o seu livro "Lugar do mito", que analisa os contos do volume "Primeiras estórias", de Guimarães Rosa. O Sesc Santo André homenageia a poeta Orides Fontela, com o evento "A poesia do silêncio". E o colaborador Manuel da Costa Pinto, comenta o lançamento da série de mangás “Adolf”.

  • 16:00INGLÊS COM MÚSICA

    JUST WHEN I NEEDED YOU MOST - RANDY VANWARMER

  • 16:30PROFISSÕES

    LIMNÓLOGO

    O MAIS COMUM É SER BIÓLOGO, QUÍMICO OU FÍSICO, MAS QUEM PROCURA A PÓS-GRADUAÇÃO EM LIMNOLOGIA SE TORNA UM ESPECIALISTA EM ESTUDOS DE ÁGUA DOCE.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    CADÊ O MUSEU?

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:54CULTURA É CURRÍCULO II

    PINACOTECA BENEDICTO CALIXTO - SANTOS

  • 17:00NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 14

    A corrente elétrica é muito importante na soldagem a arco elétrico. Você verá de que forma se executa este tipo de soldagem e aprenderá, também, que existem vários tipos de soldagem a arco elétrico. Nesta teleaula você estudará, principalmente, a que usa os eletrodos revestidos.

  • 17:15MACKENZIE EM MOVIMENTO

    MACKENZIE EM MOVIMENTO - 02

    O Mackenzie em Movimento desta semana vai trazer as principais curiosidades do país sede da copa: a Rússia! Culinária e arquitetura são alguns dos pontos destacados nas reportagens que preparamos para essa edição. E você sabe tudo sobre a seleção brasileira de futebol? A gente conta para você. Não perca!

  • 17:30LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 25

    • Gloria: como a gente acabou de ver, você se tornou reconhecida por livros sobre etiqueta, moda e comportamento: por que hoje esses temas fazem parte da pauta não apenas de pessoas ligadas à alta sociedade e ao circuito da moda, mas de pessoas voltadas à discussão da cultura?• Olgaria: isso faz parte do projeto da modernidade, de fazer também da vida pessoal uma performance estética, uma obra de arte? (lembrar Benjamin e Michel Onfray, A escultura de si)• Gloria: quem dita a etiqueta e o bom gosto? é sempre a classe dominante? • Olgaria: como você vê a apropriação dos valores estéticos dos “excluídos” pela indústria cultural (relação entre o rock e cultura operária – como no caso dos punks – ou a influência dos rappers sobre a classe média)? Pergunta Jaime Pinsky para Olgária (intelectual público e circulação do saber)• Gloria: Por que no seu livro Chic[érrimo] você criou seções especialmente voltadas à etiqueta das celebridades?• Olgaria: o que seria uma etiqueta de “esquerda”?• Gloria: o fato de termos um presidente de origem operária alterou os parâmetros estéticos, tornou-os mais democráticos ou tolerantes? Pergunta Jaime Pinsky para Gloria (cultura intensifica elegância?) • Olgária: o conhecimento dos códigos culturais pode ser um instrumento de exclusão, como a etiqueta foi nas origens, no Antigo Regime? • Gloria: como você vê matérias que saem em revistas semanais dando dicas para se ter um verniz cultural em reuniões sociais, com dicas de autores/livros que é chic conhecer e citar? • Pergunta da plateia para Olgaria: No capítulo "O teatro do mundo: heróis míticos, revoluções históricas" do livro Adivinhas do tempo, citando Horkheimer, escreve em seu texto que as revoluções até hoje foram traídas porque não levaram em consideração a felicidade pessoal dos indivíduos. Pode-se dizer que o eterno equívoco dos movimentos revolucionários seria sempre ignorar a natureza desejante individual do homem em detrimento de um bem coletivo idealizado e utópico? Rogério Silva de Magalhães • Gloria: existe utopia no mundo da moda? • Olgaria: nós vivemos numa cultura do gozo. Em que medida esse imperativo do prazer é repressivo, normatizador?• Gloria: você tem um twitter seguido por mais de 10 mil pessoas. O que há de saudável ou de patológico, invasivo, nesses fenômenos de exposição da vida privada?• Olgaria: o filósofo Michel Foucault disse num ensaio que hoje a permissividade em relação à exposição do corpo, apesar de aparentemente libertária, exige que só se exponham corpos belos. Existe uma ditadura do belo?

  • 18:30VIOLA, MINHA VIOLA - ESPECIAIS 2017

    CEZAR E PAULINHO (VIOLA 2017)

    Programa especial do Viola, Minha Viola com a apresentação de Adriana Farias que destaca algumas participações da dupla Cezar e Paulinho em épocas diferentes.

  • 19:30NOVELA - 65 ANOS DE EMOÇÕES

    NOVELA - 65 ANOS DE EMOÇÕES - EPISÓDIO 6

  • 20:02BRAVURA INDÔMITA

  • 22:13SR. BRASIL

    SR. BRASIL 501 - ESPECIAL 13 ANOS - II

  • 23:05JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 11/08/2018

  • 23:47ORDEM DO DIA II

    ORDEM DO DIA II - 53 - MUDANÇAS NA CONSTITUIÇÃO

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    PORTUGUÊS 80 (MOD.1 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 80 você verá que as letras "y","k" e "w", causam bastante confusão. A letra "y" tem som de "i" e fica entre as letras"x" e "z" no dicionário; a letra "k" é muito usada em símbolos, abreviaturas e em palavras estrangeiras, e fica entre as letras "j" e "l" no dicionário. Já a confusão causada pela letra "w" é porque, em muitas palavras, ela tem som de "v".

  • 07:15NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    INGLÊS 10 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 10 você verá como se pergunta a profissão de alguém na Língua Inglesa e aprenderá os nomes em Inglês de várias profissões. Além disso, entenderá que, para perguntar e responder do jeito certo, é preciso usar os pronomes de acordo com as pessoas: tudo depende de quem você está falando e para quem está perguntando.

  • 07:29NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    MATEMÁTICA 80 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 80 você vai rever que, além dos algarismos e dos sinais de operação, a linguagem matemática também utiliza letras em sua comunicação. Relembrará que o uso de letras para expressar um fato genérico caracteriza a parte Matemática que chamamos de álgebra. Por fim, aprenderá como escrever uma expressão matemática que representa um padrão geométrico.

  • 07:45NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    GEOGRAFIA 30 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Na teleaula 30 você vai ver que ainda há muito pra ser feito pelo desenvolvimento do Brasil; vai verificar que, mesmo tendo avançado muito no processo de industrialização, nosso país ainda apresenta muitas desigualdades sociais e regionais na distribuição da riqueza. E vai observar que é só através da nossa participação consciente, que essa situação pode ser modificada.

  • 08:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    HISTÓRIA 10 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula veremos que os africanos contribuíram, e muito, para a formação do Brasil. Lembraremos que eles foram trazidos para cá à força, como escravos, nos navios negreiros. Veremos, também, como eles se adaptaram criativamente à sua nova vida no Brasil, e como muitos deles lutaram contra a violência da escravidão.

  • 08:15MACKENZIE EM MOVIMENTO

    MACKENZIE EM MOVIMENTO - 02

    O Mackenzie em Movimento desta semana vai trazer as principais curiosidades do país sede da copa: a Rússia! Culinária e arquitetura são alguns dos pontos destacados nas reportagens que preparamos para essa edição. E você sabe tudo sobre a seleção brasileira de futebol? A gente conta para você. Não perca!

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 67

    Uma homenagem especial ao maior crítico de cinema do país, Paulo Emílio Sales Gomes, que morreu há trinta anos, poucos meses depois de surpreender a todos, com a publicação do livro "Três mulheres de três PPPs”. Oitenta anos depois de sua publicação, sai no Brasil a primeira tradução de um dos maiores clássicos da literatura russa no século XIX. "O exército de cavalaria", de Isaac Bábel. E o colaborador Joca Reiners Terron, dá boas dicas para quem deseja ler mais, sem gastar muito.

  • 09:00ARTE & MATEMATICA

    DO ZERO AO INFINITO

    ESTE PROGRAMA E UMA INTRODUCAO A SERIE,COMO UMA ESPECIE DE GUIA.APONTA A POSSIBILIDADE DE LANCAR NOVOS OLHARES SOBRE VELHAS COISAS (TANTO NA ARTE COMO NA MATEMATICA) E FALA DE MANEIRA ABRANGENTE SOBRE OS TEMAS MATEMATICOS QUE SERAO ENFO CADOS.

  • 09:30INGLÊS COM MÚSICA

    JUST WHEN I NEEDED YOU MOST - RANDY VANWARMER

  • 10:01HISTÓRIA DA ARTE NO BRASIL

    UMA SEMANA DE VERÃO QUE NINGUÉM ENTENDEU

  • 10:30OLHANDO PARA O CEU

    LUA, DA PAIXAO A CONQUISTA

    "LUA, DA PAIXAO A CONQUISTA" E O QUARTO PROGRAMA DA SERIE, QUE VERSA SOBRE OS SEGUINTES ASPECTOS DA ASTRONOMIA: - COMO OCORREM OS ECLIPSES LUNARES; - COMO SE EXPLICAM AS FASES DA LUA E AS MARES; - LENDAS INDIGENAS E MITOS SOBRE A LUA; - CONSTITUICAO FISICA DA LUA; - E, DOS SONHOS DO HOMEM PARA HABITAR NOSSO SATELITE, ATE SUA CHEGADA A LUA. ESTE PROGRAMA COMO TODA A SERIE, TEVE COMO SET BASICO DE GRA VACAO, O IAG, INSITUTO ASTRONOMICO E GEOFISICO DA USP, E CE- NAS EXTERNAS EM PAUBA, SAO SEBASTIAO, RUINAS DE ABAREBEBE E PERUIBE. PARTICIPA, FALANDO SOBRE LENDAS INDIGENAS, O PROF. DE ANTRO- POLOGIA DA UNICAMP, MARCIO D'OLNE CAMPOS.

  • 11:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 34

    34) “TRUTAS E TRAÍRAS” É “Dia das Bruxas” na Piquerobi. Uma festa a fantasia promete animar a turma e, quem sabe, curar a ferida aberta no coração partido de Pedro. Já o coração de Bianca anda a mil, pois ela e Leonardo estão cada vez mais apaixonados. No sábado, a Piquerobi é tomada por sacis, mulas sem cabeça, lendas urbanas e monstros. Entre tentativas dos amigos de ajudar Pedro a conquistar um novo amor e o envolvimento de Bianca, o monstro da traição entre amigos ronda a turma e pode mudar a vida de todos.

  • 11:30GUERRA FRIA

    A CORRIDA ARMAMENTISTA

    O SURGIMENTO DA BOMBA ATOMICA DESENCADEOU O PESADELO DA CHA- MADA "HECATOMBE NUCLEAR", UM RECEIO GENERALIZADO DE QUE O ATAQUE DE UMA DAS SUPERPOTENCIAS INICIARIA UMA GUERRA CUJO DESFECHO SERIA O FIM DA VIDA HUMANA NA TERRA. O PROGRAMA FO- CALIZA A DISPUTA ENTRE OS ESTADOS UNIDOS E A UNIAO SOVIETICA PELA SUPREMACIA BELICA E MILITAR NOS TEMPOS DA GUERRA FRIA.

  • 12:01CAMPUS EM AÇÃO 2018

    PEQUENOS CLUBES, GRANDES MOMENTOS (METODISTA SP)

    Neste programa Aline Jones e Miguel Coelho, apresentam o vídeo “Pequenos Clubes, Grandes Momentos” produzido por alunos do curso de Radio, TV e Internet da Universidade Metodista de São Paulo. Sobre “Pequenos Clubes, Grandes Momentos” Finais de campeonato são emocionantes, principalmente quando times de menor expressão conseguem chegar até a final. Já são vitoriosos por chegarem tão longe, mas os guerreiros querem fazer história. Vencer a partida final contra um gigante e levar o caneco para casa! Ano de produção: 2016

  • 12:30REPORTER ECO

    REPÓRTER ECO 1247

    OLÁ, NO REPÓRTER ECO DE HOJE, CONHEÇA A PRESENÇA DA ONÇA-PINTADA NA VIDA E NO IMAGINÁRIO DO POVO DO PANTANAL. VOCÊ ACOMPANHA TAMBÉM A ÚLTIMA TEORIA DEIXADA DE UM DOS MAIS IMPORTANTES CIENTISTAS DO MUNDO E AINDA, PROJETO INCENTIVA CRIANÇAS A CONHECER E CULTIVAR PLANTAS NA COMUNIDADE ONDE MORAM. A PROPOSTA DE PESQUISADORES DO IPT É MOSTRAR AOS ALUNOS AS VANTAGENS DE TER UMA ESCOLA, UM BAIRRO E UMA CIDADE MAIS VERDE E AGRADÁVEL. O FÍSICO STÍFEN RRÓKIN DEIXA COMO LEGADO PARA A HUMANIDADE A TESE QUE PREVÊ QUE O UNIVERSO É FINITO E MAIS SIMPLES DO QUE SE IMAGINA. E, A ONÇA NA CULTURA PANTANEIRA É O LIVRO MAIS RECENTE DO FOTÓGRAFO ADRIANO GAMBIRINI, EM PARCERIA COM A JORNALISTA LAÍS DUARTE E MÁRIO HABERFELD, DO PROJETO ONÇAFARI.

  • 13:00RODA VIVA

    ZIRALDO (2018)

    NASCIDO EM CARATINGA, MINAS GERAIS, INICIOU NA DÉCADA DE 50 UMA CARREIRA DE JORNALISTA, ESCRITOR, CHARGISTA E CARICATURISTA, QUE O LEVARIA A PERCORRER ALGUNS DOS PRINCIPAIS JORNAIS E REVISTAS DO PAÍS, ALÉM DE DEIXAR SUA MARCA TAMBÉM COMO TEATRÓLOGO E PINTOR. NOS ANOS 60, LANÇOU A PRIMEIRA REVISTA EM QUADRINHOS BRASILEIRA, FEITA POR UM SÓ AUTOR: A TURMA DO PERERÊ. DURANTE A DITADURA MILITAR, AO LADO DE COMPANHEIROS COMO MILLÔR FERNANDES, IVAN LESSA, TARSO DE CASTRO E JAGUAR, DESAFIOU O REGIME E ENFRENTOU A CENSURA, A PARTIR DA TRINCHEIRA ABERTA PELO JORNAL O PASQUIM, QUE FEZ HISTÓRIA NA IMPRENSA BRASILEIRA. EM 1969, PUBLICOU O SEU PRIMEIRO LIVRO INFANTIL, FLICTS, QUE CONQUISTOU FÃS EM TODO O MUNDO. EM 1980, LANÇOU O MENINO MALUQUINHO, UM DOS MAIORES FENÔMENOS EDITORIAIS DO PAÍS. O LIVRO JÁ FOI ADAPTADO COM SUCESSO PARA O TEATRO, QUADRINHOS, INTERNET, TELEVISÃO E CINEMA. SEUS TRABALHOS JÁ FORAM TRADUZIDOS PARA O INGLÊS, FRANCÊS, ALEMÃO, ITALIANO, ESPANHOL E BASCO. O ARTISTA DE MÚLTIPLOS TALENTOS, ZIRALDO ALVES PINTO, É O CENTRO DO RODA VIVA DE HOJE. PARA CONVERSAR COM O CARTUNISTA E ESCRITOR ZIRALDO, NÓS CONVIDAMOS: CLAUDIUS CECCON - CARTUNISTA, ARQUITETO E DIRETOR-EXECUTIVO DO CENTRO DE CRIAÇÃO DE IMAGEM POPULAR, O CECIP./ RICKY GOODWIN - JORNALISTA E ESPECIALISTA EM DESENHO DE HUMOR./ ALCY LINARES - CARTUNISTA./ CARLOS RUAS - TAMBÉM CARTUNISTA./ E/ PAULO RAMOS - JORNALISTA E PROFESSOR DE LETRAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO, A UNIFESP./

  • 14:30ORDEM DO DIA II

    ORDEM DO DIA II - 53 - MUDANÇAS NA CONSTITUIÇÃO

  • 15:01ARTE & MATEMATICA

    DO ZERO AO INFINITO

    ESTE PROGRAMA E UMA INTRODUCAO A SERIE,COMO UMA ESPECIE DE GUIA.APONTA A POSSIBILIDADE DE LANCAR NOVOS OLHARES SOBRE VELHAS COISAS (TANTO NA ARTE COMO NA MATEMATICA) E FALA DE MANEIRA ABRANGENTE SOBRE OS TEMAS MATEMATICOS QUE SERAO ENFO CADOS.

  • 15:30INGLÊS COM MÚSICA

    JUST WHEN I NEEDED YOU MOST - RANDY VANWARMER

  • 16:04HISTÓRIA DA ARTE NO BRASIL

    UMA SEMANA DE VERÃO QUE NINGUÉM ENTENDEU

  • 16:30OLHANDO PARA O CEU

    LUA, DA PAIXAO A CONQUISTA

    "LUA, DA PAIXAO A CONQUISTA" E O QUARTO PROGRAMA DA SERIE, QUE VERSA SOBRE OS SEGUINTES ASPECTOS DA ASTRONOMIA: - COMO OCORREM OS ECLIPSES LUNARES; - COMO SE EXPLICAM AS FASES DA LUA E AS MARES; - LENDAS INDIGENAS E MITOS SOBRE A LUA; - CONSTITUICAO FISICA DA LUA; - E, DOS SONHOS DO HOMEM PARA HABITAR NOSSO SATELITE, ATE SUA CHEGADA A LUA. ESTE PROGRAMA COMO TODA A SERIE, TEVE COMO SET BASICO DE GRA VACAO, O IAG, INSITUTO ASTRONOMICO E GEOFISICO DA USP, E CE- NAS EXTERNAS EM PAUBA, SAO SEBASTIAO, RUINAS DE ABAREBEBE E PERUIBE. PARTICIPA, FALANDO SOBRE LENDAS INDIGENAS, O PROF. DE ANTRO- POLOGIA DA UNICAMP, MARCIO D'OLNE CAMPOS.

  • 17:00MESTRES DA LITERATURA

    GRACILIANO RAMOS - LITERATURA SEM BIJUTERIAS

  • 17:38MOSAICOS

    A ARTE DE TOM JOBIM

    MOSAICOS – A ARTE DE TOM JOBIM Documentário musical revê a trajetória do compositor e mestre da bossa nova e traz participações de Danilo Caymmi, Paulo Jobim, Roberto Menescal, Lucio Maia e Maquinado, Arthur Nestrovski, Paula Morelembaum, Dani Gurgel, entre outros, interpretando clássicos do maestro, além de imagens do acervo da TV Cultura protagonizadas pelo próprio homenageado, em programas como "As Nascentes", "3 Antonios e 1 Jobim", etc...

  • 18:30SR. BRASIL

    SR. BRASIL 501 - ESPECIAL 13 ANOS - II

  • 19:30DE REPENTE, NAO MAIS QUE DE REPENTE

  • 21:30PRIMEIRO MOVIMENTO

    PRIMEIRO MOVIMENTO - MÚSICA BRASILEIRA

  • 22:31INSPIRA.MOV BRASIL

    MAURO BETING

    Jornalista que atua em mídia impressa, internet, rádio e televisão, Mauro Beting escreveu 15 livros e dirigiu três documentários para cinema e TV. Foi curador do Museu da CBF e um dos curadores do Museu Pelé. A paixão pelo futebol e pelo jornalismo esportivo são o tema principal da sua participação na série.

  • 23:00REPORTER ECO

    REPÓRTER ECO 1247

    OLÁ, NO REPÓRTER ECO DE HOJE, CONHEÇA A PRESENÇA DA ONÇA-PINTADA NA VIDA E NO IMAGINÁRIO DO POVO DO PANTANAL. VOCÊ ACOMPANHA TAMBÉM A ÚLTIMA TEORIA DEIXADA DE UM DOS MAIS IMPORTANTES CIENTISTAS DO MUNDO E AINDA, PROJETO INCENTIVA CRIANÇAS A CONHECER E CULTIVAR PLANTAS NA COMUNIDADE ONDE MORAM. A PROPOSTA DE PESQUISADORES DO IPT É MOSTRAR AOS ALUNOS AS VANTAGENS DE TER UMA ESCOLA, UM BAIRRO E UMA CIDADE MAIS VERDE E AGRADÁVEL. O FÍSICO STÍFEN RRÓKIN DEIXA COMO LEGADO PARA A HUMANIDADE A TESE QUE PREVÊ QUE O UNIVERSO É FINITO E MAIS SIMPLES DO QUE SE IMAGINA. E, A ONÇA NA CULTURA PANTANEIRA É O LIVRO MAIS RECENTE DO FOTÓGRAFO ADRIANO GAMBIRINI, EM PARCERIA COM A JORNALISTA LAÍS DUARTE E MÁRIO HABERFELD, DO PROJETO ONÇAFARI.

  • 23:32100% BRASIL

    GRUPO DE DANÇA

    Nesse programa, dois importantes grupos de dança do Brasil, que reinventam a arte explorando a cultura brasileira - Cia. de Dança Deborah Colker e Grupo Corpo. O Brasil que dança e se diverte é o mesmo que trabalha a arte e faz história com sua música. Tom Zé divide com o público as novidades de seu trabalho em uma entrevista exclusiva. O episódio mostra ainda o Brasil que, sobre o chão semi-árido, tornou-se um dos maiores produtores de frutas do mercado mundial. A aposta na tecnologia e no conhecimento do ecossistema do Vale do São Francisco desfaz o mito que condenava o futuro da região à miséria.

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    PORTUGUÊS 81 (MOD.1 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 81 você aprenderá que eufemismo é o uso de uma expressão que suaviza uma idéia desagradável. Descobrirá como escrever um recibo e preencher um cheque, além de ver como justificamos e defendemos nossos pontos de vista usando argumentos.

  • 07:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    PORTUGUÊS 2 (MOD.1 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 2 você aprenderá por que o certo é dizer meio-dia e meia e não meio-dia e meio. Verá que, na nossa língua, existem diferentes classes de palavras e que uma delas é o substantivo, cuja utilidade é dar nome às coisas. Aprenderá também que as palavras e as frases podem ser usadas no sentido figurado, para dar mais força àquilo que nós queremos dizer.

  • 07:30NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 16

    Nesta teleaula você conhecerá outro processo de soldagem a arco elétrico: o MIG e MAG. Além disso, vai descobrir por que ele tem este nome e ficará sabendo que este processo é muito popular na indústria por sua alta produtividade.

  • 07:45TRAÇANDO ARTE III

    A MALDIÇÃO DA TRAÇA ZUMBI

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 07:53CULTURA É CURRÍCULO II

    CASA DE CULTURA MARCELO GRASSMAN - SÃO SIMÃO

  • 08:00BAÚ DE HISTÓRIAS

    BAÚ DE HISTÓRIAS II - 31

    HISTÓRIAS: *PEDRO MALAZARTES E O QUADRO DA VEIA *CAMPO DOS GIGANTES * VELHA À FIAR

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 68

    A escritora Lya Luft fala sobre as diferenças entre memória e fantasia, as dificuldades envolvidas no trabalho de tradução e o seu processo de criação literária. Nossa reportagem foi conhecer dois cursos voltados para escritores. Professores falam sobre a utilidade desses cursos e a contribuição que eles trazem para a formação de novos escritores. E uma matéria com quatro dos dezesseis escritores que integram o projeto “Amores expressos”.

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 35

    Desde que Luara ficou com Leonardo e Pedro foi enganado por Raul e Feijão, a turma já não é mais turma. É cada um por si, com seu ressentimento e sua mágoa. Um trabalho de história porém, põe à prova o quão profundo e irreversível é esse afastamento. Pedro disputa com seus ex-amigos o privilégio de entrevistar DJ Vadico, uma lenda viva do bairro que tem muita história, boa e ruim, pra contar. Bianca, que resistia às investidas e tentativas de explicações de Leonardo, concorda em conversar com ele. Tudo acontece na Lanchonete do Seu Fonseca, ponto de encontro tradicional do bairro, que vive um dia dramático. Mas talvez algo renasça em meio à tragédia, o sentimento de que, diante da dor, ter com quem contar, faz toda a diferença no mundo.

  • 09:30CULTURA 360

    FUTEBOL DE MESA (ANHEMBI MORUMBI)+A VIDA POR UM FIO (UNASP)+NUTRIÇÃO (MACKENZIE)

    ABRIMOS O PROGRAMA COM “FUTEBOL DE MESA: ATLETAS DO BOTÃO”, UM DOCUMENTÁRIO FEITO PELOS ALUNOS DA ANHEMBI-MORUMBI. O PESSOAL MARCOU UM GOLAÇO! OS ALUNOS DA UNIVERSIDADE ADVENTISTA DE SÃO PAULO, A UNASP PRODUZIRAM UM DOCUMENTÁRIO,E FOI SELECIONADOS PELOS CURADORES DO PROGRAMA. O VÍDEO “A VIDA POR UM FIO” TRATA DA IMPORTÂNCIA DOS CUIDADOS COM A ÁGUA. FECHANDO O PROGRAMA TEMOS UMA PRODUÇÃO DA TV MACKENZIE A RESPEITO DE NUTRIÇÃO. POIS É, SE VOCÊ PLANEJA COMEÇAR ALGUMA DESSAS DIETAS MIRACULOSAS, QUE PROMETEM EMAGRECIMENTO EM TEMPO RECORDE, É MELHOR SEGUIR AS ORIENTAÇÕES QUE A NUTRICIONISTA DENISE MADI CARREIRO ENSINA NESSA ENTREVISTA.

  • 10:00SAUDE BRASIL

    HEPATITE C

    Estima-se, no mundo, mais de 170 milhões de pessoas infectadas pelo vírus da Hepatite C. No Brasil, os índices variam de 2 a 4 milhões de pessoas. Sabe-se, inclusive, que 95 por cento dos infectados não sabem que são portadores deste vírus e se encontram sem assistência médica. Além das complicações que a Hepatite C crônica vai causando ao fígado do indivíduo, a pessoa ainda pode estar transmitindo o vírus sem ter conhecimento desse risco. Para se ter uma idéia, a Hepatite C é a principal causa de transplante de fígado no país. Considerada um sério problema de saúde pública, tem como um dos principais desafios o diagnóstico precoce. Pois, é uma doença que se detectada no início tem grandes chances de cura. E, no entanto, a maioria dos casos só é descoberta diante de complicações quando há lesões importantes no fígado, causando cirrose hepática. Ao contrário, portanto, do que alguns ainda imaginam, a cirrose não é causada apenas por excesso de bebida alcoólica. É, no maior índice de quadros, desencadeada pela Hepatite C crônica. Qualquer um de nós pode em algum momento ter tido contato com sangue ou secreções contaminadas. Algumas das principais formas de transmissão do vírus da Hepatite C: por meio de transfusões de sangue antes de 1992 (quando não se fazia o teste para a doença, pois se desconhecia este vírus); por compartilhamento de seringas e agulhas (usuários de drogas é um dos principais grupos de risco); etc. É possível contaminar-se com uso de aparelhos cortantes ou perfurantes, sem devida esterilização, a exemplo de alicates de unha, lâminas de barbear, agulhas de injeções (antigamente elas não eram descartáveis, mas necessitavam ser esterilizadas), entre outros objetos. Via sexual a transmissão desse vírus é mais rara, bem como de mãe para filho. Aliás, o aleitamento materno de mãe portadora de Hepatite C é incentivado, pois o risco é mínimo de transmissão pela amamentação. Outro desafio da Hepatite C é que, em geral, ela evolui lentamente no organismo. Pode levar 10, 15, 20 ou até 30 anos para se manifestar. E quando ocorrem sintomas, na maioria das vezes, é em função de lesões já instaladas. Se não tratados os pacientes podem evoluir para cirrose, para câncer de fígado, e ficar na fila do transplante. É preciso redobrar a atenção também com a associação entre Hepatite C e Aids. E hoje, como boa parte dos casos pode ser curada, as instituições médicas e governamentais buscam a detecção precoce do vírus da Hepatite C. A recomendação é que quem tiver fatores de risco (por exemplo, ter feito uma transfusão sanguínea antes de 1992) deva fazer um teste para checar se tem ou não o vírus da Hepatite C, por meio de um exame de sangue, disponível também pela rede pública de saúde.

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    CENSURA E REPRESÃO

    No Tamanho Família com o tema Censura e Repressão a convidada e a Psicológa Rosely Sayão autora dos livros "Como Educar Meu Filho"(coletanêa de textos sobre educação familiar publicados no jornal Folha de São Paulo de 2000 á 2002). A Repressão na visão da Psicológa e vista como algo prioritário para educar seu filho porque o ser humano aceita com as censuras a convivência em sociedade. Os pais contemporâneos não querem ser autoritários não querem se impôr, nisso as crianças impõe seus desejos, e ao invês de obedecerem são obedecidos. Filme indicado pela Psicológa : O Senhor Das Moscas e Programa em TV a Cabo já exibido: Esqueceram de Nós .

  • 11:15LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 25

    • Gloria: como a gente acabou de ver, você se tornou reconhecida por livros sobre etiqueta, moda e comportamento: por que hoje esses temas fazem parte da pauta não apenas de pessoas ligadas à alta sociedade e ao circuito da moda, mas de pessoas voltadas à discussão da cultura?• Olgaria: isso faz parte do projeto da modernidade, de fazer também da vida pessoal uma performance estética, uma obra de arte? (lembrar Benjamin e Michel Onfray, A escultura de si)• Gloria: quem dita a etiqueta e o bom gosto? é sempre a classe dominante? • Olgaria: como você vê a apropriação dos valores estéticos dos “excluídos” pela indústria cultural (relação entre o rock e cultura operária – como no caso dos punks – ou a influência dos rappers sobre a classe média)? Pergunta Jaime Pinsky para Olgária (intelectual público e circulação do saber)• Gloria: Por que no seu livro Chic[érrimo] você criou seções especialmente voltadas à etiqueta das celebridades?• Olgaria: o que seria uma etiqueta de “esquerda”?• Gloria: o fato de termos um presidente de origem operária alterou os parâmetros estéticos, tornou-os mais democráticos ou tolerantes? Pergunta Jaime Pinsky para Gloria (cultura intensifica elegância?) • Olgária: o conhecimento dos códigos culturais pode ser um instrumento de exclusão, como a etiqueta foi nas origens, no Antigo Regime? • Gloria: como você vê matérias que saem em revistas semanais dando dicas para se ter um verniz cultural em reuniões sociais, com dicas de autores/livros que é chic conhecer e citar? • Pergunta da plateia para Olgaria: No capítulo "O teatro do mundo: heróis míticos, revoluções históricas" do livro Adivinhas do tempo, citando Horkheimer, escreve em seu texto que as revoluções até hoje foram traídas porque não levaram em consideração a felicidade pessoal dos indivíduos. Pode-se dizer que o eterno equívoco dos movimentos revolucionários seria sempre ignorar a natureza desejante individual do homem em detrimento de um bem coletivo idealizado e utópico? Rogério Silva de Magalhães • Gloria: existe utopia no mundo da moda? • Olgaria: nós vivemos numa cultura do gozo. Em que medida esse imperativo do prazer é repressivo, normatizador?• Gloria: você tem um twitter seguido por mais de 10 mil pessoas. O que há de saudável ou de patológico, invasivo, nesses fenômenos de exposição da vida privada?• Olgaria: o filósofo Michel Foucault disse num ensaio que hoje a permissividade em relação à exposição do corpo, apesar de aparentemente libertária, exige que só se exponham corpos belos. Existe uma ditadura do belo?

  • 12:09CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 44

    CULTURA RETRÔ - Pgm 44 - no ar: 23/02/12 VT CORONELISMO - Telecurso 2º Grau - 19/05/1978 VT ENTREVISTA ACM NETO VT DOC MULHERES DICA - DOCTV "SANTA DICA DE GUERRA E FÉ" - 2005 VT PROVOCAÇÕES - 2006 VT A PEDIDO Zeca camargo - Ensaio Tim Maia - 1992 VT ENCERRAMENTO - CÁSSIA ELLER

  • 12:33CULTURA LIVRE

    CULTURA LIVRE 322

  • 13:32PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 10/08/2018 - PATERNIDADE RESPONSÁVEL

    HOJE FALAMOS SOBRE PATERNIDADE RESPONSÁVEL./COM A GENTE, O JORNALISTA E ESCRITOR MARCOS PIÂNGERS./ A NEUROPSICÓLOGA EDYLEINE PERONI BENCZIK./ E O ATOR, ROTEIRISTA E AUTOR ÉRICO BRÁS.

  • 14:01SAUDE BRASIL

    HEPATITE C

    Estima-se, no mundo, mais de 170 milhões de pessoas infectadas pelo vírus da Hepatite C. No Brasil, os índices variam de 2 a 4 milhões de pessoas. Sabe-se, inclusive, que 95 por cento dos infectados não sabem que são portadores deste vírus e se encontram sem assistência médica. Além das complicações que a Hepatite C crônica vai causando ao fígado do indivíduo, a pessoa ainda pode estar transmitindo o vírus sem ter conhecimento desse risco. Para se ter uma idéia, a Hepatite C é a principal causa de transplante de fígado no país. Considerada um sério problema de saúde pública, tem como um dos principais desafios o diagnóstico precoce. Pois, é uma doença que se detectada no início tem grandes chances de cura. E, no entanto, a maioria dos casos só é descoberta diante de complicações quando há lesões importantes no fígado, causando cirrose hepática. Ao contrário, portanto, do que alguns ainda imaginam, a cirrose não é causada apenas por excesso de bebida alcoólica. É, no maior índice de quadros, desencadeada pela Hepatite C crônica. Qualquer um de nós pode em algum momento ter tido contato com sangue ou secreções contaminadas. Algumas das principais formas de transmissão do vírus da Hepatite C: por meio de transfusões de sangue antes de 1992 (quando não se fazia o teste para a doença, pois se desconhecia este vírus); por compartilhamento de seringas e agulhas (usuários de drogas é um dos principais grupos de risco); etc. É possível contaminar-se com uso de aparelhos cortantes ou perfurantes, sem devida esterilização, a exemplo de alicates de unha, lâminas de barbear, agulhas de injeções (antigamente elas não eram descartáveis, mas necessitavam ser esterilizadas), entre outros objetos. Via sexual a transmissão desse vírus é mais rara, bem como de mãe para filho. Aliás, o aleitamento materno de mãe portadora de Hepatite C é incentivado, pois o risco é mínimo de transmissão pela amamentação. Outro desafio da Hepatite C é que, em geral, ela evolui lentamente no organismo. Pode levar 10, 15, 20 ou até 30 anos para se manifestar. E quando ocorrem sintomas, na maioria das vezes, é em função de lesões já instaladas. Se não tratados os pacientes podem evoluir para cirrose, para câncer de fígado, e ficar na fila do transplante. É preciso redobrar a atenção também com a associação entre Hepatite C e Aids. E hoje, como boa parte dos casos pode ser curada, as instituições médicas e governamentais buscam a detecção precoce do vírus da Hepatite C. A recomendação é que quem tiver fatores de risco (por exemplo, ter feito uma transfusão sanguínea antes de 1992) deva fazer um teste para checar se tem ou não o vírus da Hepatite C, por meio de um exame de sangue, disponível também pela rede pública de saúde.

  • 14:30BOM DIA SAÚDE

    MÉDICO DE FAMÍLIA - 11 - HEPATITE

    HOJE VAMOS FALAR SOBRE HEPATITES. AS HEPATITES SÃO DOENÇAS PROVOCADAS POR VÁRIOS TIPOS DE VÍRUS COM CARACTERÍSTICAS DISTINTAS. EXISTEM AS HEPATITES DOS TIPOS A, B, C, D e E. NESTE PROGRAMA VAMOS SABER QUAIS SÃO OS SINTOMAS E COMO ELAS SÃO TRANSMITIDAS.

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE

    FINAL DA GESTAÇÃO

    O final da gravidez é um período intenso e delicado. A barriga está enorme, fica mais difícil dormir, se locomover e fazer as atividades diárias. A gestante não vê a hora de olhar para a carinha do bebê, e uma certa ansiedade é inevitável. Neste Momento Papo de Mãe vamos falar sobre como lidar com tudo isso e ainda estar atenta aos sinais de parto? Para nos orientar nesta conversa, chamamos a ginecologista e obstetra Bárbara Murayama. Também convidamos a Ana, que está grávida do segundo filho. A Dra. Bárbara também responde dúvida de telespectador. Convidadas: Bárbara Murayama – ginecologista e obstetra Ana Garini – empresária

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    OUVIDO DO BEBÊ E DA CRIANÇA (OTITE)

    O tema desta vez é o ouvido do bebê e da criança. Para tirar nossas dúvidas, chamamos o otorrino Richard Voegels. A mamãe Talitta conta que um dos filhos tem mais otites do que o outro. O médico explica os tipos de otite e também de tratamento que, em alguns casos, exige antibióticos. Participação em vídeo da pediatra Fernanda Viana respondendo dúvida de telespectador. Convidados: Dr. Richard Voegels – Otorrinolaringologista Talitta Maciel - Nutricionista

  • 15:30NOSSA LÍNGUA 2010

    DISCURSO POLÍTICO

    BLOCO 1 O programa aborda o discurso político. Felipe Reis interpreta o discurso de um político pedindo voto da população. Ele é interrompido por uma cidadã que lhe questiona sobre o significa da palavra “política”. O Povo Fala responde a enquete: - “o que é política? / Para que ela serve? / Você sabe a origem do termo “política”? O quadro “Etimologia” traz a origem da palavra “política” e seu significado. Felipe Reis, no papel de bandido, e Tininha Mello, policial, dramatizam cena de lavagem de dinheiro. Tininha pega, em flagrante, Felipe lavando literalmente o dinheiro. Ela explica que “lavagem de dinheiro” é crime. O quadro “Curiosidades” traz o apelido “Águia de Haia” dado ao político, diplomata e escritor baiano, Rui Barbosa, pelo Barão de Rio Branco. Tininha recebe uma carta do namorado na qual ele escreve num tipo de discurso sem sentido para ela, na tentativa de enrolá-la. O Jornal Nossa Língua traz o discurso de um político que tem dificuldades para se comunicar com o povo. Sua assessora tenta ajudá-lo, mas piora a situação. Cena dramatizada com Felipe, no papel de político e, Tininha, no papel da assessora. Na são usados trechos do discurso de Jânio Quadros e Delfim Neto. Felipe Reis foi ouvir das pessoas o que elas entenderam do discurso do político e de sua assessora. O Povo fala respondeu a enquete: “O que quer dizer : a grande causa do processo inflacionário é o déficit orçamentário? E, “a causa da carestia é a roubalheira do governo? BLOCO 2 Felipe entrevista o professor de língua portuguesa Antonio Soares de Abreu que fala sobre a linguagem do discurso vazio. Felipe e Tininha destacam a importância do baiano Dias Gomes na dramaturgia brasileira e citam sua peça teatral Odorico, o Bem-Amado ou Os Mistérios do Amor e da Morte, que inspirou a telenovela O Bem-Amado. Felipe, como o personagem Odorico Paraguaçu, interpreta trecho da peça Odorico, o Bem-Amado, quando o personagem inaugura o tão esperado cemitério de Sucupira. BLOCO 3 Tininha faz leitura do texto “Analfabetismo”, de Machado de Assis, publicado em 1870. O quadro SOCORRO! LÍNGUA PORTUGUESA traz a diferença entre os termos “mandato” e “mandado”. No cemitério de Sucupira, o sufixo Mente, interpretado por Tininha Mello, descansa em paz na sua lápide. O sufixo Mente não permite que o advérbio Agora, interpretado por Felipe Reis, repouse ao seu lado. O sufixo só permite que adjetivos fiquem ao seu lado. E diz que ‘agoramente” não existe! Para encerrar o programa, Felipe Reis, vivenciando o mesmo político da abertura do programa, termina seu discurso pedindo votos ao seu eleitorado. Tininha, que faz o papel de cidadã, diz que pelo discurso afiado, ela até votaria nele. Mas, que se faz necessária uma análise do projeto apresentado para definir os conceitos de participação geral... O que o político não entendeu.

  • 16:00WORD ON THE STREET II

    SHAKESPEARE

    NO PRIMEIRO EPISÓDIO DA NOVA TEMPORADA, ASHLIE E STEPHEN VISITAM O FAMOSO TEATRO GLOBE, DE SHAKESPEARE, PARA QUE STEPHEN POSSA PEGAR SEU TRAJE A FIM DE ATUAR EM UMA PEÇA. ENTÃO ELES VÃO ATÉ A CIDADE NATAL DE SHAKESPEARE, EM STRATFORD, ONDE ELES DESCOBREM QUE O PAPEL DE STEPHEN NÃO ERA BEM O QUE ELES ESPERAVAM. A REPÓRTER AMANDEEP EXPLORA A WEST END DE LONDRES - LOCAL COM MAIS TEATROS MUSICAIS NO MUNDO. ELA CONHECE, ENTÃO, OS BASTIDORES DE MAMMA MIA E DESCOBRE O QUE É PRECISO PARA A REALIZAÇÃO DE UMA GRANDE PRODUÇÃO. O PROFESSOR DE INGLÊS, ROB, DÁ DICAS SOBRE COMO ANOTAR NOVOS VOCABULÁRIOS E, COM AS PEÇAS DE SHAKESPEARE POPULARES ATÉ HOJE, NÓS PERGUNTAMOS PARA NOSSO ESPECIALISTA DO QUADRO 'SEAT ON THE STREET' O QUE FAZ UMA HISTÓRIA DURADOURA.

  • 16:30PROFISSÕES

    ENGENHEIRO CARTÓGRAFO

    UM ENGENHEIRO ESPECIALISTA EM MAPAS. A UNIVESP TV FOI CONHECER O TRABALHO DE ÉLCIA FERREIRA DA SILVA, DONA DE UMA EMPRESA QUE PRESTA SERVIÇOS DE ENGENHARIA CARTOGRÁFICA NO INTERIOR DE SÃO PAULO.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    DEIXA EU ME DIVERTIR

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:54CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU DO TELEFONE DE BRAGANÇA PAULISTA

  • 17:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    PORTUGUÊS 81 (MOD.1 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 81 você aprenderá que eufemismo é o uso de uma expressão que suaviza uma idéia desagradável. Descobrirá como escrever um recibo e preencher um cheque, além de ver como justificamos e defendemos nossos pontos de vista usando argumentos.

  • 17:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    PORTUGUÊS 2 (MOD.1 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 2 você aprenderá por que o certo é dizer meio-dia e meia e não meio-dia e meio. Verá que, na nossa língua, existem diferentes classes de palavras e que uma delas é o substantivo, cuja utilidade é dar nome às coisas. Aprenderá também que as palavras e as frases podem ser usadas no sentido figurado, para dar mais força àquilo que nós queremos dizer.

  • 17:30LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 27 (2010)

    Sinopse PGM 27 Convidados: Marina Colasanti e Rodrigo Lacerda. •Marina: você escreveu para revistas femininas e frequentemente aborda questões afetivas na sua obra: como evitar que esse tema se transforme em algo piegas, em consultório sentimental? •Rodrigo: seu livro mais recente, Outra vida, trata de um casamento em crise e você participou na Flip de uma mesa intitulada Separações, com o diretor Domingos de Oliveira. Existe hoje uma preocupação dos escritores em tratar de temas da vida comum? (paralelo com cinema + Coetzee, Philip Roth, Cristovão Tezza) •Para ambos: Hoje cada vez mais os escritores participam de eventos literários: a exposição midiática cancela o poder questionador da literatura, transformando o escritor numa celebridade? (lembrar Apocalípticos e Integrados, Umberto Eco) Pergunta Edward Pimenta para Marina Colasanti (o que falta abordar?) •Rodrigo: Vocês dois escrevem, além de ficção para adultos, livros para o público infanto-juvenil. Como escrever para esses leitores na era dos videogames, canais a cabo e internet? •Marina: Numa entrevista, você declarou: “Os contos de fadas foram mandados para a tinturaria, a fim de limpá-los de qualquer mancha de sangue. O resultado foi que, ao limpar-se o sangue visível, drenou-se também o invisível, aquele que corre nas veias das histórias, que as anima e lhes dá vida. E os belos contos de fadas ficaram pálidos, fracos, com um pé na UTI.” Como é escrever contos de fadas na era do politicamente correto? •Rodrigo: Suas Fábulas para o Ano 2000 forma uma tentativa de atualizar o gênero para uma realidade de roqueiros e internautas? Pergunta Edward Pimenta para Rodrigo (grupos/autores atuais) •Marina: hoje existe uma tendência para o miniconto, mas você já pratica esse gênero há muito tempo (como Zooilógico, A Morada do Ser e Contos de Amor Rasgado). A condensação virou um cacoete? •Rodrigo: em Vista do Rio, você explora de maneira cruel o contraste entre o que a cidade do Rio de Janeiro prometia como projeto de Brasil e a decrepitude do presente. O projeto Brasil naufragou? •Marina: você se considera uma escritora feminista e engajada? Ainda existe espaço para utopias na literatura? •Rodrigo: você estreou com O mistério do leão rampante, romance que é quase uma brincadeira e que teve origem num curso de história (pedir para ele contar a gênese do livro). Já existia o projeto de ser escritor quando você fez o livro? •Marina: você nasceu na Eritreia e morou na Itália. Como isso marcou sua obra? E sua experiência como tradutora? •Rodrigo: você é carioca e neto do ex-governador Carlos Lacerda, mas mora em São Paulo e tem uma visão pessimista do Rio, como metáfora do Brasil. Você procura expiar essa herança pela ficção? •Marina: Pedir p/ ela encerrar falando do livro de memórias que está escrevendo.

  • 18:31METROPOLIS

    METRÓPOLIS 2018 - DOMINGO 326 - 12/08/2018

    DOMINGO NO METRÓPOLIS A BANDA MUNDO LIVRE APRESENTA O ÁLBUM NOVO, A DANÇA DOS NÃO FAMOSOS! AMOR I LOVE YOU: MÚSICA DE MARISA MONTE ECOANDO NO MUSICAL ROMEU E JULIETA. UM PAPO DE CINEMA COM O ATOR IRANDHIR SANTOS, AGORA NAS TELAS NO THRILER DE TERROR O ANIMAL CORDIAL. COMPORTAMENTO: O QUE FAZER PARA CRIANÇAS E JOVENS SE APROXIMAREM DO LIVRO? E PRA QUEM JÁ GOSTA DE LITERATURA UMA CONVERSA COM A ESCRITORA ITALIANA DE ORIGEM SOMALI IGIABA SCEGO. MAIS:A CRISE DA MASCULINIDADE DISCUTIDA PELA PSICANALISTA MALVINA MUSZKAT

  • 19:30TELECONTO

    O MENSAGEIRO 1

  • 20:03GUERRA FRIA

    O TERRORISMO

    TERRORISMO, OU SEJA, O USO DA VIOLENCIA SISTEMATICA, COM OBJETIVOS POLITICOS, CONTRA CIVIS OU MILITARES QUE ESTAO EM OPERACAO DE GUERRA. O METODO BASICO DO TERRORISMO E A DESTRU ICAO DA VIDA HUMANA EM NOME DE CERTOS PRINCIPIOS IDEOLOGICOS POLITICOS OU RELIGIOSOS. O PROGRAMA MOSTRA COMO A CHAMADA "CULTURA DA GUERRA FRIA" ESTIMULOU A MULTIPLICACAO DE GRUPOS TERRORISTAS.

  • 20:36PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 13/08/2018

  • 21:04DOCTV BRASIL IV

    ENGARRAFADOS

    Seis passageiros passam por um táxi que percorre diferentes bairros de São Paulo. Um road doc urbano, que busca revelar as relações humanas que podem surgir em meio a correria da metrópole, mesmo numa fulgaz corrida de táxi.

  • 22:00GRANDES CURSOS CULTURA NA TV

    A POESIA REFLEXIVA DE DRUMMOND - PERGUNTAS E RESPOSTAS

    Nesse programa o prof. Davi Arrigucci responde perguntas sobre o universo poético de Carlos Drummond de Andrade. Faz uma análise comparativa da obra de João Cabral de Melo Neto e a de Drummond. Fala também sobre os precursores do modernismo que o influenciaram (Manuel Bandeira, Álvares de Azevedo e Gonçalves Dias) e, sobre o universal e o provinciano na sua obra. O Professor Davi Arrigucci Junior, nasceu em São João da Boa Vista (São Paulo) em 1943. Professor aposentado de teoria literária e literatura comparada na USP, , onde lecionou de 1965 a 1996, crítico e ensaísta consagrado, estreou como romancista com Ugolino e a Perdiz, a “saga” de um caçador quixotesco em busca de uma perdiz encantada. Ao estrear como ficcionista, Arrigucci disse estar sentindo um prazer que não sentia com sua produção anterior de ensaios – o que talvez soe injusto com uma das mais sólidas coleções artigos sobre escritores nacionais e estrangeiros, com destaque para O Escorpião Encalacrado (sobre o argentino Julio Cortázar) e O Cacto e as Ruínas (sobre Manuel Bandeira e Murilo Mendes). Publicou recentemente o livro "Coração Partido", em que analisa a poesia reflexiva de Carlos Drummond de Andrade.

  • 23:00JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 13/08/2018

  • 00:00CONTOS DA MEIA NOITE

    OS MUSCULOS - IGNACIO DE LOYOLA BRANDAO

    De repente, no pequeno jardim fronteiro a casinhola, os arames começam a crescer e a brotar. Com um vigor, nunca visto em seivas de outras plantas, os arames crescem e crescem. Cercam o jardim, empilham-se. Danilo, o proprietário do terreno, não sabe o que fazer. A limpeza pública não dá conta. Dentro da casa não há mais lugar para depositar tão espantosa produção. As casas comerciais queixam-se de concorrência desleal. Os fiscais do governo não resolvem o problema. Ninguém, na verdade, o resolve: o arame se propaga. Cerca o país. Até que Danilo, no âmago uterio de um monte de arame, reeduca sua vida e sua condição humana. De forma pungente.

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    INGLÊS 11 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 11 você aprenderá a identificar locais de trabalho de acordo com as profissões. Além disso, descobrirá que, em Inglês, as palavras não têm gênero e saberá como reconhecer e fazer perguntas usando os verbos corretamente.

  • 07:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    FÍSICA 1 (MOD.4 - MÉDIO)

    O curso de Física tem 50 teleaulas e, através delas, você vai ficar sabendo alguns conhecimentos que o ser humano acumulou sobre os movimentos, sobre a força, velocidade, aceleração, energia, pressão, temperatura, campos elétricos, núcleos de átomos, enfim, conhecimentos sobre o mundo da Física. Nesta teleaula você vai ver que o conhecimento científico é uma questão de método. E que o método experimental é a base do método científico, usado na Física. Aliás, você vai aprender o que, afinal, é Física, quais suas divisões e suas aplicações.

  • 07:31NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 17

    O processo de soldagem a arco submerso é mais um dos processos de soldagem a arco elétrico. Você verá quais são os itens e como funciona o equipamento que faz esse tipo de soldagem e aprenderá, também, que ele é totalmente automatizado, o que garante uma grande produtividade.

  • 07:46TRAÇANDO ARTE III

    A PÉ EU NÃO VOU!

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 07:53CULTURA É CURRÍCULO II

    SÍTIO SANTO ANTONIO - SÃO ROQUE

  • 08:01BAÚ DE HISTÓRIAS

    BAÚ DE HISTÓRIAS II - 32

    HISTÓRIAS: * A HISTÓRIA MAIS LONGA DO MUNDO * VASYA PÉ BRANCO * LELO E A ÁRVORE DA MONTANHA * A MENOR HISTÓRIA DO MUNDO

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 69

    No programa especial sobre jornalismo e literatura, Cristiane Costa fala sobre as influências do jornalismo nas obras literárias e sobre a mistura de amor e ódio que sempre marcou as relações entre essas duas atividades profissionais. Qual o lugar da crônica no jornalismo contemporâneo? Dois cronistas de perfis diferentes falam sobre esse gênero literário. Há dez anos, morria um das figuras mais polêmicas do jornalismo brasileiro. Uma matéria relembra o verbo provocador de Paulo Francis.

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 36

    36) “NO ARMÁRIO” Ah, se a casa do Feijão falasse... Reunida para fazer o trabalho em grupo da Feira de Ciências, a turma parte com tudo para brincar de “gato mia”. Todos se juntam em um quarto escuro e aí acontece: Pedro e alguém se beijam. Mas quem ele beijou? É o que o excitadíssimo Pedro quer descobrir custe o que custar. Luara? Tuca? Fafá? A descoberta provoca uma crise e leva Pedro a procurar pela internet seu irmão Toshiro em busca de aconselhamento. Bianca também quer viver sua nova experiência. Cansada de sofrer por amor, acha que a saída pode ser divertir-se com alguém, sem compromisso. O escolhido é o mito do 3º ano, o pegador Juan Mãos de Cavalo. Mas tanto Pedro como Bianca verão que não há missão mais difícil do que tentar fugir de quem você realmente é.

  • 09:31CULTURA 360

    NOVO CÓDIGO FLORESTAL (USP)+ MARIA MULHER SOLDADO (UNIFAE)+PESQUISA NEUROLÓGICA (MACKENZIE)

    ABRIMOS O PROGRAMA COM UM TRABALHO DA TV USP A RESPEITO DE UM TEMA QUE TEM GERADO MUITA DISCUSSÃO: O NOVO CÓDIGO FLORESTAL. DURANTE A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932, UM DOS MAIS BRAVOS SOLDADOS FOI UMA MULHER? É ISSO MESMO. NA GUERRA QUE OPÔS O ESTADO DE SÃO PAULO E AS FORÇAS DE GETÚLIO VARGAS, A PROFESSORA PRIMÁRIA MARIA SGUASSÁBIA TROCOU A SALA DE AULA DE UMA ESCOLA RURAL EM SÃO JOÃO DA BOA VISTA PELAS TRINCHEIRAS DE BATALHA. ESSA HISTÓRIA É RESGATADA NO VÍDEO DOCUMENTÁRIO “MARIA, MULHER SOLDADO”, UMA PRODUÇÃO DOS ALUNOS DA UNIFAE QUE VOCÊ CONFERE NO CULTURA 360. OUTRO VÍDEO QUE FOI BASTANTE COMENTADO NO SITE DO PROGRAMA FOI UMA PRODUÇÃO DOS ALUNOS DA UNIVERSIDADE MACKENZIE QUE TRATA DOS AVANÇOS DAS PESQUISAS NEUROLÓGICAS. OS ESTUDANTES RELATAM NESSA REPORTAGEM ESTUDOS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO CÉREBRO QUE BUSCAM SOLUÇÕES PARA O AUTISMO, A DISLEXIA E A SINDROME DE WILLY.

  • 10:00SAUDE BRASIL

    DIABETES TIPO II

    O Diabetes tipo 2 é muito frequente. Estima-se que no Brasil tenhamos de 11 a 12 milhões de pessoas envolvidas. Esta doença metabólica, crônica, costuma acometer indivíduos principalmente após os 40, 50 anos de idade, com vida sedentária, com sobrepeso ou obesidade. Mas, cada dia tem afetado mais jovens também. E como é uma doença considerada silenciosa, ou seja, não dá sintomas de alerta logo no início, evolui para complicações. Prejuízos de toda ordem: para a saúde do indivíduo; para a família do paciente; para o sistema de saúde. Um dos grandes desafios é prevenir, diagnosticar precocemente, manter a doença, quando instalada, sob controle. Para isso é fundamental ter conhecimento. Esse tipo de Diabetes está associado à deficiência na secreção de insulina ou ressistência à ação da insulina no organismo. E se a insulina não conseguir cumprir seu papel de transportar a glicose do sangue para dentro da célula para que sirva de energia, há aumento do açúcar no sangue, o que pode causar sérias complicações. Se a doença não for diagnostica e tratada para mantê-la sob controle, a pessoa pode sofrer problemas cardiovasculares (como um infarto ou um derrame), pode ter doença renal crônica ou retinopatia diabética, que prejudica os olhos. Além de gangrena que pode requerer amputação de dedos ou do pé inteiro. Considerada uma doença silenciosa, os sintomas quando ocorrem já representam um estágio de doença instalada. São eles: muita sede, muita fome e perda de peso, urinar muito. O diagnóstico precoce – por meio de um exame de sangue – é fundamental para a saúde e para evitar complicações. Por isso é importante conhecer os principais fatores de risco: idade, obesidade, pressão alta, alteração das gorduras, pouca atividade física, diâmetro aumentado da barriga, circunferência abdominal alta, e histórico familiar de Diabetes. Se for o seu caso, deve fazer um teste: uma dosagem de glicose no sangue. Se detectado logo há como, com orientação médica, adotar uma série de medidas para controlar a doença: dieta adequada, exercício físico regular, não fumar, seguir à risca a prescrição de medicamentoss quando for o caso, e aprender a fazer a automonitorização para saber como proceder diante de emergências.

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    RELIGIÃO NA VIDA DAS CRIANÇAS

    No Tamanho Família o Filósofo Professor do Depto. de Teológia da PUC de São Paulo Mario Sergio Cortella, explica que a religião é típico do ser humano,e de como e vista á importância da religião na vida social e psique da criança. Como os adultos influênciam as crianças quanto a escolha de religião a seguir, com qual idade a criança entende a religiosidade e os dogmas, com é entendido a fé, e a morte na visão de uma criança e a fase do ceticismo e da incredulidade das crianças. Físico citado: Steve Walking e Freeman Daisson este autor do livro "Em Louvor Da Diversidade"

  • 11:13LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 26

    Sinopse PGM 26 Convidados: Edney Silvestre e Mario Sabino O Letra Livre tem a presença de dois autores que não apenas fazem história no jornalismo cultural, mas que se tornaram dois nomes de destaque em nossa literatura contemporânea: o romancista e contista Mario Sabino e o também romancista Edney Silvestre. • Uma pergunta para ambos, começando pelo Sabino: No seu caso, em que momento o jornalista literário ou de cultura passa para o outro lado do balcão? • Sabino: O jornalismo atrapalha ou ajuda? O processo de escrita é diferente, já que a linguagem da literatura contemporânea tende a ser oblíqua, enviesada, sendo diferente portanto da linguagem do jornalismo? • Edney: A experiência de entrevistar autores inibe? Existem decepções? Não falo de simpatia ou antipatia, mas de uma questão que me parece fundamental na literatura: a capacidade de refletir sobre o ato criativo. Algum autor cresceu (ou descresceu) aos seus pela capacidade (ou pela incapacidade) de falar sobre a própria obra? • Sabino: A reflexão crítica é inerente à criação? Pergunta de Tiago Novaes para Sabino (o sofrimento é essencial para literatura?) – emendar na pergunta trecho da Nota Autoral de A Boca da Verdade: “O mundo pode ser divertido e proporcionar momentos de alegria genuína, mas o que faz a boa literatura é a infelicidade. Ela, a infelicidade, é a roda do mundo do escritor. Os melhores romances e contos são aqueles em que os protagonistas são movidos por angústia, tormento, sofrimento.” • Edney: O que deflagrou seu processo de escrita? É a infelicidade, como no caso do Sabino? • Sabino: Seus 3 livros tem uma pegada “psicanalítica”: seu romance fala do tabu do assassinato ritual do pai e termina com uma referência ao Édipo de Sófocles, O Antinarciso é amarrado por um tema freudiano e A Boca da Verdade começa com um conto sobre a imagem repugnante do pai na morgue. A literatura é uma forma de expiar fantasmas? • Edney: Como surgiu o tema de Se eu fechar os olhos agora, em que a trama policial e a questão da violência das relações sociais no Brasil são deflagradas pela curiosidade juvenil em relação à sexualidade? Pergunta de Tiago Novaes para Edney (revolução e melancolia) • Sabino: A literatura brasileira atual é melancólica? (lembrar referências à literatura italiana de Dante e Leopardi a Montale) • Edney: Se eu fechar os olhos agora tem algo em comum com os recentes Heranças, de Silviano Santiago, Leite Derramado, de Chico Buarque, e Immaculada, de Ivone Benedetti: um enredo atravessado pelas contradições brasileiras e suas elites predatórias. A questão da identidade nacional ainda é central na cultura brasileira? • Sabino: Você parece se afastar dessas questões, a exemplo de um escritor como Bernardo Carvalho? Essa obrigação de falar sobre o Brasil é anacrônica? • Sabino: Como um autor para quem “a infelicidade é a roda do mundo do escritor”, o que vc acha do clima de festas e prêmios literários? • Refazer pergunta para Edney: Prêmios, Flips (e suas franquias) criam uma percepção festiva da literatura? Isso é literatura ou espetáculo? • Sabino: Como jornalista e escritor, você vive entre dois mundos: o que acha sobre o divórcio litigioso entre crítica acadêmica e jornalística? Existe espaço para o intelectual, essa figura tão massacrada pela mídia? • Edney: Se eu fechar os olhos agora foi um caso esporádico ou o início de um projeto literário? O que vem por aí?

  • 12:09CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 45

    CULTURA RETRÔ - Pgm 45 - no ar: 01/03/12 VT Doc Indústria Automobilística VT ENTREVISTA Luiz Adelar Scheuer - Roda Viva 1992 VT Ford T - JC de 2008 VT A PEDIDO - Bem Brasil - Marina Lima - 2003 VT ENCERRAMENTO - Wandi Doratiotto na Kombi

  • 12:32MANOS E MINAS III

    AFROCIDADE

    Neste programa o Manos e Minas recebe Afrocidade. Representando a cena dos slams, Jamilê. Matérias: Roberta foi trocar uma ideia com Rashid sobre o lançamento do deu primeiro livro, que relembra momentos marcantes da sua trajetória. Fomos conferir a premiação do FIM CINE - Festival Internacional de Mulheres no Cinema .

  • 13:31PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 07/02/2018 - DIETA ENGORDA

    [TAKE :ENTRA CAMERA 2OUTCUE:dolly] {***CAMERA 2***} [TAKE :ENTRA CAMERA 3] {***CAMERA 3***} PARA FALAR SOBRE A BUSCA PELA MELHOR DIETA E TREINAMENTO FÍSICO, RECEBEMOS A NUTRICIONISTA SOPHIE DERAM, PESQUISADORA DO AMBULATÓRIO DO PROGRAMA DE TRANSTORNOS ALIMENTARES DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DE SÃO PAULO./ E NUNO COBRA JÚNIOR, ESPECIALISTA EM TREINAMENTO INTEGRAL./ VOCÊ TAMBÉM PODE PARTICIPAR DESSA CONVERSA./ MANDE SUAS PERGUNTAS E COMENTÁRIOS PELO FACEBOOK E PELO TWITTER USANDO A HASHTAG PANORAMATVCULTURA./ [CG :PAN-CREDITO-2L\SOPHIE DERAM\nutricionista ] [CG :PAN-CREDITO-2L\NUNO COBRA JÚNIOR\especialista em treinamento integral] [CG :PAN-CREDITO-1L\twitter.com/jornal_cultura]

  • 14:00SAUDE BRASIL

    DIABETES TIPO II

    O Diabetes tipo 2 é muito frequente. Estima-se que no Brasil tenhamos de 11 a 12 milhões de pessoas envolvidas. Esta doença metabólica, crônica, costuma acometer indivíduos principalmente após os 40, 50 anos de idade, com vida sedentária, com sobrepeso ou obesidade. Mas, cada dia tem afetado mais jovens também. E como é uma doença considerada silenciosa, ou seja, não dá sintomas de alerta logo no início, evolui para complicações. Prejuízos de toda ordem: para a saúde do indivíduo; para a família do paciente; para o sistema de saúde. Um dos grandes desafios é prevenir, diagnosticar precocemente, manter a doença, quando instalada, sob controle. Para isso é fundamental ter conhecimento. Esse tipo de Diabetes está associado à deficiência na secreção de insulina ou ressistência à ação da insulina no organismo. E se a insulina não conseguir cumprir seu papel de transportar a glicose do sangue para dentro da célula para que sirva de energia, há aumento do açúcar no sangue, o que pode causar sérias complicações. Se a doença não for diagnostica e tratada para mantê-la sob controle, a pessoa pode sofrer problemas cardiovasculares (como um infarto ou um derrame), pode ter doença renal crônica ou retinopatia diabética, que prejudica os olhos. Além de gangrena que pode requerer amputação de dedos ou do pé inteiro. Considerada uma doença silenciosa, os sintomas quando ocorrem já representam um estágio de doença instalada. São eles: muita sede, muita fome e perda de peso, urinar muito. O diagnóstico precoce – por meio de um exame de sangue – é fundamental para a saúde e para evitar complicações. Por isso é importante conhecer os principais fatores de risco: idade, obesidade, pressão alta, alteração das gorduras, pouca atividade física, diâmetro aumentado da barriga, circunferência abdominal alta, e histórico familiar de Diabetes. Se for o seu caso, deve fazer um teste: uma dosagem de glicose no sangue. Se detectado logo há como, com orientação médica, adotar uma série de medidas para controlar a doença: dieta adequada, exercício físico regular, não fumar, seguir à risca a prescrição de medicamentoss quando for o caso, e aprender a fazer a automonitorização para saber como proceder diante de emergências.

  • 14:29BOM DIA SAÚDE

    MENTE HUMANA - 11 - MEU AMIGO É DIFERENTE

    O PROGRAMA FALA SOBRE COMO LIDAMOS COM NOSSAS DIFERENÇAS. SER DIFERENTE NÃO QUER DIZER - SER INCAPAZ OU INFERIOR. TODO SER HUMANO É DOTADO DE QUALIDADES ESPECIAIS. SEJA BRANCO, AFRODESCENDENTE, ORIENTAL, INDÍGENA, RICO OU POBRE, TODO CIDADÃO MERECE CARINHO, RESPEITO E ATENÇÃO. FALA AINDA SOBRE INCLUSÃO SOCIAL DAS PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS E MOSTRA TRECHOS DO DOCUMENTÁRIO "DO LUTO À LUTA" DE EVALDO MOCARZEL.

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE

    CARREIRA X MATERNIDADE

    Conciliar carreira e maternidade é um desafio para muitas mulheres. Existem profissionais que deixam de trabalhar depois que os filhos nascem, as que continuam no mesmo ritmo e as que procuram um meio termo. A vida é feita de fases e surgem momentos em que temos que priorizar algumas coisas, abrindo mão de outras. Tiago Tamborini explica a questão das opções que as mulheres fazem. Thais conta que não deixou de trabalhar, mas mudou o ritmo de trabalho para ter horários mais flexíveis. O psicólogo Tiago Tamborini também responde dúvida de telespectador. Convidados: Tiago Tamborini - psicólogo Thais Naldoni – jornalista

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    O PAPEL DO PROFESSOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL

    Neste Momento Papo de Mãe o assunto é educação. Vamos falar da relação das crianças com os professores e professoras, estes profissionais tão presentes na vida dos nossos filhos desde a primeira infância e que vão acompanhá-los por tantos anos. Nossas convidadas são a educadora Beatriz Ferraz e a mamãe Paula, que tem dois filhos. Beatriz Ferraz também responde dúvida de telespectador. Convidadas: Beatriz Ferraz - educadora Paula Franklin – gerente de restaurante

  • 15:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 62

    Uma homenagem a Gabriel García Márquez, premiado com o Nobel, que completa 80 anos no ano que vem, e sua obra-prima, "Cem anos de solidão”, que comemora este ano, 40 anos de publicação. Nosso colaborador Reinaldo Moraes, faz um comentário sobre a onda do Realismo mágico na literatura latino-americana. E uma entrevista com a escritora Andréa del Fuego que já publicou livros de contos, dirigiu curtas e tem vários livros inéditos, com temas como erotismo, morte e comportamento feminino.

  • 15:59WORD ON THE STREET II

    NORTHERN IRELAND

    NESTA SEMANA, STEPHEN E ASHLIE DECIDEM VIAJAR PARA A IRLANDA DO NORTE. ELES SE DIVERTEM ENQUANTO APRENDEM A SURFAR NO OCEANO ATLÂNTICO E DEPOIS INVESTIGAM ALGUNS DOS MITOS E LENDAS DA REGIÃO - INCLUINDO RUMORES DE QUE O HOTEL EM QUE ELES SE ENCONTRAM É ASSOMBRADO! A REPÓRTER AMANDEEP DESCOBRE PORQUE EXISTEM PINTURAS COLORIDAS NOS MURAIS DA CIDADE DE BELFAST, E ENTÃO ENCONTRA UM GRUPO DE JOVENS ARTISTAS CUJOS TRABALHOS REFLETEM UMA IRLANDA DO NORTE MAIS PACÍFICA. O PERITO EM LÍNGUA INGLESA, ROB, ESTÁ À DISPOSIÇÃO PARA EXPLICAR FRASES ÚTEIS PARA EXPLICAR COMO FAZER ALGO. E PARA AJUDAR A ENTENDER O PASSADO TURBULENTO DA IRLANDA DO NORTE, NÓS PERGUNTAMOS AO NOSSO ESPECIALISTA DO 'SEAT ON THE STREET' COMO O CONFLITO COMEÇOU.

  • 16:29PROFISSÕES

    BIOINFORMATA

    USAR CONHECIMENTOS DE BIOLOGIA, QUÍMICA, FÍSICA E MATEMÁTICA NUMA SÓ PROFISSÃO? É O QUE O BIOINFORMATA FAZ.

  • 16:46TRAÇANDO ARTE III

    A PÉ EU NÃO VOU!

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:53CULTURA É CURRÍCULO II

    SÍTIO SANTO ANTONIO - SÃO ROQUE

  • 17:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    INGLÊS 11 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 11 você aprenderá a identificar locais de trabalho de acordo com as profissões. Além disso, descobrirá que, em Inglês, as palavras não têm gênero e saberá como reconhecer e fazer perguntas usando os verbos corretamente.

  • 17:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    FÍSICA 1 (MOD.4 - MÉDIO)

    O curso de Física tem 50 teleaulas e, através delas, você vai ficar sabendo alguns conhecimentos que o ser humano acumulou sobre os movimentos, sobre a força, velocidade, aceleração, energia, pressão, temperatura, campos elétricos, núcleos de átomos, enfim, conhecimentos sobre o mundo da Física. Nesta teleaula você vai ver que o conhecimento científico é uma questão de método. E que o método experimental é a base do método científico, usado na Física. Aliás, você vai aprender o que, afinal, é Física, quais suas divisões e suas aplicações.

  • 17:30LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 26

    Sinopse PGM 26 Convidados: Edney Silvestre e Mario Sabino O Letra Livre tem a presença de dois autores que não apenas fazem história no jornalismo cultural, mas que se tornaram dois nomes de destaque em nossa literatura contemporânea: o romancista e contista Mario Sabino e o também romancista Edney Silvestre. • Uma pergunta para ambos, começando pelo Sabino: No seu caso, em que momento o jornalista literário ou de cultura passa para o outro lado do balcão? • Sabino: O jornalismo atrapalha ou ajuda? O processo de escrita é diferente, já que a linguagem da literatura contemporânea tende a ser oblíqua, enviesada, sendo diferente portanto da linguagem do jornalismo? • Edney: A experiência de entrevistar autores inibe? Existem decepções? Não falo de simpatia ou antipatia, mas de uma questão que me parece fundamental na literatura: a capacidade de refletir sobre o ato criativo. Algum autor cresceu (ou descresceu) aos seus pela capacidade (ou pela incapacidade) de falar sobre a própria obra? • Sabino: A reflexão crítica é inerente à criação? Pergunta de Tiago Novaes para Sabino (o sofrimento é essencial para literatura?) – emendar na pergunta trecho da Nota Autoral de A Boca da Verdade: “O mundo pode ser divertido e proporcionar momentos de alegria genuína, mas o que faz a boa literatura é a infelicidade. Ela, a infelicidade, é a roda do mundo do escritor. Os melhores romances e contos são aqueles em que os protagonistas são movidos por angústia, tormento, sofrimento.” • Edney: O que deflagrou seu processo de escrita? É a infelicidade, como no caso do Sabino? • Sabino: Seus 3 livros tem uma pegada “psicanalítica”: seu romance fala do tabu do assassinato ritual do pai e termina com uma referência ao Édipo de Sófocles, O Antinarciso é amarrado por um tema freudiano e A Boca da Verdade começa com um conto sobre a imagem repugnante do pai na morgue. A literatura é uma forma de expiar fantasmas? • Edney: Como surgiu o tema de Se eu fechar os olhos agora, em que a trama policial e a questão da violência das relações sociais no Brasil são deflagradas pela curiosidade juvenil em relação à sexualidade? Pergunta de Tiago Novaes para Edney (revolução e melancolia) • Sabino: A literatura brasileira atual é melancólica? (lembrar referências à literatura italiana de Dante e Leopardi a Montale) • Edney: Se eu fechar os olhos agora tem algo em comum com os recentes Heranças, de Silviano Santiago, Leite Derramado, de Chico Buarque, e Immaculada, de Ivone Benedetti: um enredo atravessado pelas contradições brasileiras e suas elites predatórias. A questão da identidade nacional ainda é central na cultura brasileira? • Sabino: Você parece se afastar dessas questões, a exemplo de um escritor como Bernardo Carvalho? Essa obrigação de falar sobre o Brasil é anacrônica? • Sabino: Como um autor para quem “a infelicidade é a roda do mundo do escritor”, o que vc acha do clima de festas e prêmios literários? • Refazer pergunta para Edney: Prêmios, Flips (e suas franquias) criam uma percepção festiva da literatura? Isso é literatura ou espetáculo? • Sabino: Como jornalista e escritor, você vive entre dois mundos: o que acha sobre o divórcio litigioso entre crítica acadêmica e jornalística? Existe espaço para o intelectual, essa figura tão massacrada pela mídia? • Edney: Se eu fechar os olhos agora foi um caso esporádico ou o início de um projeto literário? O que vem por aí?

  • 18:30PERSONA EM FOCO

    ROSI CAMPOS

    Persona em Foco é um programa de entrevistas focado nos grandes nomes da dramaturgia brasileira. São sempre dois entrevistadores ligados à dramaturgia fazendo perguntas ao convidado. A plateia e formada por alunos de teatro. O mediador do programa é Atílio Bari.

  • 19:30TELECONTO

    O MENSAGEIRO 2

  • 20:02GUERRA FRIA

    O BLOCO SOCIALISTA: LESTE EUROPEU

    APOS A SEGUNDA GRANDE GUERRA, O MUNDO E DIVIDIDO EM ESFERAS DE INFLUENCIA DAS SUPERPOTENCIAS. DURANTE 44 ANOS, OS PAISES DA EUROPA ORIENTAL, INTEGRANTES DO BLOCO SOCIALISTA, DAO SUSTENTACAO A POLITICA INTERNACINAL DA UNIAO SOVIETICA. O PROGRAMA MOSTRA O LESTE EUROPEU, NOS ANOS DA GUERRA FRIA.

  • 20:32PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 14/08/2018 - FAKE NEWS COMPORTAMENTO

    HOJE FALAMOS SOBRE O PERIGO DE COMPARTILHAR NOTÍCIAS FALSAS./ COM A GENTE, A JORNALISTA BÁRBARA LIBÓRIO, EDITORA DA AGÊNCIA DE CHECAGEM AOS FATOS./ E A PSICÓLOGA ANDREA JOTTA, DO LABORATÓRIO DE ESTUDOS DE PSICOLOGIA EM TECNOLOGIA, INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DA PUC DE SÃO PAULO.

  • 21:01DOCTV BRASIL IV

    DESENHO DO CORPO

    A construção da imagem do corpo feminino através do olhar de teóricos e não teóricos, que discutem a padronização estética estabelecida nas artes e na sociedade contemporânea.

  • 22:01BALANÇO DO SECULO XX, PARADIGMAS DO SECULO XXI

    DEMOCRATIZAR O AMOR E A AMIZADE 2 - JURANDIR FREIRE COSTA

    Palestra com Jurandir Freire Costa sobre relacionamentos e crises conjugais.

  • 23:00JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 14/08/2018

  • 00:00CONTOS DA MEIA NOITE

    PASSAGEM - LEO TROMBKA

    A velha matriarca judia, professora aposentada, tem sua rotina diária de hábitos e costumes. É o preparo de comidas, é o recebimento da minguada pensão, são os afazeres domésticos de sempre. E é num dia, também rotineiro, que acontece o rito de passagem. O que, pelo imprevisto, assusta os vizinhos e parentes. Mas traz, para a alma de quem tem o ocrpo extinto, o conforto de uma nova luz.

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    MATEMÁTICA 1 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nos próximos meses o tempo vai estar muito bom pra quem achava que Matemática era complicada ou difícil. Nesta teleaula 1 você vai conhecer as técnicas da Matemática e como usar a cabeça pra tirar o melhor proveito dela com as suas próprias idéias.

  • 07:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    MATEMÁTICA 12 (MOD.2 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 12 você aprenderá a resolver sistemas de equações. Descobrirá como fazer uma tabela para montar uma equação e como ela pode ser traduzida visualmente num gráfico, onde aparece a intersecção das retas que representam as equações.

  • 07:31NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 18

    Você aprenderá por que o efeito joule é fundamental nos processos de soldagem por resistência. Além disso, conhecerá o equipamento básico para a execução deste tipo de soldagem e verá quais são os principais parâmetros a que o operador deve ficar atento para fazer uma boa soldagem.

  • 07:46TRAÇANDO ARTE III

    DEIXA EU ME DIVERTIR

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 07:54CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU DO TELEFONE DE BRAGANÇA PAULISTA

  • 08:00BAÚ DE HISTÓRIAS

    BAÚ DE HISTÓRIAS II - 33

    HISTÓRIAS: * A GULOSA DISFARÇADA * NASRUDIN E O PALACIO DA VERDADE E DA MENTIRA * LELO E A HISTÓRIA DO GATO COMEU * O GÊNIO DA FOGUEIRA

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 70

    Uma entrevista com a jovem poeta Angélica Freitas, responsável por uma das estréias mais comentadas da chamada "novíssima" poesia brasileira. Quarup, o romance mais famoso de Antonio Callado completa 40 anos de publicação. E quanto vale um escritor? Com o bom humor de sempre, o colaborador Reinaldo Moraes discute temas como a relação entre o preço dos livros e o valor ou a importância dos escritores. A matéria também conta com a participação de Marcelo Mirisola.

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 37

    37) “A FERA” A montagem teatral “O Belo e a Fera”, que adapta a história original para a realidade da Piquerobi, envolve toda a turma. Pedro assume naturalmente o papel de “belo”. Agora encontrar a “fera” ideal não é tão fácil. Quer dizer, tem a Vanessão, alvo preferencial de bullying entre os alunos. Bianca resolve assumir a missão de aproximar-se dela e convencê-la de que representar a fera pode ser a solução para os seus problemas de relacionamento. Enquanto isso, Pedro pela primeira vez, se vê na posição de partir o coração de alguém: a grudenta Juju, uma menina do 9º ano do fundamental, que faz de tudo para namorar com ele. Em meio ao dilema de Pedro e o plano desastrado de Bianca, “O Belo e a Fera” conseguirá estrear no dia acertado com o professor de Artes?

  • 09:31CULTURA 360

    MAESTRO INVISÍVEL (ANHEMBI MORUMBI)+SUSTENTABILIDADE NA CIDADE (MACKENZIE)+IMIGRANTES BOLIVIANO

    ABRIMOS O PROGRAMA COM O DOCUMENTÁRIO “MAESTRO INVISÍVEL”, UMA PRODUÇÃO DE ALUNOS DA ANHEMBI-MORUMBI CONTANDO A HISTÓRIA DO SEU OSVALDO, O PRIMEIRO DJ DO BRASIL. UMA METRÓPOLE COMO SÃO PAULO, QUE TEVE UM CRESCIMENTO DESORDENADO E ENFRENTA TANTOS PROBLEMAS AMBIENTAIS, PODE, SIM, SE TRANSFORMAR NUMA CIDADE SUSTENTÁVEL. PELO MENOS É NISSO QUE ACREDITA PÉROLA BROCANELI, AMBIENTALISTA E DOUTORA EM ARQUITETURA E URBANISMO. EM UMA ENTREVISTA CONCEDIDA À TV MACKENZIE, A ESPECIALISTA ENSINA A SOLUÇÃO PARA A CAPITAL PAULISTA: REESTRUTURAÇÃO URBANA E PLANEJAMENTO AMBIENTAL ENTRE OS VÍDEOS MAIS DISCUTIDOS PELOS INTERNAUTAS, ESTEVE UMA REPORTAGEM PRODUZIDA PELA TV USP SOBRE A IMIGRAÇÃO BOLIVIANA EM SÃO PAULO. E É ESSE VÍDEO QUE APRESENTAMOS NO ULTIMO BLOCO.

  • 10:00SAUDE BRASIL

    TRANSTORNO BIPOLAR

    O Transtorno Bipolar é uma doença que afeta o nosso humor e se não diagnosticada e tratada corretamente pode prejudicar muito nossa saúde e qualidade de vida. Faz parte dos transtornos mentais e de comportamento e evolui em episódios. Pode acometer pessoas de qualquer idade. Porém costuma ter início por volta dos 18 anos. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o Transtorno Bipolar será em 2.020 a sexta maior causa de incapacitações. Uma séria preocupação de saúde pública. A principal causa do Transtorno Bipolar é o fator genético. Mas há outros fatores como os ambientais, desde abuso de drogas e álcool, até fatores psicológicos que podem ajudar a desencadear a doença, como o desemprego, perda de um parente etc. O Transtorno Bipolar é caracterizado pela alternância, na mesma pessoa, de estados exaltação do humor, onde a pessoa se mostra excessivamente eufórica, falante, podendo passar, de repente, para raiva e agressividade. Num momento a pessoa pode estar completamente deprimida, se arrastando para levantar e ir para a escola ou o trabalho; e noutro momento, ela está exaltada. No estado de mania, a pessoa pode ter reações diversas. Pode, por exemplo, gastar mais do devia ou do que tem. Comprar 10 pares de sapatos de uma só vez. E no dia seguinte repetir a atitude. A pessoa pode ser cicladora rápida ou ultra-rápida, e assim apresentar depressão e mania em vários episódios num mesmo mês ou até mesmo num mesmo dia. Ou seja, a pessoa sai de um jeito pela manhã, e quando volta à noite, a família não sabe o que vai encontrar. É difícil lidar com o portador de Transtorno Bipolar quando não diagnosticado. No Brasil, em geral, o diagnóstico é tardio, pode levar 10 anos, causando prejuízos de toda ordem para a pessoa e sua família. Há quem está bem no emprego, e de uma hora para outro, briga e pede demissão. Depois, não sabe como se explicar. É comum ainda uma confusão no diagnóstico: ou é descrito apenas como depressão; ou como dependência de bebida alcoólica; ou como uma pessoa que abusa de drogas. Ou um quadro de esquizofrenia, entre outras alternativas. Porém, se tratada de forma inadequada, a doença evolui. A taxa de suicídio associada a doença não controlada é alta, chegando a 19% dos casos. E hoje em dia é possível tratar a doença, com medicações eficazes. Daí a importância de procurar um médico psiquiatra diante de suspeitas de sintomas: uma tristeza que dura mais de uma semana, com perda de apetite, apatia etc (depressão) e uma euforia exagerada ou agressividade sem razão ou atitude inusitada (como gastar demais) (mania).

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    SAÚDE FRÁGIL

    No Tamanho Família de hoje a convidada Dra. Sandra de Oliveira Campos, professora pediatra da Universidade Federal de São Paulo, fala sobre qual a idade que as crianças estão mais propensas à adquirir doenças, as doenças mais comuns que são as respiratórias nesta faixa de idade, quais cuidados que os responsáveis devem ter com as crianças prematuras pois, estão mais fragilizadas, as relações com os irmãos, qual a prática de atividades que as crianças podem realizar, crianças diabéticas, asmáticas, e com alergias e a situação dos pais ao lidar com a fragilidade das crianças. A Dra. Sandra dá dicas para prevenção de doenças.

  • 11:14LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 27 (2010)

    Sinopse PGM 27 Convidados: Marina Colasanti e Rodrigo Lacerda. •Marina: você escreveu para revistas femininas e frequentemente aborda questões afetivas na sua obra: como evitar que esse tema se transforme em algo piegas, em consultório sentimental? •Rodrigo: seu livro mais recente, Outra vida, trata de um casamento em crise e você participou na Flip de uma mesa intitulada Separações, com o diretor Domingos de Oliveira. Existe hoje uma preocupação dos escritores em tratar de temas da vida comum? (paralelo com cinema + Coetzee, Philip Roth, Cristovão Tezza) •Para ambos: Hoje cada vez mais os escritores participam de eventos literários: a exposição midiática cancela o poder questionador da literatura, transformando o escritor numa celebridade? (lembrar Apocalípticos e Integrados, Umberto Eco) Pergunta Edward Pimenta para Marina Colasanti (o que falta abordar?) •Rodrigo: Vocês dois escrevem, além de ficção para adultos, livros para o público infanto-juvenil. Como escrever para esses leitores na era dos videogames, canais a cabo e internet? •Marina: Numa entrevista, você declarou: “Os contos de fadas foram mandados para a tinturaria, a fim de limpá-los de qualquer mancha de sangue. O resultado foi que, ao limpar-se o sangue visível, drenou-se também o invisível, aquele que corre nas veias das histórias, que as anima e lhes dá vida. E os belos contos de fadas ficaram pálidos, fracos, com um pé na UTI.” Como é escrever contos de fadas na era do politicamente correto? •Rodrigo: Suas Fábulas para o Ano 2000 forma uma tentativa de atualizar o gênero para uma realidade de roqueiros e internautas? Pergunta Edward Pimenta para Rodrigo (grupos/autores atuais) •Marina: hoje existe uma tendência para o miniconto, mas você já pratica esse gênero há muito tempo (como Zooilógico, A Morada do Ser e Contos de Amor Rasgado). A condensação virou um cacoete? •Rodrigo: em Vista do Rio, você explora de maneira cruel o contraste entre o que a cidade do Rio de Janeiro prometia como projeto de Brasil e a decrepitude do presente. O projeto Brasil naufragou? •Marina: você se considera uma escritora feminista e engajada? Ainda existe espaço para utopias na literatura? •Rodrigo: você estreou com O mistério do leão rampante, romance que é quase uma brincadeira e que teve origem num curso de história (pedir para ele contar a gênese do livro). Já existia o projeto de ser escritor quando você fez o livro? •Marina: você nasceu na Eritreia e morou na Itália. Como isso marcou sua obra? E sua experiência como tradutora? •Rodrigo: você é carioca e neto do ex-governador Carlos Lacerda, mas mora em São Paulo e tem uma visão pessimista do Rio, como metáfora do Brasil. Você procura expiar essa herança pela ficção? •Marina: Pedir p/ ela encerrar falando do livro de memórias que está escrevendo.

  • 12:07CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 46

    CULTURA RETRÔ - Pgm 46 - no ar: 08/03/12 VT ABRE DOC - Design: Versão Brasileira - 1991 Brasil Pensa - 500 anos de design - 1997 VT ENTREVISTA CARLOS MOTTA VT SPAZIO VINTAGE - Roupas militares VT DIA DA MULHER - Doc Memórias de Eva - 1969 VT ENCERRAMENTO - MPB Especial: Quarteto em Cy - 1973

  • 12:30ENSAIO

    FUNDO DE QUINTAL (2015)

    O grupo Fundo de Quintal depois de ja ter participado duas vezes no programa ensaio em 1991 e 1996, apresenta-se agora para falar das diverdas formações que ja tiveram ao longo dos 35 anos de carreira, como Almir Guineto, Arlindo Cruz, Sombrinha e Jorge Aragão, além de lembrar da importância do Neoci. Considerado pela crítica o melhor grupo de samba, relembram os maiores sucessos e contam divertidas histórias dos integrantes sobre as viagens e como foram descobertos pela madrinha do grupo, Beth Carvalho.

  • 13:31PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 14/08/2018 - FAKE NEWS COMPORTAMENTO

    HOJE FALAMOS SOBRE O PERIGO DE COMPARTILHAR NOTÍCIAS FALSAS./ COM A GENTE, A JORNALISTA BÁRBARA LIBÓRIO, EDITORA DA AGÊNCIA DE CHECAGEM AOS FATOS./ E A PSICÓLOGA ANDREA JOTTA, DO LABORATÓRIO DE ESTUDOS DE PSICOLOGIA EM TECNOLOGIA, INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DA PUC DE SÃO PAULO.

  • 14:00SAUDE BRASIL

    TRANSTORNO BIPOLAR

    O Transtorno Bipolar é uma doença que afeta o nosso humor e se não diagnosticada e tratada corretamente pode prejudicar muito nossa saúde e qualidade de vida. Faz parte dos transtornos mentais e de comportamento e evolui em episódios. Pode acometer pessoas de qualquer idade. Porém costuma ter início por volta dos 18 anos. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o Transtorno Bipolar será em 2.020 a sexta maior causa de incapacitações. Uma séria preocupação de saúde pública. A principal causa do Transtorno Bipolar é o fator genético. Mas há outros fatores como os ambientais, desde abuso de drogas e álcool, até fatores psicológicos que podem ajudar a desencadear a doença, como o desemprego, perda de um parente etc. O Transtorno Bipolar é caracterizado pela alternância, na mesma pessoa, de estados exaltação do humor, onde a pessoa se mostra excessivamente eufórica, falante, podendo passar, de repente, para raiva e agressividade. Num momento a pessoa pode estar completamente deprimida, se arrastando para levantar e ir para a escola ou o trabalho; e noutro momento, ela está exaltada. No estado de mania, a pessoa pode ter reações diversas. Pode, por exemplo, gastar mais do devia ou do que tem. Comprar 10 pares de sapatos de uma só vez. E no dia seguinte repetir a atitude. A pessoa pode ser cicladora rápida ou ultra-rápida, e assim apresentar depressão e mania em vários episódios num mesmo mês ou até mesmo num mesmo dia. Ou seja, a pessoa sai de um jeito pela manhã, e quando volta à noite, a família não sabe o que vai encontrar. É difícil lidar com o portador de Transtorno Bipolar quando não diagnosticado. No Brasil, em geral, o diagnóstico é tardio, pode levar 10 anos, causando prejuízos de toda ordem para a pessoa e sua família. Há quem está bem no emprego, e de uma hora para outro, briga e pede demissão. Depois, não sabe como se explicar. É comum ainda uma confusão no diagnóstico: ou é descrito apenas como depressão; ou como dependência de bebida alcoólica; ou como uma pessoa que abusa de drogas. Ou um quadro de esquizofrenia, entre outras alternativas. Porém, se tratada de forma inadequada, a doença evolui. A taxa de suicídio associada a doença não controlada é alta, chegando a 19% dos casos. E hoje em dia é possível tratar a doença, com medicações eficazes. Daí a importância de procurar um médico psiquiatra diante de suspeitas de sintomas: uma tristeza que dura mais de uma semana, com perda de apetite, apatia etc (depressão) e uma euforia exagerada ou agressividade sem razão ou atitude inusitada (como gastar demais) (mania).

  • 14:31BOM DIA SAÚDE

    MEDICINA DE REABILITAÇÃO - 11 - LOMBALGIA E DOR NAS COSTAS

    O PROGRAMA TRATA DA LOMBALGIA, A POPULAR DOR NAS COSTAS CAUSADA PELA MÁ POSTURA, TENSÃO MUSCULAR, TRAUMAS, INFLAMAÇÕES OU MESMO HÉRNIA

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE

    MEU FILHO NÃO COME

    Tem gente que sofre quando um filho dá trabalho para comer. A criança faz cara feia e recusa vários alimentos. Uma das saídas pode ser variar o cardápio, por isso nós convidamos a chef Bel Coelho. Ele dá boas dicas e também sugere tapiocas para o lanchinho. Patricia conta que seus gêmeos são bem diferentes. Um come de tudo, o outro não. Convidadas: Bel Coelho - Chef Patricia Antonia dos Santos – do lar

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    PREMATUROS

    O risco de prematuridade é algo que assusta pais e mães, mas com os avanços da medicina , cada vez mais bebês prematuros sobrevivem e sem sequelas. A partir de 38 semanas, o bebê já é considerado a tempo para nascer. Antes disso, é tido como prematuro. Hoje em dia, a partir de 22 semanas o bebê já é considerado “viável” (como dizem os médicos) fora do útero, mesmo que pese em torno de 500 gramas. Mas claro que é uma situação delicada cercada de muito cuidado e angústias. Sobre isso vamos falar com o ginecologista Renato Kalil. E a grávida Silvia conta que o segundo filho nasceu prematuro. Dr. Renato também responde dúvida de telespectador. Convidados: Renato Kalil: ginecologista e obstetra Silvia Machado Gomes da Silva - artesã

  • 15:30NOSSA LÍNGUA 2010

    DISCURSO POLÍTICO

    BLOCO 1 O programa aborda o discurso político. Felipe Reis interpreta o discurso de um político pedindo voto da população. Ele é interrompido por uma cidadã que lhe questiona sobre o significa da palavra “política”. O Povo Fala responde a enquete: - “o que é política? / Para que ela serve? / Você sabe a origem do termo “política”? O quadro “Etimologia” traz a origem da palavra “política” e seu significado. Felipe Reis, no papel de bandido, e Tininha Mello, policial, dramatizam cena de lavagem de dinheiro. Tininha pega, em flagrante, Felipe lavando literalmente o dinheiro. Ela explica que “lavagem de dinheiro” é crime. O quadro “Curiosidades” traz o apelido “Águia de Haia” dado ao político, diplomata e escritor baiano, Rui Barbosa, pelo Barão de Rio Branco. Tininha recebe uma carta do namorado na qual ele escreve num tipo de discurso sem sentido para ela, na tentativa de enrolá-la. O Jornal Nossa Língua traz o discurso de um político que tem dificuldades para se comunicar com o povo. Sua assessora tenta ajudá-lo, mas piora a situação. Cena dramatizada com Felipe, no papel de político e, Tininha, no papel da assessora. Na são usados trechos do discurso de Jânio Quadros e Delfim Neto. Felipe Reis foi ouvir das pessoas o que elas entenderam do discurso do político e de sua assessora. O Povo fala respondeu a enquete: “O que quer dizer : a grande causa do processo inflacionário é o déficit orçamentário? E, “a causa da carestia é a roubalheira do governo? BLOCO 2 Felipe entrevista o professor de língua portuguesa Antonio Soares de Abreu que fala sobre a linguagem do discurso vazio. Felipe e Tininha destacam a importância do baiano Dias Gomes na dramaturgia brasileira e citam sua peça teatral Odorico, o Bem-Amado ou Os Mistérios do Amor e da Morte, que inspirou a telenovela O Bem-Amado. Felipe, como o personagem Odorico Paraguaçu, interpreta trecho da peça Odorico, o Bem-Amado, quando o personagem inaugura o tão esperado cemitério de Sucupira. BLOCO 3 Tininha faz leitura do texto “Analfabetismo”, de Machado de Assis, publicado em 1870. O quadro SOCORRO! LÍNGUA PORTUGUESA traz a diferença entre os termos “mandato” e “mandado”. No cemitério de Sucupira, o sufixo Mente, interpretado por Tininha Mello, descansa em paz na sua lápide. O sufixo Mente não permite que o advérbio Agora, interpretado por Felipe Reis, repouse ao seu lado. O sufixo só permite que adjetivos fiquem ao seu lado. E diz que ‘agoramente” não existe! Para encerrar o programa, Felipe Reis, vivenciando o mesmo político da abertura do programa, termina seu discurso pedindo votos ao seu eleitorado. Tininha, que faz o papel de cidadã, diz que pelo discurso afiado, ela até votaria nele. Mas, que se faz necessária uma análise do projeto apresentado para definir os conceitos de participação geral... O que o político não entendeu.

  • 16:00WORD ON THE STREET II

    ANIMALS

    NESTE EPISÓDIO, ASHLIE TEM UMA ENTREVISTA PARA UM COMERCIAL E ELA SE VÊ OBRIGADA A LEVAR SEU CACHORRO, POPPY, JUNTO COM ELA. O DIRETOR DO COMERCIAL É SEDUZIDO POR POPPY E STEPHEN LOGO SE VÊ ENCARREGADO DE LEVAR O ANIMAL AO PET SHOP PARA SE PREPARAR. O REPÓRTER JO DESCOBRE O QUANTO OS BRITÂNICOS AMAM SEUS ANIMAIS - ELE VAI A UM CENTRO DE RESGATE DE ANIMAIS FINANCIADO SOMENTE POR DOAÇÕES E ONDE SÓ TRABALHAM VOLUNTÁRIOS. O ESPECIALISTA EM LÍNGUA INGLESA, ROB, DISCUTE MANEIRAS DE FALAR DO FUTURO. E ENQUANTO FAZENDEIROS SE VÊEM PRESSIONADOS A PRODUZIR MAIS ALIMENTOS, NÓS PERGUNTAMOS À NOSSA CONVIDADA DO 'SEAT ON THE STREET' SOBRE AS IMPLICAÇÕES DO CULTIVO INTENSIVO PARA A SAÚDE DOS ANIMAIS.

  • 16:30PROFISSÕES

    GAME DESIGNER

    BRUNO É FORMADO EM JOGOS DIGITAIS PELA PUC-SP E RECEBEU A UNIVESP TV NA EMPRESA ONDE TRABALHA.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    DEIXA EU ME DIVERTIR

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:54CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU DO TELEFONE DE BRAGANÇA PAULISTA

  • 17:01NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    MATEMÁTICA 1 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nos próximos meses o tempo vai estar muito bom pra quem achava que Matemática era complicada ou difícil. Nesta teleaula 1 você vai conhecer as técnicas da Matemática e como usar a cabeça pra tirar o melhor proveito dela com as suas próprias idéias.

  • 17:16NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    MATEMÁTICA 12 (MOD.2 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 12 você aprenderá a resolver sistemas de equações. Descobrirá como fazer uma tabela para montar uma equação e como ela pode ser traduzida visualmente num gráfico, onde aparece a intersecção das retas que representam as equações.

  • 17:32LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 27 (2010)

    Sinopse PGM 27 Convidados: Marina Colasanti e Rodrigo Lacerda. •Marina: você escreveu para revistas femininas e frequentemente aborda questões afetivas na sua obra: como evitar que esse tema se transforme em algo piegas, em consultório sentimental? •Rodrigo: seu livro mais recente, Outra vida, trata de um casamento em crise e você participou na Flip de uma mesa intitulada Separações, com o diretor Domingos de Oliveira. Existe hoje uma preocupação dos escritores em tratar de temas da vida comum? (paralelo com cinema + Coetzee, Philip Roth, Cristovão Tezza) •Para ambos: Hoje cada vez mais os escritores participam de eventos literários: a exposição midiática cancela o poder questionador da literatura, transformando o escritor numa celebridade? (lembrar Apocalípticos e Integrados, Umberto Eco) Pergunta Edward Pimenta para Marina Colasanti (o que falta abordar?) •Rodrigo: Vocês dois escrevem, além de ficção para adultos, livros para o público infanto-juvenil. Como escrever para esses leitores na era dos videogames, canais a cabo e internet? •Marina: Numa entrevista, você declarou: “Os contos de fadas foram mandados para a tinturaria, a fim de limpá-los de qualquer mancha de sangue. O resultado foi que, ao limpar-se o sangue visível, drenou-se também o invisível, aquele que corre nas veias das histórias, que as anima e lhes dá vida. E os belos contos de fadas ficaram pálidos, fracos, com um pé na UTI.” Como é escrever contos de fadas na era do politicamente correto? •Rodrigo: Suas Fábulas para o Ano 2000 forma uma tentativa de atualizar o gênero para uma realidade de roqueiros e internautas? Pergunta Edward Pimenta para Rodrigo (grupos/autores atuais) •Marina: hoje existe uma tendência para o miniconto, mas você já pratica esse gênero há muito tempo (como Zooilógico, A Morada do Ser e Contos de Amor Rasgado). A condensação virou um cacoete? •Rodrigo: em Vista do Rio, você explora de maneira cruel o contraste entre o que a cidade do Rio de Janeiro prometia como projeto de Brasil e a decrepitude do presente. O projeto Brasil naufragou? •Marina: você se considera uma escritora feminista e engajada? Ainda existe espaço para utopias na literatura? •Rodrigo: você estreou com O mistério do leão rampante, romance que é quase uma brincadeira e que teve origem num curso de história (pedir para ele contar a gênese do livro). Já existia o projeto de ser escritor quando você fez o livro? •Marina: você nasceu na Eritreia e morou na Itália. Como isso marcou sua obra? E sua experiência como tradutora? •Rodrigo: você é carioca e neto do ex-governador Carlos Lacerda, mas mora em São Paulo e tem uma visão pessimista do Rio, como metáfora do Brasil. Você procura expiar essa herança pela ficção? •Marina: Pedir p/ ela encerrar falando do livro de memórias que está escrevendo.

  • 18:30CAMPUS EM AÇÃO 2018

    ESCUTE (ECA USP)

    Neste programa Aline Jones e Miguel Coelho, apresentam o vídeo “Escute” produzido por alunos do curso de jornalismo da ECA/ USP. Sobre “Escute” A experiência de um cego que é cineasta. O casal com deficiência visual que não vê qualquer impedimento para deixar de frequentar salas de cinema. A sensibilidade para sonorizar filmes sem enxergar. Este é um documentário sobre percepções de pessoas com deficiência visual a respeito de estética, imaginação e sentimentos no cinema. Também são discutidas questões sobre o cinema como espaço social e cultural e o funcionamento perceptivo e cerebral de videntes e cegos. Os relatos dos entrevistados foram usados como base da construção imagética do filme, que incluiu também o desafio de adotar a audiodescrição – recurso que descreve detalhes relevantes de imagens para quem não as vê – como linguagem intrínseca. Ano de produção: 2015

  • 19:00ROTA DA INOVAÇÃO

    HOLANDA (PAÍSES BAIXOS) PARTE 1

    TEMA: A DIVERSIDADE INNOVADORA DA HOLANDA Em Amsterdam a Rota da Inovação foi conhecer a DSP, onde a tecnologia e a robótica são empregadas em soluções para prevenção de crimes, lazer, esportes, saúde e cultura. Tudo isso a partir de estudos com realidade virtual e biomecânica. Também visitaremos, em Rotterdam, um mercado público que traz um conceito inovador, misturando várias culturas, mercados, lojas e apartamentos. Na empresa TNO, conheceremos uma ciclovia que utiliza a energia solar para gerar energia elétrica reutilizável. E na XCOR Space Expeditions, veremos a criação de simuladores mais reais e eficientes para o programa espacial holandês. DSP - Inovações nos campos da tecnologia, segurança, lazer, esportes, saúde e cultura. TNO - Inovações nos campos da sustentabilidade e transportes. XCOR Space Expeditions - Inovações no campo da astronomia.

  • 19:30TELECONTO

    O MENSAGEIRO 3

  • 20:00GUERRA FRIA

    O BLOCO SOCIALISTA: ASIA

    O PRIMEIRO REGIME SOCIALISTA DA ASIA SURGIU EM 1924, A MONGO LIA, MAS FOI A ENTRADA DA CHINA NO MUNDO SOCIALISTA QUE ABA- LOU O EQUILIBRIO ENTRE AS GRANDES POTENCIAS NO FINAL DOS ANO 40. O PROGRAMA APONTA OS PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS NA ASIA NA SEGUNDA METADE DO SECULO XX.

  • 20:35PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 15/08/2018

  • 21:03DOCTV BRASIL IV

    O PRESENTE DOS ANTIGOS

    O documentário aborda a atualidade da pintura rupestre numa aldeia indígena do interior de Minas Gerais.

  • 22:01PERSONA EM FOCO

    ROSI CAMPOS

    Persona em Foco é um programa de entrevistas focado nos grandes nomes da dramaturgia brasileira. São sempre dois entrevistadores ligados à dramaturgia fazendo perguntas ao convidado. A plateia e formada por alunos de teatro. O mediador do programa é Atílio Bari.

  • 23:02JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 15/08/2018

    13 CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA FAZEM REGISTRO NO T-S-E E A PARTIR DE AMANHÃ PODEM INICIAR AS CAMPANHAS./ =========== APOIADORES DE LULA SE CONCENTRAM DIANTE DO T-S-E DURANTE O REGISTRO DA CANDIDATURA DO EX- PRESIDENTE./ ===== PESQUISA DE INTENÇÃO DE VOTO MOSTRA JAIR BOLSONARO NA FRENTE SEGUIDO POR MARINA SILVA./ ===== CADA VEZ MAIS BRASILEIROS RECORREM A EMPRÉSTIMOS PARA PAGAR AS CONTAS DO DIA A DIA. ===== APÓS 18 MESES DE INVESTIGAÇÃO, TREZENTOS PADRES CATÓLICOS SÃO ACUSADOS DE ABUSAR DE CRIANÇAS NOS ESTADOS UNIDOS./ ===== CENTENAS DE VAGAS DE EMPREGO OFERECIDAS EM MUTIRÃO NÃO SÃO PREENCHIDAS POR FALTA DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL./ ===== SURGE UMA NOVA MODALIDADE DE PAGAMENTO DE TRATAMENTO MÉDICO, É O VALE SAÚDE./ ======= ELEIÇÕES 2018 NOME DE LULA É REGISTRADO NO TSE ==== PARANÁ PESQUISAS BOLSONARO SEGUE NA LIDERANÇA ==== ENDIVIDADOS CONSUMIDOR RECORRE AO CRÉDITO ==== ABUSOS MAIS DE 300 PADRES DENUNCIADOS ==== QUALIFICAÇÃO VAGAS DE EMPREGO NÃO SÃO PREENCHIDAS ==== VALE SAÚDE CARTÃO PARA TRATAMENTOS MAIS SIMPLES

  • 00:02CONTOS DA MEIA NOITE

    MURIBECA - MARCELINO FREIRE

    Em Recife existe um lixão, colocado na periferia da metrópole. É ali que muitos marginalizados econômicos vêm buscar o material de sua subsistência. Sem erro, poderíamos afirmar que a demasia do luxo do "andar de cima" se transforma no lixo que dá sobrevida aos do "andar de baixo". O problema, neste conto, surge quando medidas administrativas e burocráticas ameaçam extinguir o lixão. O monólogo da catadora de detritos permeia o texto, de começo a fim. E mostra estes desequilíbrios sociais gritantes que fazem do Brasil um campeão na má distribuição de rendas.

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    GEOGRAFIA 31 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula vamos iniciar o nosso estudo sobre a América Latina. Você vai ver que a gente faz parte de uma região que apresenta muitas identidades e que isso acontece devido à sua formação histórica e ao seu nível de desenvolvimento.

  • 07:14NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    BIOLOGIA 26 (MOD.1 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 26 você verá como os hormônios vegetais agem no crescimento das plantas e conhecerá a auxina e a giberelina, que agem no alongamento das células. Conhecerá também as citocilinas e o gás etileno, que funciona como uma substância reguladora. Além disso, saberá o porquê de podar uma árvore e aprenderá como os hormônios são utilizados na produção agrícola

  • 07:28NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 19

    A brasagem é um processo que não usa a fusão dos metais de base para fazer a soldagem - apenas o metal de adição é que se liquefaz. Você aprenderá o que é capilaridade e verá como este é um importante componente para uma soldagem por brasagem bem feita. Além disso, verá que, assim como nos outros processos, a proteção das superfícies é fundamental na brasagem.

  • 07:44TRAÇANDO ARTE III

    TRÁCIO, ONDE ESTÁ VOCÊ?

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 07:53CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU DO CAFÉ - SANTOS

  • 08:00BAÚ DE HISTÓRIAS

    BAÚ DE HISTÓRIAS II - 34

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 71

    O escritor Marcelo Rubens Paiva fala sobre os autores que marcaram a sua geração, sua trajetória literária e reedições de algumas de suas obras. A coleção de livros Baú de Histórias traz depoimentos pouco conhecidos de europeus que visitaram o Brasil no século XIX. Os livros são comentados pelo crítico Marcelo Coelho. Nossa equipe conheceu em Porto Alegre um dos saraus mais animados do país. O "Miss Cultura" é um concurso de leituras de textos literários muito informal e bem humorado.

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 38

    38) “A TENTAÇÃO DA OSTENTAÇÃO” O pai de Raul, trabalha como motorista na casa de uma família rica, com a viagem dos patrões, o pai de Raul leva o filho para ajudá-lo a tomar conta da mansão no fim de semana. Raul só não contava com a insistência de Pedro em fazer uma visita e, seu verdadeiro plano, gravar na “casa dos bacanas” um legítimo videoclipe de “funk de ostentação”. Para desespero de Raul, junto com Pedro aparece toda a turma. Até mesmo Bianca, com sua visão crítica da desigualdade do mundo, vai conferir como vivem os ricos e colher material para seu trabalho de Geografia. Vestindo roupas dos donos da mansão, a turma se esbalda na piscina enquanto grava o videoclipe. Mas o pai de Raul volta do aeroporto antes do esperado e provoca a fuga da turma. Tudo acabaria com boas risadas não fosse Bianca, impulsivamente, levar em sua mochila uma peça de roupa da dona da casa. Arrependida, Bianca conta com Pedro para ajudá-la a enfrentar e sair dessa situação.

  • 09:30CULTURA 360

    DOR (MACKENZIE) + CORRENTEZA (UNASP) + ARQUITETOS (MACKENZIE)

    ABRIMOS O PROGRAMA COM UM TRABALHO DA TV MACKENZIE, DE SÃO PAULO. É UMA REPORTAGEM QUE DESVENDA O FUNCIONAMENTO DO CORPO HUMANO E EXPLICA O POR QUÊ DE SENTIRMOS DOR. UM VÍDEO QUE AGITOU OS COMENTÁRIOS NO NOSSO SITE FOI O “CORRENTEZA”, PRODUZIDO PELOS ALUNOS DA FACULDADE ADVENTISTA DE HORTOLÂNDIA, DO INTERIOR DE SÃO PAULO. NESTE MINI-DOCUMENTÁRIO QUE VOCÊ CONFERE AGORA, O PESSOAL INVESTIGOU QUAL É A INFLUÊNCIA DA TELEVISÃO NA CULTURA DE UMA TRIBO DE ÍNDIOS KARAJÁ, NO TOCANTINS. QUAL A FUNÇÃO DA ARQUITETURA? QUAL O PAPEL DO ARQUITETO NA SOCIEDADE? ESSAS E OUTRAS PERGUNTAS SÃO RESPONDIDAS NESTA REPORTAGEM PRODUZIDA PELA TV MACKENZIE, QUE TRAZ DEPOIMENTOS DE TRÊS ARQUITETOS BRASILEIROS DE DESTAQUE EM SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO: PAULO BASTOS, FERNANDO BRANDÃO E JOSÉ ROBERTO MAIA. BASTOS FOI O RESPONSÁVEL PELA REFORMA QUE REVITALIZOU A CATEDRAL DA SÉ, EM SÃO PAULO. BRANDÃO TRANSFORMOU UM CINEMA DESATIVADO NUMA LINDA LIVRARIA. MAIA, POR SUA VEZ, É UM ARTISTA QUE CRIA MAPAS ESTILIZADOS DA CAPITAL PAULISTA.

  • 09:59SAUDE BRASIL

    CUIDADOS COM A PELE DO BEBÊ

    Cuidar da pele do bebê é de fundamental importância. E nem sempre sabemos como faze-lo. Para evitar equívocos é preciso ter conhecimento adequado. A pele é o maior órgão do corpo humano. É composta por várias camadas: a córnea, mais externa; a epiderme; a derme e a cama mais profunda, chamada hipoderme. Ela exerce diversas funções de proteção. Mas, também ajuda a regular a temperatura do organismo, tem funções também endócrinas, secreta vários hormônios, citocinas que são mediadores para defender de agressões e bactérias. É muito importante compreender o PH da pele, ou seja, uma medida que se tem da acidez ou da alcalinidade da pele. Há uma escala de zero a catorze, sendo o PH chamado neutro é o que fica em torno de sete. Nossa pele é ácida, o PH varia normalmente entre 4,5 a 5,5, dependendo da região do corpo e da faixa etária. Apenas a região do órgão sexual é mais alcalina. E mais propensa, portanto, a proliferação de bactérias que podem causar cheiro forte, desagradável e abrir espaço para infecções. A pele, portanto, para estar saudável é preciso ter um PH mais ácido que alcalino, o que ajuda a evitar que a pele resseque ou descasque. E no caso do bebê quando não há um equilíbrio, há risco para determinadas doenças: de assaduras a infecções, a dermatites, que podem causar ardor, vermelhidão, lesões, descamação, bolhas e coceiras. Um dos cuidados essenciais é a hora do banho. A escolha do sabonete é importante. Os especialistas recomendam para a pele do bebê, sabonetes líquidos e não sólidos. Os sabonetes em barra, em geral, tem PH de neutro para alcalino, o que não é adequado. E ainda são foco de bactérias. Tanto que em hospitais e maternidades, o uso de sabonete sólido é proibido pela Vigilância Sanitária. Os glicerinados também, ao contrário do que muita gente imagina, não são recomendados para a pele do bebê. Ele é de neutro para alcalino e ajuda a ressecar a pele, em vez de hidratar. No banho, o contato com a pele do bebê é um momento especial, especialmente, entre mãe e filho. Constrói relação de cumplicidade e carinho. Mas, alguns cuidados extras devem ser tomados para evitar queimaduras e outros problemas: limpar xixi ou cocô antes do banho para não contaminar a água; lavar a cabecinha antes de tudo; a água deve ser morninha; deve-se segurar o bebê e não deixa-lo solto na banheira para evitar risco de afogamento; lavar adequadamente as partes íntimas; secar com toalha macia, felpuda, sem esfregar. Evitar corrente de ar e se possível não usar talco. Já a hidratação, os médicos recomendam, bem como o uso de protetor solar apropriado.

  • 10:29TAMANHO FAMÍLIA

    FASES DA CRIANÇA

    No Tamanho Família de hoje com o tema as fases da criança a convidada psicóloga e pedagoga Maria Guimarães Dummond Grupi, explica as fases da criança, especificando-as desde à primeira infância, puberdade, adolescência e o jovem adulto, toda fase possue suas caracteristicas próprias a convidada também explicíta a fase de sexualidade das crianças como a masturbação, e os cuidados que os pais devem ter em cada fase de seus filhos. Site indicado: www.pontoomegacci.com.br

  • 11:13LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 28

    Convidados: Cadão Volpato e Ivana Arruda Leite • Para ambos: Vocês dois estrearam relativamente tarde na literatura. Como a literatura surgiu na trajetória de vocês? • Para ambos: Vocês dois fizeram parte da antologia Geração 90, organizada por Nelson de Oliveira. Pode-se falar numa geração ou numa tendência da literatura brasileira contemporânea? • Para ambos: Que diferença existe entre a literatura produzida no Brasil quando vocês começaram a ler e aquela produzida quando começaram a escrever? • Ivana: No seu caso, a perspectiva feminina é clara, mas parece não se confundir com o feminismo, justamente por conta também de um certo lirismo – confere? • Cadão: O jornalismo estimulou ou inibiu o trabalho literário? • Ivana: Fazer uma coluna sobre a mulher na Revista da Folha não significou de algum modo sucumbir aos estereótipos da afetividade feminina? • Cadão: Indo nesse caminho, seu novo livro Relógio Sem Sol reúne duas narrativas, mas elas contêm várias histórias, como se fossem pequenos romances. No que esse livro difere dos anteriores? • Para ambos: O que a narrativa curta significa em termos de percepção do mundo? • Ivana: No romance Hotel Novo Mundo, em determinado momento a narradora compara o Rio de Janeiro com São Paulo dizendo que o Rio é “uma cidade para semideuses” e que “em São Paulo você pode ser infeliz à vontade”. Você poderia comentar? • Cadão: Parece haver uma diferença de tom entre sua obra literária e seu trabalho como músico. Existe convergência desses dois registros? • Ivana: A personagem de Hotel Novo Mundo retorna do Rio (onde vivia na alta sociedade) para São Paulo (onde encontra pessoas mais autênticas). Esse retorno à vida simples é uma idealização do recolhimento, avesso ao glamour da sociedade do espetáculo? • Cadão: Em Relógio Sem Sol, o desencanto de uma geração que surgiu no fim ditadura parece contrastar com a imagem utópica do roqueiro que quer mudar o mundo com sua guitarra. O que prevalece: o sonho ou a decepção?

  • 12:11CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 47

    CULTURA RETRÔ Pgm 47 - no ar: 15/03/12 VT Abre Doc "Design:Versão Brasileira" - 1991 VT Entrevista Oswaldo Mellone - Arquiteto e Design VT A Pedidos - Poema José - Drummond Telecurso 2• grau - Pgm de 1978 VT Entrevista Lygia Fagundes Telles VT DOC CARLOS DRUMMOND - A partilha da poesia - 2002 Conexão Roberto D´Avila - 2002 VT Encerramento Milton Nascimento

  • 12:33SR. BRASIL

    SR. BRASIL 502 - ESPECIAL 13 ANOS - III

  • 13:33PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 15/08/2018

  • 14:04SAUDE BRASIL

    CUIDADOS COM A PELE DO BEBÊ

    Cuidar da pele do bebê é de fundamental importância. E nem sempre sabemos como faze-lo. Para evitar equívocos é preciso ter conhecimento adequado. A pele é o maior órgão do corpo humano. É composta por várias camadas: a córnea, mais externa; a epiderme; a derme e a cama mais profunda, chamada hipoderme. Ela exerce diversas funções de proteção. Mas, também ajuda a regular a temperatura do organismo, tem funções também endócrinas, secreta vários hormônios, citocinas que são mediadores para defender de agressões e bactérias. É muito importante compreender o PH da pele, ou seja, uma medida que se tem da acidez ou da alcalinidade da pele. Há uma escala de zero a catorze, sendo o PH chamado neutro é o que fica em torno de sete. Nossa pele é ácida, o PH varia normalmente entre 4,5 a 5,5, dependendo da região do corpo e da faixa etária. Apenas a região do órgão sexual é mais alcalina. E mais propensa, portanto, a proliferação de bactérias que podem causar cheiro forte, desagradável e abrir espaço para infecções. A pele, portanto, para estar saudável é preciso ter um PH mais ácido que alcalino, o que ajuda a evitar que a pele resseque ou descasque. E no caso do bebê quando não há um equilíbrio, há risco para determinadas doenças: de assaduras a infecções, a dermatites, que podem causar ardor, vermelhidão, lesões, descamação, bolhas e coceiras. Um dos cuidados essenciais é a hora do banho. A escolha do sabonete é importante. Os especialistas recomendam para a pele do bebê, sabonetes líquidos e não sólidos. Os sabonetes em barra, em geral, tem PH de neutro para alcalino, o que não é adequado. E ainda são foco de bactérias. Tanto que em hospitais e maternidades, o uso de sabonete sólido é proibido pela Vigilância Sanitária. Os glicerinados também, ao contrário do que muita gente imagina, não são recomendados para a pele do bebê. Ele é de neutro para alcalino e ajuda a ressecar a pele, em vez de hidratar. No banho, o contato com a pele do bebê é um momento especial, especialmente, entre mãe e filho. Constrói relação de cumplicidade e carinho. Mas, alguns cuidados extras devem ser tomados para evitar queimaduras e outros problemas: limpar xixi ou cocô antes do banho para não contaminar a água; lavar a cabecinha antes de tudo; a água deve ser morninha; deve-se segurar o bebê e não deixa-lo solto na banheira para evitar risco de afogamento; lavar adequadamente as partes íntimas; secar com toalha macia, felpuda, sem esfregar. Evitar corrente de ar e se possível não usar talco. Já a hidratação, os médicos recomendam, bem como o uso de protetor solar apropriado.

  • 14:32BOM DIA SAÚDE

    QUALIDADE DE VIDA - 12 - ALERGIAS

    O programa fala sobre as alergias. Manifestada muitas vezes pelas crises de espirros, nariz entupido, tosse, coceiras, urticárias, dor abdominal e diarréia. As alergias são cada vez mais comuns, principalmente, por causa da poluição. Os médicos esclarecem que a alergia é uma resposta imunológica e alertam para necessidade do acompanhamento de um especialista.

  • 14:59MOMENTO PAPO DE MÃE

    LICENÇA MATERNIDADE

    O programa tira as principais dúvidas sobre a licença maternidade. Quais os direitos da mulher, em que casos já é aplicada a licença de 6 meses e quais os direitos na volta ao trabalho. A mãe Danielle conta sobre a experiência dela, que trabalha numa empresa que concede 6 meses de licença. Participação em vídeo da ginecologista Marisa Patriarca. Convidados: Carla Blanco Pousada- advogada trabalhista Danielle Barbizan - avaliadora olfativa

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    SEGURANÇA DO BEBÊ

    É melhor prevenir do que remediar, a gente sempre ouve isso. E estar bem informado é o primeiro passo para a prevenção. Neste Momento Papo de Mãe o assunto é a segurança do bebê. Muitos acidentes acontecem por falta de conhecimento dos riscos. E a maioria ocorre dentro de casa. Algumas medidas simples podem evitar tudo isso. A pediatra Fernanda Viana vai dar as principais dicas para preparar a casa para a chegada de um bebê. E a mamãe Gabriela, que tem duas filhas, também é nossa convidada. Convidadas: Fernanda Viana - pediatra Gabriela Bertini – cardiologista infantil

  • 15:30INGLÊS COM MÚSICA

    WHO'S LOVING YOU

  • 16:00WORD ON THE STREET II

    HALLOWEEN

    NESTE EPISÓDIO, STEPHEN E ASHLIE ESTÃO SE PREPARANDO PARA DAR UMA FESTA DE HALLOWEEN. ELES PRECISAM DECORAR A CASA, PREPARAR A COMIDA E ALUGAR SUAS FANTASIAS. STEPHEN DECIDE ENTRETER TODO MUNDO COM UM SHOW DE MÁGICA, MAS OS TRUQUES SE MOSTRAM MAIS DIFÍCEIS DE APRENDER DO QUE ELE ESPERAVA. O REPÓRTER JO MOSTRA OS BASTIDORES DA CELEBRAÇÃO DA NOITE DE GUY FAWKES, E DESCOBRE O QUE É PRECISO PARA MONTAR UM GRANDE EVENTO PIROTÉCNICO E SOBRE O QUE SE TRATAM AS FESTIVIDADES. O PROFESSOR DE INGLÊS, ROB, ENSINA SOBRE PRONOMES E MOSTRA DIFERENTES MANEIRAS DE USAR A PALAVRA 'THINK'. E PERGUNTAMOS AO NOSSO ESPECIALISTA DO 'SEAT ON THE STREET' SE CELEBRAR FESTIVAIS HISTÓRICOS É APENAS UMA MANEIRA DE SE DIVERTIR OU SE EXISTE ALGO ALÉM DISSO.

  • 16:34PROFISSÕES

    CARNAVALESCO

    JORGE FREITAS É O CARNAVALESCO DA ROSAS DE OURO, UMA ESCOLA DE SAMBA TRADICIONAL DE SÃO PAULO. ELE CONTA QUAIS SÃO AS ATRIBUIÇÕES E O DIA A DIA DO PROFISSIONAL MAIS IMPORTANTE DO CARNAVAL.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    TRÁCIO, ONDE ESTÁ VOCÊ?

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:53CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU DO CAFÉ - SANTOS

  • 17:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    GEOGRAFIA 31 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula vamos iniciar o nosso estudo sobre a América Latina. Você vai ver que a gente faz parte de uma região que apresenta muitas identidades e que isso acontece devido à sua formação histórica e ao seu nível de desenvolvimento.

  • 17:14NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    BIOLOGIA 26 (MOD.1 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 26 você verá como os hormônios vegetais agem no crescimento das plantas e conhecerá a auxina e a giberelina, que agem no alongamento das células. Conhecerá também as citocilinas e o gás etileno, que funciona como uma substância reguladora. Além disso, saberá o porquê de podar uma árvore e aprenderá como os hormônios são utilizados na produção agrícola

  • 17:30LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 28

    Convidados: Cadão Volpato e Ivana Arruda Leite • Para ambos: Vocês dois estrearam relativamente tarde na literatura. Como a literatura surgiu na trajetória de vocês? • Para ambos: Vocês dois fizeram parte da antologia Geração 90, organizada por Nelson de Oliveira. Pode-se falar numa geração ou numa tendência da literatura brasileira contemporânea? • Para ambos: Que diferença existe entre a literatura produzida no Brasil quando vocês começaram a ler e aquela produzida quando começaram a escrever? • Ivana: No seu caso, a perspectiva feminina é clara, mas parece não se confundir com o feminismo, justamente por conta também de um certo lirismo – confere? • Cadão: O jornalismo estimulou ou inibiu o trabalho literário? • Ivana: Fazer uma coluna sobre a mulher na Revista da Folha não significou de algum modo sucumbir aos estereótipos da afetividade feminina? • Cadão: Indo nesse caminho, seu novo livro Relógio Sem Sol reúne duas narrativas, mas elas contêm várias histórias, como se fossem pequenos romances. No que esse livro difere dos anteriores? • Para ambos: O que a narrativa curta significa em termos de percepção do mundo? • Ivana: No romance Hotel Novo Mundo, em determinado momento a narradora compara o Rio de Janeiro com São Paulo dizendo que o Rio é “uma cidade para semideuses” e que “em São Paulo você pode ser infeliz à vontade”. Você poderia comentar? • Cadão: Parece haver uma diferença de tom entre sua obra literária e seu trabalho como músico. Existe convergência desses dois registros? • Ivana: A personagem de Hotel Novo Mundo retorna do Rio (onde vivia na alta sociedade) para São Paulo (onde encontra pessoas mais autênticas). Esse retorno à vida simples é uma idealização do recolhimento, avesso ao glamour da sociedade do espetáculo? • Cadão: Em Relógio Sem Sol, o desencanto de uma geração que surgiu no fim ditadura parece contrastar com a imagem utópica do roqueiro que quer mudar o mundo com sua guitarra. O que prevalece: o sonho ou a decepção?

  • 18:30REPORTER ECO

    REPÓRTER ECO 1248

    OLÁ, NO REPÓRTER ECO DE HOJE, CONHEÇA A NATUREZA EXUBERANTE E POUCO CONHECIDA DE UM ESTADO DO NORDESTE DO BRASIL VOCÊ ACOMPANHA TAMBÉM UMA PESQUISA QUE COMPROVA QUE O AZEITE EXTRAÍDO DA POLPA DO ABACATE HASS, CONHECIDO COMO AVOCADO, PODE FAZER BEM PARA A SAÚDE E AINDA, UMA INICIATIVA INTERNACIONAL INCENTIVA A MEDITAÇÃO COLETIVA EM ESPAÇOS PÚBLICOS DAS CIDADES. A IDEIA SURGIU NO BRASIL E SE ESPALHOU PELO MUNDO COMO FORMA DE PROMOVER A SERENIDADE CONTRA A AGITAÇÃO E A VIOLÊNCIA NO MUNDO. EM TESE DE DOUTORADO A NUTRICIONISTA DA UNICAMP CIBELE FURLAN MOSTRA QUE ESTA VARIEDADE DA FRUTA NATIVA DO MÉXICO AJUDA A REDUZIR O COLESTEROL RUIM E A GLICEMIA. E O MÉDICO E FOTÓGRAFO VALDECI RIBEIRO REUNE EM LIVRO AS IMAGENS REGISTRADAS NOS PARQUES NACIONAIS, CAVERNAS E PRAIAS DO PIAUÍ.

  • 19:02MESTRES DA LITERATURA

    LIMA BARRETO - UM GRITO BRASILEIRO

    Mostra a vida de Lima Barreto, a sua história as suas primeiras publicações e os seus principais Romances.

  • 19:31TELECONTO

    O MENSAGEIRO 4

  • 20:00GUERRA FRIA

    O TERCEIRO MUNDO: ORIENTE MEDIO

    A SEGUNDA PARTE DO PROGRAMA VAI MOSTRAR COMO O ORIENTE MEDIO SE TORNOU UM DOS CENTROS NERVOSOS DA GUERRA FRIA. NA SEGUNDA METADE DO SECULO XX, A REGIAO TRANSFORMOU-SE NUM GRANDE BAR- RIL DE POLVORA. E' UMA AREA ESTRATEGICA DO PONTO DE VISTA ECONOMICO, PRINCIPALMENTE POR CAUSA DO PETROLEO. E' TAMBEM UM IMPORTANTE CENARIO GEOPOLITICO E MILITAR, PORQUE SERVE DE PASSAGEM ENTRE A EUROPA E A ASIA. DEPOIMENTOS DO RABINO HENRY SOBEL, DO PRESIDENTE DA FEDERACAO ARABE-PALESTINA NO BRASIL, HASAN EL-EMLEH, E DO GEOGRAFO NELSON BACIC OLIC.

  • 20:34PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 16/08/2018 - CENÁRIO ELEIÇÕES

    HOJE FALAMOS SOBRE OS POSSÍVEIS CENÁRIOS PARA A CORRIDA ELEITORAL DESTE ANO./ COM A GENTE, A PROFESSORA DE CIÊNCIA POLÍTICA DENILDE HOLZHACKER./ E O PROFESSOR DE DIREITO ELEITORAL ALBERTO ROLLO.

  • 21:03DOCTV BRASIL IV

    GARIMPO DO BOM PRESENTE

    Em 1987, em Rondônia, foi descobrerto o maior garimpo de cassiterita do mundo, o Garimpo do Bom Futuro. À época a região foi ocupada por milhares de garimpeiros e grandes empresas mineradoras. Hoje pouco resta do minério que levou riqueza para o local e a cidade vive uma crise por não ter desenvolvido uma alternativa econômica. Em contraponto a essa falta de perspectiva, surge a Escola da Vila, premiada pela UNESCO, que aponta para uma possibilidade de futuro ao levar para a escola os filhos dos garimpeiros que permaneceram na cidade.

  • 22:00MANOS E MINAS III

    AFROCIDADE

    Neste programa o Manos e Minas recebe Afrocidade. Representando a cena dos slams, Jamilê. Matérias: Roberta foi trocar uma ideia com Rashid sobre o lançamento do deu primeiro livro, que relembra momentos marcantes da sua trajetória. Fomos conferir a premiação do FIM CINE - Festival Internacional de Mulheres no Cinema .

  • 23:00JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 16/08/2018

  • 00:00CONTOS DA MEIA NOITE

    ORACAO DA NOITE - PAULO HECKER FILHO

    O olhar do menino vai registrando sucessivos quadros e articulando-os na sua experiência da contingência. A avó quebrou um bibelô da casa. Recrimin-se por isso. Sem parar. De nada valem as objeções tranquilizadoras da mãe “-- Isso não é nada. Não tem a menor importância.” A avó permanece inconsolável. Por trás da atitude, aparentemente casmurra, o garoto percebe na anciã o desconsolo, a vontade de partir, de deixar a vida. Pedem a ele que , naquela noite, durma no quarto da avó nervosa. Atônito, ele lhe toma a bênção e deita-se. Ouve então uma prece, entrecortada de queixas. Uma prece, entrecortada de verificações de suas cada vez maiores limitaçõies físicas. Uma prece que pede o descanso da morte. O repouso final. A paz..

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    HISTÓRIA 11 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta, e nas próximas aulas, vamos olhar a sociedade colonial sob o ponto de vista político. Começaremos vendo qual foi a solução encontrada por Portugal para ocupar o Brasil: as capitanias hereditárias. Veremos que, para tentar evitar a dispersão da administração, a Coroa criou o governo geral, com sede em Salvador. E, finalmente, entraremos em contato com as modificações político-administrativas que resultaram da descoberta de ouro em Minas Gerais.

  • 07:14NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    INGLÊS 11 (MOD.2 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 11 você começará a aprender como devem ser feitas as sugestões em inglês. Entenderá o que significa a expressão "let’s" e verá como ela é importante na hora de fazer sugestões. Saberá também a expressão “let it be” é equivalente ao nosso “deixa estar” e, na sessão "Let’s travel together", você conhecerá a Índia.

  • 07:26NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 20

    O que você sabe sobre os robôs? Esta teleaula mostrará de que maneira eles surgiram e como evoluíram nos últimos anos. Você verá, também, que os robôs são controlados por computadores e ficará sabendo quais são as principais áreas de atuação deles dentro das fábricas.

  • 07:45TRAÇANDO ARTE III

    MEU ÍDOLO

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 07:52CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU DO CAFÉ - FAZENDA LAGEADO - BOTUCATU

  • 08:00BAÚ DE HISTÓRIAS

    BAÚ DE HISTÓRIAS II - 35

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 72

    Uma reportagem sobre a literatura e a misteriosa personalidade de Clarice Lispector, que acaba de ganhar uma mostra no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. O escritor paulistano Santiago Nazarian, que ainda não completou 30 anos, acaba de publicar seu quarto livro. "Mastigando humanos" é uma mistura de humor e psicodelia. Bernardo Carvalho, que já recebeu o Jabuti e o Prêmio Portugal Telecom, lança seu oitavo romance. Veronica Stigger comenta a obra "O sol se põe em São Paulo".

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 39

    39) “NUNCA DIGA ISSO É NATURAL” Edison vai parar no hospital e dá um susto e tanto na família. A partir desse acontecimento, só comida saudável tem lugar à mesa de casa. Mas Bianca leva a nova consciência adquirida longe demais. Ela dá início na Piquerobi a uma campanha agressiva contra a má alimentação e as gordurinhas a mais no corpo alheio. Pedro acha que a irmã exagera e, movido por sua própria culpa em relação à fofinha professora de Filosofia, começa uma campanha contrária a de Bianca: o importante é ser feliz! As coisas se complicam quando Bianca expõe publicamente Daiana, uma aluna gordinha, e promove a garota a símbolo dos riscos de uma alimentação descontrolada. Quem sabe, a partir dessa confusão, Pedro e Bianca não se liguem que a aparência está longe de ser a maneira mais justa de julgar uma pessoa?

  • 09:30CULTURA 360

    CINEASTAS E IMAGENS DO POVO (PUC) + NAÇÕES UNIDAS (UNA) + ENTRE PRÉDIOS E MELODIAS (ANHEMBI MORUMBI)

    TEMOS NESSA EDIÇAO TRÊS VIDEOS COM TEMÁTICAS CULTURAIS. DE MINAS GERAIS, UM GRUPO DE ESTUDANTES DO CENTRO UNIVERSITARIO UNA, APRESENTA UM REGISTRO BEM INTERESSANTE DO CARNAVAL DE RUA DE SABARA, CIDADE DA GRANDE BELO HORIZONTE. JÁ O PESSOAL DA UNIVERSIDADE ANHEMBI-MORUMBI REVELA QUE O ROMANTISMO DAS SERENATAS AINDA RESISTE EM PLENO SECULO 21. ABRIMOS O PROGRAMA COM UMA REPORTAGEM DOS ALUNOS DA PUC DE SAO PAULO. ELES FAZEM UM RELATO DA MOSTRA “CINEASTAS E IMAGENS DO POVO”, REALIZADA NO CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL NAS CIDADES DE SAO PAULO, RIO DE JANEIRO E BRASILIA. O EVENTO PROMOVEU UM ENCONTRO MUITO INTERESSANTE DE DOIS MESTRES DO CINEMA NACIONAL: O DOCUMENTARISTA EDUARDO COUTINHO E O CRÍTICO JEAN CLAUDE BERNADET. O SEGUNDO VÍDEO DO PROGRAMA É SOBRE NAÇÕES UNIDAS. MAS NÃO É A ONU, NÃO. NAÇÕES UNIDAS É NOME DE UM BAIRRO DA CIDADE MINEIRA DE SABARÁ, NA GRANDE BELO HORIZONTE. ALI ACONTECE TODOS OS ANOS UM DOS CARNAVAIS MAIS ANIMADOS DE TODO O ESTADO. OS ESTUDANTES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA FORAM CONFERIR A FESTA E PRODUZIRAM ESSE MINI-DOCUMENTARIO QUE VOCÊ ASSISTE AGORA. NO PASSADO, A CIDADE DE SÃO PAULO FOI PALCO DE MUITAS SERENATAS E SERVIU DE INSPIRAÇÃO PARA UMA INFINIDADE DE MÚSICOS BOÊMIOS – FAMOSOS E ANÔNIMOS. MAS SERÁ QUE ESSA MANEIRA DESPRETENSIOSA E ROMÂNTICA DE FAZER MÚSICA CONSEGUIU RESISTIR ÀS TRANSFORMAÇÕES URBANAS PELAS QUAIS PASSOU A CAPITAL PAULISTA? OS APAIXONADOS AINDA FAZEM SERENATA? A RESPOSTA ESTA NESSA REPORTAGEM DOS ALUNOS DA UNIVERSIDADE ANHEMBI-MORUMBI, QUE REVELA QUEM SÃO OS SERESTEIROS DO SÉCULO 21.

  • 10:00SAUDE BRASIL

    ENDOMETRIOSE E MIOMA

    É importante a mulher aprender a cuidar, cada dia mais, de sua saúde. Há determinadas enfermidades que podem ocorrer especialmente em idade fértil, reprodutiva. E podem causar transtornos e complicações e prejudicar a qualidade de vida. Inclusive, dificultar o sonho de ter filhos. A endometriose e o mioma uterino são duas doenças ginecológicas muito freqüentes nas mulheres. Para se ter uma idéia, uma mulher com 40 anos tem 40 por cento de chance de ter mioma no útero. E metade das mulheres deve ter mioma aos 50 anos. No caso da endometriose estima-se que uma em cada dez mulheres em idade reprodutiva tenha a doença, configurando um problema de saúde pública. São cerca de 6 milhões de mulheres brasileiras acometidas pelo distúrbio. A endometriose ocorre quando um tecido semelhante ao endométrio (que reveste o interior do útero) se instala em outras partes do útero ou em órgãos da pelve. Pode ocorrer ainda, nos ovários, o endometrioma, um tipo de cisto de sangue. A endometriose é uma doença ligada ao período menstrual da mulher: da menarca (primeira menstruação) até a menopausa (última menstruação). E o número de casos, segundo os especialistas, vem aumentando. Também em função de que a mulher atualmente menstrua mais, pois antigamente ela tinha mais filhos. A dor é um dos principais sintomas. Pode iniciar na adolescência e ir aumentando com o tempo. É o que se conhece por dismenorréia (um tipo de cólica). A dor pode surgir na menstruação, pode com o tempo antecede-la e continuar após o término do período. E prejudicar bastante a qualidade de vida. Muitas mulheres não buscam tratamento, pois acham que é normal sentir dor. E acabam descobrindo ter endometriose quando tentam engravidar, sem sucesso. Aí fazem exames e detectam o problema. É fundamental o diagnóstico precoce pois há tratamentos específicos para a endometriose. O Mioma, que é um tumor benigno da musculatura lisa do útero, ganha denominação específica a depender de sua localização. Podem estar mais externos no útero (são os subserosos) e podem estar no meio do músculo do útero (intra-murais) e perto da cavidade uterina (submucosos). Podem provocar sangramento uterino anormal (que pode levar à anemia por deficiência de ferro) e aumentar o risco de abortamentos. Por isso é preciso detectá-los para saber quando é preciso tratamento.

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    TRABALHO EM EQUIPE

    No Tamanho em Família com o tema trabalho em equipe o convidado Professor de Educação Física e Esporte da USP Dante de Rose Junior, co-autor do livro com Valmor Tricoli: Basquetebol - Uma Visão Integrada Entre Ciência e Prática da Editora. Manoli(acadêmico) e autor do livro: Esporte Atividade Física na Infância e Adolescência - Uma Abordagem Multidisciplinar da Editora. ArtMed. Explica como o fator da educação física é importante para o desenvolvimento da criança, como os esportes podem ser grandes influenciadores para o comprometimento da aceitação de regras para as crianças, pois, sem elas os jogos não podem ser realizados, o comportamento dos pais diante ao esporte na vida das crianças, quais esportes são adequados para cada faixa etária, como é importante todas as crianças terem acesso a esse tipo de desenvolvimento, e que o no esporte você aprende a ganhar e a perder. Site recomendado: www.usp.br/eef

  • 11:13LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 29 - ESPECIAL FACULDADE SÃO FRANCISCO

    Convidados: Décio Pignatari e Lygia Fagundes Telles •Lygia: Você é uma escritora em que o tema da memória é fundamental. Como a experiência de estudar aqui na São Francisco marcou suas memórias e sua ficção? •Décio: No livro Errâncias, você faz uma colagem de lugares e artistas que marcaram sua vida (como Alfredo Volpi, Tarsila do Amaral, Ezra Pound e os compositores Luigi Nono e Rogério Duprat). A São Francisco deixou algum traço no seu imaginário poético? O fato de ter vindo de um bairro operário, em Osasco, o tornava um peixe fora d’água? •Lygia: Foi nesse ambiente que conheceu Mário e Oswald de Andrade e Paulo Emílio Sales Gomes? Como foi sua participação na Academia de Letras da Faculdade e colaboração com os jornais Arcádia e A Balança? •Décio: Foi aqui que conheceu os irmãos Campos? Como surgiu a identificação entre vocês? •Lygia: Você começou a escrever no auge do regionalismo e foi (ao lado de Clarice Lipector) uma precursora da prosa urbana das décadas seguintes. Você pensava em produzir uma guinada na prosa brasileira? •Décio: A poesia concreta foi uma reação à geração de 45? Como foi sua participação no Clube Poesia (que reunia poetas dessa geração), pelo qual publicou seu livro de estreia, O Carrossel? •Lygia: Seus romances são mais realistas e seus contos muitas vezes derivam para o fantástico ou para o alegórico (como “A Caçada”, em que a personagem penetra numa velha tapeçaria, ou “Seminário dos Ratos”, em que os roedores invadem uma cúpula de burocratas). O tema determina a forma ou a forma define o modo de representar? Como é seu processo de criação? •Décio: Como se deu o “salto participante” da poesia concreta, baseado no dito do poeta russo Maiacóvski: “sem forma revolucionária não há arte revolucionária”? •Lygia: Você se considera uma escritora política? •Décio: Que diferença há entre a fase da revista Noigandres e da revista Invenção? Foi a passagem de uma fase mais experimental para outra mais militante? •Lygia: De que maneira o convívio com o grupo da revista Clima influenciou seu trabalho? •Décio: Falando dessa relação com grandes escritores do passado, vocês dois têm livros que partem da obra de Machado de Assis: o roteiro Capitu, da Lygia, e a peça Céu de Lona, do Décio. Por que esse retorno a Machado? •Lygia: pedir para falar sobre o roteiro Capitu. •Décio: Depois de Poesia Pois É Poesia você passou a escrever prosa e teatro. Como o poeta está presente nesses livros? Haverá continuação do projeto teatral iniciado por Céu de Lona? E como surgiu Bili com Limão Verde na Mão?

  • 12:07CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 1

    SINOPSE PROGRAMA 01 - VT INAUGURAÇÃO TV CULTURA - VT CASAMENTO REALEZA - VT TRIBOS NA LÍBIA - VT MUSA RETRÔ: BRIGITTE BARDOT - VT MODA ROCKABILLY - VT MONIQUE MAION - CANTORA JAZZ

  • 12:33MOSAICOS

    ESPECIAL BOSSA NOVA - ELIZETH CARDOSO/DICK FARNEY/JOÃO GILBERTO E JOHNNY ALF

    MOSAICOS MUSICAIS 12: No cinqüentenário do movimento musical, programa relembra o repertório de Elizeth Cardoso, Dick Farney, João Gilberto e Johnny Alf A bossa nova, movimento musical que inaugurou a moderna música brasileira, completa 50 anos em 2008. Para homenagear a efeméride, a TV Cultura produz o Mosaicos Musicais – Especial Bossa Nova. O programa destaca o repertório de intérpretes e compositores que contribuíram definitivamente para a criação e o sucesso do movimento: Elizeth Cardoso, Dick Farney, João Gilberto e Johnny Alf. No Mosaicos, a obra desses artistas é revista, com novas leituras e arranjos, por Leny Andrade, Ana Cañas, Roberta Sá, Miúcha, Alaíde Costa, Carlos Fernando e Amilton Godoy, entre outros.

  • 13:33PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 16/08/2018 - CENÁRIO ELEIÇÕES

    HOJE FALAMOS SOBRE OS POSSÍVEIS CENÁRIOS PARA A CORRIDA ELEITORAL DESTE ANO./ COM A GENTE, A PROFESSORA DE CIÊNCIA POLÍTICA DENILDE HOLZHACKER./ E O PROFESSOR DE DIREITO ELEITORAL ALBERTO ROLLO.

  • 14:03SAUDE BRASIL

    ENDOMETRIOSE E MIOMA

    É importante a mulher aprender a cuidar, cada dia mais, de sua saúde. Há determinadas enfermidades que podem ocorrer especialmente em idade fértil, reprodutiva. E podem causar transtornos e complicações e prejudicar a qualidade de vida. Inclusive, dificultar o sonho de ter filhos. A endometriose e o mioma uterino são duas doenças ginecológicas muito freqüentes nas mulheres. Para se ter uma idéia, uma mulher com 40 anos tem 40 por cento de chance de ter mioma no útero. E metade das mulheres deve ter mioma aos 50 anos. No caso da endometriose estima-se que uma em cada dez mulheres em idade reprodutiva tenha a doença, configurando um problema de saúde pública. São cerca de 6 milhões de mulheres brasileiras acometidas pelo distúrbio. A endometriose ocorre quando um tecido semelhante ao endométrio (que reveste o interior do útero) se instala em outras partes do útero ou em órgãos da pelve. Pode ocorrer ainda, nos ovários, o endometrioma, um tipo de cisto de sangue. A endometriose é uma doença ligada ao período menstrual da mulher: da menarca (primeira menstruação) até a menopausa (última menstruação). E o número de casos, segundo os especialistas, vem aumentando. Também em função de que a mulher atualmente menstrua mais, pois antigamente ela tinha mais filhos. A dor é um dos principais sintomas. Pode iniciar na adolescência e ir aumentando com o tempo. É o que se conhece por dismenorréia (um tipo de cólica). A dor pode surgir na menstruação, pode com o tempo antecede-la e continuar após o término do período. E prejudicar bastante a qualidade de vida. Muitas mulheres não buscam tratamento, pois acham que é normal sentir dor. E acabam descobrindo ter endometriose quando tentam engravidar, sem sucesso. Aí fazem exames e detectam o problema. É fundamental o diagnóstico precoce pois há tratamentos específicos para a endometriose. O Mioma, que é um tumor benigno da musculatura lisa do útero, ganha denominação específica a depender de sua localização. Podem estar mais externos no útero (são os subserosos) e podem estar no meio do músculo do útero (intra-murais) e perto da cavidade uterina (submucosos). Podem provocar sangramento uterino anormal (que pode levar à anemia por deficiência de ferro) e aumentar o risco de abortamentos. Por isso é preciso detectá-los para saber quando é preciso tratamento.

  • 14:34BOM DIA SAÚDE

    PROMOÇÃO DE SAÚDE - 12 - ATIVIDADE FÍSICA E A CRIANÇA NA VISÃO MÉDICA

    O PROGRAMA FALA SOBRE A ATIVIDADE FÍSICIA DAS CRIANÇAS. UMA CRIANÇA FISICAMENTE ATIVA TEM MAIOR PROBABILIDADE DE SE TORNAR UM ADULTO ATIVO, COM GANHO EXTRAORDINÁRIO PARA SUA SAÚDE.

  • 15:03MOMENTO PAPO DE MÃE

    O PAI NO PRÉ-NATAL E NO PARTO

    Quando falamos em pré-natal e parto pensamos sempre na mulher. Mas e como fica o homem, o pai, durante a gravidez e qual a participação dele no nascimento? Acompanhar a gestante nas consultas e nos exames é fundamental. Além disso, por lei, o pai tem o direito de estar na sala de parto. Neste Momento Papo de Mãe que vamos conversar sobre o papel do pai, convidamos a ginecologista e obstetra Bárbara Murayama, o papai Luiz e a mamãe Ana. Convidados: Bárbara Murayama – ginecologista e obstetra Luiz Muraca - empresário Ana Garini - empresária

  • 15:18MOMENTO PAPO DE MÃE

    SAÚDE BUCAL DA CRIANÇA

    Neste Momento Papo de Mãe a conversa é sobre os dentinhos das crianças. A gente tem que cuidar muito bem dos dentes de leite para garantir dentes permanentes saudáveis. Para falarmos sobre a saúde bucal das crianças convidamos o dentista Christian Weba , a mamãe Camila e o papai Maurício, que tem 3 filhos. O Dr. Christian também responde dúvida de telespectador. Convidados: Christian Weba - dentista Camila Cassis - atriz Maurício Barros - ator

  • 15:33NOSSA LÍNGUA 2010

    AS COLÔNIAS

    BLOCO 1 Felipe e Tininha introduzem o tema do programa falando sobre o Brasil ter deixado de ser colônia de Portugal a partir de 1822 e que, mesmo assim, continuou a receber colonos, imigrantes de várias partes do mundo que estabeleceram colônias no país. O quadro “Etimologia” traz a origem da palavra “colônia” e os seus significados. O Povo Fala responde a enquete: -“você conhece algum estrangeiro que vive no Brasil? De qual país?/ Você se lembra de algum tropeço linguístico dele, alguma pronúncia “engraçada”? Felipe e Tininha, num restaurante, discutem sobre a origem do macarrão. O quadro “Curiosidades” traz as informações sobre as hipóteses da origem do macarrão – textos de civilizações antigas relatam que os assírios e babilônios já comiam um produto cozido à base de cereais e água por volta de dois e quinhentos anos antes de Cristo. Outra história diz ainda que o macarrão teria sido levado à Itália pelo veneziano Marco Pólo, quando ele voltou de uma viagem à China, em 1925.. São muitas histórias... O Jornal Nossa Língua traz a notícia que a globalização tem aumentado a procura por cursos de língua estrangeira. Mais recentemente, por conta das relações econômicas entre Brasil e China, o mandarim tem sido muito procurado pelos brasileiros. Felipe Reis entrevista a professora Shan Shan Fei, que dá curso de mandarim na FAAP. Ela explica quais as principais dificuldades em aprender o idioma. Felipe e professor Eduardo Calbucci conversam com dinamarquês Mad’s que fala das dificuldades de aprendizado da língua portuguesa. BLOCO 2 Felipe e Tininha falam sobre a concentração da colônia italiana nos bairros do Brás, Bexiga e Barra Funda, em São Paulo. Dramatização de um trecho do conto Brás, Bexiga e Barra Funda, do escritor Antônio de Alcântara Machado. Felipe Reis entrevista o professor de literatura Frederico Barbosa que fala sobre a obra de Alcântara Machado e destaca os principais pontos de sua obra. O quadro CSI traz para a investigação a concordância verbal: A frase dita pela concorrente à Miss INL, Gilda, gera uma dúvida levantada pelo detetive Bento Montenegro e quase anula a candidatura da personagem. A frase que gerou a polêmica foi: “A maioria dos eleitores não compareceu às urnas.” BLOCO 3 O Conselheiro Brás explicou que a frase dita por Gilda estava correta pois, no caso, o verbo concorda em número e pessoa com o núcleo do sujeito que é “maioria”. Outra possibilidade seria Gilda dizer: “A maioria dos eleitores não compareceram às urnas”. Quando a palavra “maioria” vem seguida de um especificador no plural, admite-se a concordância no plural. O quadro Curiosidades traz a origem do macarrão. O quadro SOCORRO! LÍNGUA PORTUGUESA traz o uso da palavra “privilégio” e não “previlégio”. Felipe e Tininha encerram o programa ao som de “Capital do Tempo”, na interpretação de Elza Soares.

  • 16:02WORD ON THE STREET II

    PARIS

    NESTA SEMANA, STEPHEN E ASHLIE FAZEM UMA VIAGEM PARA PARIS A FIM DE AJUDAR STEPHEN A PRATICAR SEU FRANCÊS. ELES VISITAM OS PONTOS TURÍSTICOS E SABOREIAM UMA REFEIÇÃO TÍPICA DO PAÍS. STEPHEN ESTÁ ENCANTADO COM O FATO DE CONSEGUIR SER ENTENDIDO, E AO FINAL DA VIAGEM ATÉ ASHLIE CONSEGUIU APRENDER ALGUMAS FRASES ÚTEIS EM FRANCÊS. A REPÓRTER AMANDEEP TAMBÉM VIAJA À FRANÇA. NO CAMINHO, ELA EXPLORA ALGUMAS ATITUDES BRITÂNICAS EM RELAÇÃO À EUROPA - INCLUINDO A RELUTÂNCIA EM ADOTAR O EURO COMO MOEDA LOCAL. O ESPECIALISTA EM LÍNGUA INGLESA, ROB, DÁ ALGUMAS DICAS DE COMO PRATICAR E APRIMORAR UM NOVO IDIOMA. E COM A MAIORIA DOS PAÍSES DA EUROPA FAZENDO PARTE DA UNIÃO EUROPEIA, NÓS PERGUNTAMOS À NOSSA CONVIDADA DO 'SEAT ON THE STREET' SOBRE AS VANTAGENS E DESVANTAGENS DESSA UNIÃO POLÍTICA.

  • 16:32PROFISSÕES

    GERENTE DE PROJETOS

    O GERENTE DE PROJETOS, ESPECIALISTA EM PMO (PROJECT MANAGEMENT OFFICE), É UM PROFISSIONAL CAPAZ DE LIDERAR UMA EQUIPE PARA A EXECUÇÃO DE PROJETOS EM DIVERSAS ÁREAS.

  • 16:48TRAÇANDO ARTE III

    MEU ÍDOLO

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:55CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU DO CAFÉ - FAZENDA LAGEADO - BOTUCATU

  • 17:03NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    HISTÓRIA 11 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta, e nas próximas aulas, vamos olhar a sociedade colonial sob o ponto de vista político. Começaremos vendo qual foi a solução encontrada por Portugal para ocupar o Brasil: as capitanias hereditárias. Veremos que, para tentar evitar a dispersão da administração, a Coroa criou o governo geral, com sede em Salvador. E, finalmente, entraremos em contato com as modificações político-administrativas que resultaram da descoberta de ouro em Minas Gerais.

  • 17:17NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    INGLÊS 11 (MOD.2 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 11 você começará a aprender como devem ser feitas as sugestões em inglês. Entenderá o que significa a expressão "let’s" e verá como ela é importante na hora de fazer sugestões. Saberá também a expressão “let it be” é equivalente ao nosso “deixa estar” e, na sessão "Let’s travel together", você conhecerá a Índia.

  • 17:32LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 29 - ESPECIAL FACULDADE SÃO FRANCISCO

    Convidados: Décio Pignatari e Lygia Fagundes Telles •Lygia: Você é uma escritora em que o tema da memória é fundamental. Como a experiência de estudar aqui na São Francisco marcou suas memórias e sua ficção? •Décio: No livro Errâncias, você faz uma colagem de lugares e artistas que marcaram sua vida (como Alfredo Volpi, Tarsila do Amaral, Ezra Pound e os compositores Luigi Nono e Rogério Duprat). A São Francisco deixou algum traço no seu imaginário poético? O fato de ter vindo de um bairro operário, em Osasco, o tornava um peixe fora d’água? •Lygia: Foi nesse ambiente que conheceu Mário e Oswald de Andrade e Paulo Emílio Sales Gomes? Como foi sua participação na Academia de Letras da Faculdade e colaboração com os jornais Arcádia e A Balança? •Décio: Foi aqui que conheceu os irmãos Campos? Como surgiu a identificação entre vocês? •Lygia: Você começou a escrever no auge do regionalismo e foi (ao lado de Clarice Lipector) uma precursora da prosa urbana das décadas seguintes. Você pensava em produzir uma guinada na prosa brasileira? •Décio: A poesia concreta foi uma reação à geração de 45? Como foi sua participação no Clube Poesia (que reunia poetas dessa geração), pelo qual publicou seu livro de estreia, O Carrossel? •Lygia: Seus romances são mais realistas e seus contos muitas vezes derivam para o fantástico ou para o alegórico (como “A Caçada”, em que a personagem penetra numa velha tapeçaria, ou “Seminário dos Ratos”, em que os roedores invadem uma cúpula de burocratas). O tema determina a forma ou a forma define o modo de representar? Como é seu processo de criação? •Décio: Como se deu o “salto participante” da poesia concreta, baseado no dito do poeta russo Maiacóvski: “sem forma revolucionária não há arte revolucionária”? •Lygia: Você se considera uma escritora política? •Décio: Que diferença há entre a fase da revista Noigandres e da revista Invenção? Foi a passagem de uma fase mais experimental para outra mais militante? •Lygia: De que maneira o convívio com o grupo da revista Clima influenciou seu trabalho? •Décio: Falando dessa relação com grandes escritores do passado, vocês dois têm livros que partem da obra de Machado de Assis: o roteiro Capitu, da Lygia, e a peça Céu de Lona, do Décio. Por que esse retorno a Machado? •Lygia: pedir para falar sobre o roteiro Capitu. •Décio: Depois de Poesia Pois É Poesia você passou a escrever prosa e teatro. Como o poeta está presente nesses livros? Haverá continuação do projeto teatral iniciado por Céu de Lona? E como surgiu Bili com Limão Verde na Mão?

  • 18:33SP PESQUISA

    CORAÇÃO

    AS PESQUISAS NA ÁREA DE CARDIOLOGIA BRASILEIRA SÃO RECONHECIDAS INTERNACIONALMENTE E O PROGRAMA SP PESQUISA DEDICADO AO CORAÇÃO ACOMPANHA ALGUMAS DELAS. NA ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA, PAULO TUCCI COORDENA UMA LINHA DE ESTUDOS QUE ANALISA COMO O CORAÇÃO QUE SOFRE INFARTO DO MIOCÁRDIO RESPONDE A ESTÍMULOS COMO EXERCÍCIOS FÍSICOS E USO DE DETERMINADOS MEDICAMENTOS. A PESQUISA É REALIZADA EM RATOS E CONTA COM UMA EQUIPE DE CIENTISTAS. NO INCOR, CARLOS EDUARDO NEGRÃO COORDENA UMA PESQUISA QUE BUSCA COMPREENDER O EFEITO DO EXERCÍCIO FÍSICO NA MUSCULATURA DE PACIENTES COM DOENÇAS CARDÍACAS E A CONTRIBUIÇÃO PARA A MELHORA DO FUNCIONAMENTO DO CORAÇÃO. TAMBÉM NO INCOR, PROTÁSIO DA LUZ AVALIA OS EFEITOS DO EXERCÍCIO FÍSICO, MAS SOB OUTRO PONTO DE VISTA. SUA EQUIPE QUER ENTENDER A CONTRIBUIÇÃO DA INGESTÃO DO VINHO NO BOM FUNCIONAMENTO DO CORAÇÃO.

  • 19:03HISTÓRIA DA ARTE NO BRASIL

    ARTE EM DISCUSSÃO

  • 19:33TELECONTO

    O MENSAGEIRO 5

  • 20:05GUERRA FRIA

    O TERCEIRO MUNDO: AFRICA

    APESAR DA MISERIA, A AFRICA OCUPOU UM LUGAR DE DESTAQUE DU- RANTE A GUERRA FRIA. A LUTA PELA INDEPENDENCIA DESENVOLVIDA EM DIVERSOS PAISES, GANHOU FORCA NA SEGUNDA METADE DO SEC. XX. O APOIO A ESSES GRUPOS NACIONALISTAS POR PARTE DE WASHINGTON E MOSCOU, GANHAVA PONTOS NA DISPUTA IDEOLOGICA DA GUERRA FRIA. ESTE PROGRAMA ANALIZA O PROCESSO DE DESCOLONI- ZACAO DO CONTINENTE NO CONTEXTO DA GUERRA FRIA.

  • 20:39PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 17/08/2018 - ABORTO DISCUTE

    HOJE FALAMOS SOBRE A DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO./ COM A GENTE , A GINECOLOGISTA E OBSTETRA ELIZABETH KIPMAN CERQUEIRA./ E A PSICÓLOGA DANIELA PEDROSO.

  • 21:08DOCTV BRASIL IV

    SANGUE DO BARRO

    Sangue do Barro aborda a exploração da violência pelos programas jornalísticos sensacionalistas a partir de um fato ocorrido no estado. Genildo Ferreira de França marcou a cidade de Santo Antônio dos Barreiros ao cometer 15 assassinatos em série em menos de 24 horas. Pouco antes dos assassinatos, Genildo havia escrito uma carta a um destes programas solicitando espaço para se manifestar. Sem conseguir o espaço desejado, Genildo encontrou seu lugar na mídia por meio de uma série de crimes.

  • 22:03CAFÉ FILOSÓFICO 2018

    OS SÓCIOS DE DEUS

    Série - Pílulas e Palavras Parece inegável que há uma “vivência contemporânea” das velhas angústias humanas, e mais inegável ainda é a existência de “remédios contemporâneos” para estas vivências. Quem se coloca na posição de paciente, se debatendo com os sintomas do nosso tempo, delega aos clínicos a responsabilidade pela “cura“ de seu sofrimento. Mas o que podem a psiquiatria, a psicanálise e as psicoterapias, com suas pílulas e palavras? Refletir sobre isso é a proposta desta série do café filosófico. CF 5 Os sócios de Deus - com Alfredo Simonetti, psiquiatra e psicanalista A potência científica da medicina de hoje cria mais e mais caminhos de cura, de diminuição do sofrimento do corpo. Por outro lado, a tecnologia cada vez mais substitui o olhar, o afeto do médico. E deixa assim desamparada a dor emocional do paciente. Tanta tecnologia para salvar vidas humanas parece estar contribuindo também para desumanização dos tratamentos. Como então resolver este paradoxo da medicina?

  • 23:03JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 17/08/2018

  • 00:03CONTOS DA MEIA NOITE

    FELICIDADE - LUIZ VILELA

    Ao abrir a porta do apartamento, uma surpresa aguardava nosso herói: uma festinha-surpresa em comemoração a seu aniversário. Com o indefectível bolinho, com as competentes velinhas. E a turma cantando o “parabéns p´ra você.” Depois todos a pedir: fala, fala, fala. Mas o que ele tinha a dizer, dentro do seu constrangimento? A mulher acudiu a seu silêncio: é timidez. O empurra-empurra dos convidados, por entre bandejas de docinhos e salgados. E os refrigerantes e cervejas correndo soltos. As “piadas” contadas nas rodinhas e que ele nem consegue ouvir direito. Por fim o refúgio, o Nirvana: tranca-se dentro do banheiro e só, sozinho encontra seu primeiro momento de felicidade envolto pelo silêncio pacificador.

  • 07:00NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 16

    Nesta teleaula você conhecerá outro processo de soldagem a arco elétrico: o MIG e MAG. Além disso, vai descobrir por que ele tem este nome e ficará sabendo que este processo é muito popular na indústria por sua alta produtividade.

  • 07:15NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 17

    O processo de soldagem a arco submerso é mais um dos processos de soldagem a arco elétrico. Você verá quais são os itens e como funciona o equipamento que faz esse tipo de soldagem e aprenderá, também, que ele é totalmente automatizado, o que garante uma grande produtividade.

  • 07:31NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 18

    Você aprenderá por que o efeito joule é fundamental nos processos de soldagem por resistência. Além disso, conhecerá o equipamento básico para a execução deste tipo de soldagem e verá quais são os principais parâmetros a que o operador deve ficar atento para fazer uma boa soldagem.

  • 07:46NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 19

    A brasagem é um processo que não usa a fusão dos metais de base para fazer a soldagem - apenas o metal de adição é que se liquefaz. Você aprenderá o que é capilaridade e verá como este é um importante componente para uma soldagem por brasagem bem feita. Além disso, verá que, assim como nos outros processos, a proteção das superfícies é fundamental na brasagem.

  • 08:00NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 20

    O que você sabe sobre os robôs? Esta teleaula mostrará de que maneira eles surgiram e como evoluíram nos últimos anos. Você verá, também, que os robôs são controlados por computadores e ficará sabendo quais são as principais áreas de atuação deles dentro das fábricas.

  • 08:15TRAÇANDO ARTE III

    O MAPA DO TESOURO

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 08:25CULTURA É CURRÍCULO II

    QUILOMBO CANGUME - ITAOCA

  • 08:31ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 73

    Eduardo Bueno, fala sobre as relações entre história e literatura, e também revela como as obras dos nossos grandes escritores têm servido para ele de fonte e inspiração. O livro “Jóias de família" da consagrada Zulmira Ribeiro Tavares, acaba de ser relançado. "O púcaro búlgaro", obra de Campos de Carvalho, está em cartaz em São Paulo. A adaptação segue a técnica que o diretor, Aderbal Freire-Filho chama de "romance em cena".

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 40

    40) PERDAS E GANHOS Depois dos últimos dias de chuva intensa, a Piquerobi torna-se abrigo provisório de muitas famílias desabrigadas. É hora dos alunos mostrarem que aprenderam também a ser solidários. Mas, além de ajudar como podem, Pedro e Bianca entram de cabeça em dois dramas pessoais. Ele se empenha em encontrar Fabinho, jovem bom de basquete que o havia derrotado no dia anterior. A possível morte do colega mexe muito com Pedro e o ajuda a superar um momento difícil na sua relação com Edison. Já Bianca descobre algo que Luara mantinha em segredo há muito tempo.

  • 09:30CULTURA 360

    A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS(PUC)+A GUYANA QUE O BRASIL PRECISA CONHECER(UFRR)+JUDÔ E INCLUSÃO(UNISINO

    O PROGRAMA COMEÇA COM UM TRABALHO DA TV PUC SOBRE A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS. O SEGUNDO O CULTURA 360 EXIBE VEM LÁ DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA. A REPORTAGEM INTITULADA “A GUYANA QUE O BRASIL PRECISA CONHECER” REVELA AS BELEZAS NATURAIS E A DIVERSIDADE CULTURAL DA AMAZÔNIA CARINBENHA, COM DESTAQUE PARA A GUYANA. A EQUIPE DE REPORTAGEM VIAJOU ATÉ A CAPITAL GEORGETOWN PARA MOSTRAR QUE O PAÍS ESTÁ INVESTINDO EM INFRA-ESTRUTURA, INTERESSADO EM SE APROXIMAR DO BRASIL E ESTREITAR RELAÇÕES COM OS ESTADOS DA REGIÃO NORTE. UM VÍDEO PRODUZIDO POR ALUNOS DA UNISINOS, NO RIO GRANDE DO SUL, FOI DESTAQUE NO SITE DO NOSSO PROGRAMA. A REPORTAGEM APRESENTA O TRABALHO SOCIAL DESENVOLVIDO PELO PROFESSOR DE JUDÔ LEVERSON, CRIADOR DA ONG AMIGOS EM AÇÃO, NA CIDADE DE SÃO LEOPOLDO. HÁ 18 ANOS, DURANTE UM ASSALTO, LEVERSON LEVOU UM TIRO NA CABEÇA QUE LHE TIROU A VISÃO E AFETOU PARTE DE SUA MEMÓRIA. MAS O EVENTO TAMBÉM LHE OFERECEU NOVOS CAMINHOS NA VIDA.

  • 10:00SAUDE BRASIL

    MUCOPOLISSACARIDOSE

    Série Saúde Brasil Documentário Educativo: MUCOPOLISSACARIDOSES Mucopolissacaridoses são doenças genéticas, classificadas dentro de um grupo de erros inatos do metabolismo. Estudos mostram que a cada, pelo menos, dois mil e quinhentos recém-nascidos, um tem erro inato do metabolismo (ou seja, uma das 550 doenças dessa categoria). As mucopolissacaridoses estão entre elas, e são doenças que provocam um mal funcionamento de determinadas enzimas, essenciais para várias das reações químicas dentro do nosso organismo. São doenças em que nascem com o indivíduo. São herdadas dos genes dos pais. Para entender melhor é preciso relembrar que a constituição genética de cada indivíduo é determinada por cerca de 30 mil pares de genes que se recebe do pai e da mãe. Os genes estão localizados nos cromossomos. E problema é que cada um de nós carrega, em média, cerca de 10 genes com defeito e não é possível saber quais são eles. Nas mucopolissacaridoses o principal problema está na digestão ou degradação das chamadas grandes moléculas. O que ocorre: nossas células do corpo são renováveis, o tempo todo, ela morre, vai para dentro do lisossomo que funciona como uma usina de reciclagem. Dentro do lisossomo, que é uma organela, há a quebra de grandes moléculas em pequenas, para serem utilizadas e reutilizadas. Uma tarefa complexa. Nas MPS ocorre a deficiência ou falta de enzimas que digerem substâncias chamadas glicosaminoglicanos ou GAGS (antes conhecidas como mucopolissacárides). Quando os GAGS não são digeridos, devido à deficiência de alguma enzima, uma parte fica depositada no lisossomo. E outra é eliminada na urina. O acúmulo, o depósito dessas substâncias faz com que as células fiquem grandes, aumentando o tamanho de órgãos, como o fígado, o baço, e tecidos, como a pele, que têm muitos lisossomos. Ou seja, as manifestações clínicas das MPS variam de acordo com a enzima que está deficiente. E elas são classificadas, atualmente por números. Há vários tipos. A doença pode afetar a curva do crescimento, muda os traços faciais, altera o esqueleto, a musculatura, pode causar macrocefalia (cabeça grande), além de infecções respiratórios de repetição, problemas graves de coluna, e se não tratada pode levar à morte. Felizmente, hoje em dia, há abordagens de tratamento com reposição enzimáticas. Porém, o diagnóstico, no Brasil, ainda é muito tardio, comprometendo a qualidade de vida do paciente. Fundamental é detecção precoce e tratamento global para buscar controlar a evolução da doença. Um desafio para médicos, família e sociedade. Mais informações: Saúde Brasil-Aguilla: 11 3846-2649 www.saudebrasilnet.com.br

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    CRIANÇA SEGURA

    No Tamanho Família com o tema Criança Segura, o convidado João Gilberto Maksoud Filho Presidente da Ong Criança Segura e Cirugião Pediátrico do Hospital das Clínicas em São Paulo, comenta quais os acidentes mais comuns entre as crianças, os acidentes que devem ser prevenidos pelos responsáveis, os dados estatistícos que apontam o acidente de trânsito uma das maiores causas mortis de crianças brasileiras, comenta sobre as queimaduras, quedas, afogamentos e sufocações que as crianças correm risco de morte, dicas sobre cadeiras de carros para adequação das crianças, os níveis de acidentes, por cada faixa etária e dicas a prevenção de acidentes. telefone do Ceatox- Hospital das Clínicas(centro de assistência toxicológica)de SP: (11)3069.8500 site recomendado: www.criancasegura.org.br

  • 11:10LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 30

    Convidados: Frederico Barbosa e Silviano Santiago •Silviano Santiago: Você é considerado o introdutor do romance pós-moderno no Brasil, com Stella Manhattan e em Em liberdade. Você concorda? E o que são afinal moderno e pós-moderno? •Frederico Barbosa: Você normalmente é associado ao concretismo, considerado o último momento do modernismo brasileiro – mas que ao mesmo tempo deságua na Tropicália. Existe na poesia brasileira essa tensão entre moderno e pós-moderno? (Lembrar do livro Poesia Concreta Brasileira, de Gonzalo Aguilar) •Silviano Santiago: Em Liberdade e Viagem ao México partem de autores reais (Graciliano e Artaud); esses romances são um exercício de estilo ou uma forma de ler esses autores a contrapelo, contra a tradição moderna? •Frederico Barbosa: Falando no Chico Buarque, ainda se coloca a discussão sobre o caráter literário da MPB? •Para ambos: Voltando à pergunta do Rodrigo Lacerda, a discussão sobre identidade nacional ainda tem validade? •emendar na pergunta do Rodrigo: Escolhas diferentes (de pai e filho) dos momentos da poesia de João Cabral. •Silviano Santiago: A crítica é um gênero literário? Você se coloca na contramão da crítica hegemônica no Brasil (formalista de um lado, sociológica de outro)? •Frederico Barbosa: Existe gesto crítico na poesia para além da própria poesia, uma crítica voltada para a sociedade, a história etc.? •Silviano Santiago: No prefácio de Nas malhas da letra, você afirma que seus ensaios são “de maneira sutil – e talvez por isso mesmo envergonhada – comentários” aos seus livros de criação. O que a crítica não enxergou em seus livros? •Silviano Santiago: Embora você se debruce mais sobre a prosa, no ensaio O assassinato de Mallarmé (de Uma literatura nos trópicos), você faz uma crítica severa a poetas dos anos 70 (geração mimeógrafo) dizendo que “o ovo de Colombo dos jovens é que o livro pode ainda ser um objeto mercadoria”. A atual explosão de blogs e revistas independentes reedita essa poesia midiática? •Frederico Barbosa: Como diretor da Casa as Rosas, como você vê essa onda de festas literárias, eventos e ações da internet? •Silviano Santiago: Como a globalização altera a perspectiva latino-americana de representar a realidade e de se apropriar da tradição literária?

  • 12:00CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 2

    SINOPSE PROGRAMA 02 - VT AYRTON SENNA - VT OSAMA BIN LADEN - VT OFÍCIO RETRÔ - BARBEIRO - VT PEDIDO FERNANDO FARO - MPB ESPECIAL CHICO BUARQUE - VT MODA lIBER MUNDI - VT MUSA RETRÔ - AUDREY HEPBURN - VT COZINHA MUSICAL

  • 12:05CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 2

    SINOPSE PROGRAMA 02 - VT AYRTON SENNA - VT OSAMA BIN LADEN - VT OFÍCIO RETRÔ - BARBEIRO - VT PEDIDO FERNANDO FARO - MPB ESPECIAL CHICO BUARQUE - VT MODA lIBER MUNDI - VT MUSA RETRÔ - AUDREY HEPBURN - VT COZINHA MUSICAL

  • 12:30VIOLA, MINHA VIOLA - ESPECIAIS 2017

    ZÉ MULATO E CASSIANO (VIOLA 2017)

    Programa especial do Viola, Minha Viola com a apresentação de Adriana Farias que destaca algumas participações da dupla Zé Mulato e Cassiano em épocas diferentes.

  • 12:30VIOLA, MINHA VIOLA - ESPECIAIS 2017

    ZÉ MULATO E CASSIANO (VIOLA 2017)

    Programa especial do Viola, Minha Viola com a apresentação de Adriana Farias que destaca algumas participações da dupla Zé Mulato e Cassiano em épocas diferentes.

  • 13:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 17/08/2018 - ABORTO DISCUTE

    HOJE FALAMOS SOBRE A DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO./ COM A GENTE , A GINECOLOGISTA E OBSTETRA ELIZABETH KIPMAN CERQUEIRA./ E A PSICÓLOGA DANIELA PEDROSO.

  • 13:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 17/08/2018 - ABORTO DISCUTE

    HOJE FALAMOS SOBRE A DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO./ COM A GENTE , A GINECOLOGISTA E OBSTETRA ELIZABETH KIPMAN CERQUEIRA./ E A PSICÓLOGA DANIELA PEDROSO.

  • 14:00SAUDE BRASIL

    MUCOPOLISSACARIDOSE

    Série Saúde Brasil Documentário Educativo: MUCOPOLISSACARIDOSES Mucopolissacaridoses são doenças genéticas, classificadas dentro de um grupo de erros inatos do metabolismo. Estudos mostram que a cada, pelo menos, dois mil e quinhentos recém-nascidos, um tem erro inato do metabolismo (ou seja, uma das 550 doenças dessa categoria). As mucopolissacaridoses estão entre elas, e são doenças que provocam um mal funcionamento de determinadas enzimas, essenciais para várias das reações químicas dentro do nosso organismo. São doenças em que nascem com o indivíduo. São herdadas dos genes dos pais. Para entender melhor é preciso relembrar que a constituição genética de cada indivíduo é determinada por cerca de 30 mil pares de genes que se recebe do pai e da mãe. Os genes estão localizados nos cromossomos. E problema é que cada um de nós carrega, em média, cerca de 10 genes com defeito e não é possível saber quais são eles. Nas mucopolissacaridoses o principal problema está na digestão ou degradação das chamadas grandes moléculas. O que ocorre: nossas células do corpo são renováveis, o tempo todo, ela morre, vai para dentro do lisossomo que funciona como uma usina de reciclagem. Dentro do lisossomo, que é uma organela, há a quebra de grandes moléculas em pequenas, para serem utilizadas e reutilizadas. Uma tarefa complexa. Nas MPS ocorre a deficiência ou falta de enzimas que digerem substâncias chamadas glicosaminoglicanos ou GAGS (antes conhecidas como mucopolissacárides). Quando os GAGS não são digeridos, devido à deficiência de alguma enzima, uma parte fica depositada no lisossomo. E outra é eliminada na urina. O acúmulo, o depósito dessas substâncias faz com que as células fiquem grandes, aumentando o tamanho de órgãos, como o fígado, o baço, e tecidos, como a pele, que têm muitos lisossomos. Ou seja, as manifestações clínicas das MPS variam de acordo com a enzima que está deficiente. E elas são classificadas, atualmente por números. Há vários tipos. A doença pode afetar a curva do crescimento, muda os traços faciais, altera o esqueleto, a musculatura, pode causar macrocefalia (cabeça grande), além de infecções respiratórios de repetição, problemas graves de coluna, e se não tratada pode levar à morte. Felizmente, hoje em dia, há abordagens de tratamento com reposição enzimáticas. Porém, o diagnóstico, no Brasil, ainda é muito tardio, comprometendo a qualidade de vida do paciente. Fundamental é detecção precoce e tratamento global para buscar controlar a evolução da doença. Um desafio para médicos, família e sociedade. Mais informações: Saúde Brasil-Aguilla: 11 3846-2649 www.saudebrasilnet.com.br

  • 14:01SAUDE BRASIL

    MUCOPOLISSACARIDOSE

    Série Saúde Brasil Documentário Educativo: MUCOPOLISSACARIDOSES Mucopolissacaridoses são doenças genéticas, classificadas dentro de um grupo de erros inatos do metabolismo. Estudos mostram que a cada, pelo menos, dois mil e quinhentos recém-nascidos, um tem erro inato do metabolismo (ou seja, uma das 550 doenças dessa categoria). As mucopolissacaridoses estão entre elas, e são doenças que provocam um mal funcionamento de determinadas enzimas, essenciais para várias das reações químicas dentro do nosso organismo. São doenças em que nascem com o indivíduo. São herdadas dos genes dos pais. Para entender melhor é preciso relembrar que a constituição genética de cada indivíduo é determinada por cerca de 30 mil pares de genes que se recebe do pai e da mãe. Os genes estão localizados nos cromossomos. E problema é que cada um de nós carrega, em média, cerca de 10 genes com defeito e não é possível saber quais são eles. Nas mucopolissacaridoses o principal problema está na digestão ou degradação das chamadas grandes moléculas. O que ocorre: nossas células do corpo são renováveis, o tempo todo, ela morre, vai para dentro do lisossomo que funciona como uma usina de reciclagem. Dentro do lisossomo, que é uma organela, há a quebra de grandes moléculas em pequenas, para serem utilizadas e reutilizadas. Uma tarefa complexa. Nas MPS ocorre a deficiência ou falta de enzimas que digerem substâncias chamadas glicosaminoglicanos ou GAGS (antes conhecidas como mucopolissacárides). Quando os GAGS não são digeridos, devido à deficiência de alguma enzima, uma parte fica depositada no lisossomo. E outra é eliminada na urina. O acúmulo, o depósito dessas substâncias faz com que as células fiquem grandes, aumentando o tamanho de órgãos, como o fígado, o baço, e tecidos, como a pele, que têm muitos lisossomos. Ou seja, as manifestações clínicas das MPS variam de acordo com a enzima que está deficiente. E elas são classificadas, atualmente por números. Há vários tipos. A doença pode afetar a curva do crescimento, muda os traços faciais, altera o esqueleto, a musculatura, pode causar macrocefalia (cabeça grande), além de infecções respiratórios de repetição, problemas graves de coluna, e se não tratada pode levar à morte. Felizmente, hoje em dia, há abordagens de tratamento com reposição enzimáticas. Porém, o diagnóstico, no Brasil, ainda é muito tardio, comprometendo a qualidade de vida do paciente. Fundamental é detecção precoce e tratamento global para buscar controlar a evolução da doença. Um desafio para médicos, família e sociedade. Mais informações: Saúde Brasil-Aguilla: 11 3846-2649 www.saudebrasilnet.com.br

  • 14:30BOM DIA SAÚDE

    MÉDICO DE FAMÍLIA - 12 - NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA

    O PROGRAMA FALA SOBRE A NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA. LEVANDA A QUESTÃO DE TODO MUNDO ACHA LINDO UM BEBÊ GORDINHO, RECHONCHUDO, COM AQUELE ASPECTO BEM FOFINHO.MAS, SERÁ QUE ESSAS CRIANÇAS GORDINHAS SÃO MESMO SAUDÁVEIS? OS HÁBITOS ALIMENTARES DA INFÂNCIA TÊM INFLUÊNCIA POR TODA A VIDA.

  • 14:30BOM DIA SAÚDE

    MÉDICO DE FAMÍLIA - 12 - NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA

    O PROGRAMA FALA SOBRE A NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA. LEVANDA A QUESTÃO DE TODO MUNDO ACHA LINDO UM BEBÊ GORDINHO, RECHONCHUDO, COM AQUELE ASPECTO BEM FOFINHO.MAS, SERÁ QUE ESSAS CRIANÇAS GORDINHAS SÃO MESMO SAUDÁVEIS? OS HÁBITOS ALIMENTARES DA INFÂNCIA TÊM INFLUÊNCIA POR TODA A VIDA.

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE

    A RELAÇÃO DA FAMÍLIA COM A CRECHE, COMO DEVE SER?

    Seu bebê já vai para a creche ou para a escolinha? Como devem ser estes espaços para cuidar da melhor maneira das nossas crianças? Cuidar e ensinar. Neste Momento Papo de Mãe vamos falar sobre a relação da família com a escola dos nossos filhos. Batem um papo com a gente a educadora Beatriz Ferraz e a mamãe Paula, que tem dois filhos. A Educadora Beatriz também responde dúvida de telespectador. Convidadas: Beatriz Ferraz - educadora Paula Franklin – gerente de restaurante

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE

    A RELAÇÃO DA FAMÍLIA COM A CRECHE, COMO DEVE SER?

    Seu bebê já vai para a creche ou para a escolinha? Como devem ser estes espaços para cuidar da melhor maneira das nossas crianças? Cuidar e ensinar. Neste Momento Papo de Mãe vamos falar sobre a relação da família com a escola dos nossos filhos. Batem um papo com a gente a educadora Beatriz Ferraz e a mamãe Paula, que tem dois filhos. A Educadora Beatriz também responde dúvida de telespectador. Convidadas: Beatriz Ferraz - educadora Paula Franklin – gerente de restaurante

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    ELETRÔNICOS

    O Momento Papo de Mãe traz uma reflexão sobre os nossos filhos e os eletrônicos. Celulares e tablets podem ser usados por crianças pequenas? A gente vê por aí bebês de um ano já com bastante habilidade, mexendo os dedinhos nas telas. Quais os riscos do uso prematuro disso tudo? Será que existe uma regra em relação à idade da criança e também ao tempo de exposição? Para tirar nossas dúvidas convidamos a pediatra Rafaella Calmon. A mamãe Thais, que tem os gêmeos Enzo e Davi, de dois anos e meio, conta como é na casa dela. A Dra. Rafaella Calmon também responde dúvida de telespectador. Convidadas: Rafaella Calmon - pediatra Thais Bonetti da Costa - manicure

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    ELETRÔNICOS

    O Momento Papo de Mãe traz uma reflexão sobre os nossos filhos e os eletrônicos. Celulares e tablets podem ser usados por crianças pequenas? A gente vê por aí bebês de um ano já com bastante habilidade, mexendo os dedinhos nas telas. Quais os riscos do uso prematuro disso tudo? Será que existe uma regra em relação à idade da criança e também ao tempo de exposição? Para tirar nossas dúvidas convidamos a pediatra Rafaella Calmon. A mamãe Thais, que tem os gêmeos Enzo e Davi, de dois anos e meio, conta como é na casa dela. A Dra. Rafaella Calmon também responde dúvida de telespectador. Convidadas: Rafaella Calmon - pediatra Thais Bonetti da Costa - manicure

  • 15:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 66

    A professora Ana Paula Pacheco, fala sobre o seu livro "Lugar do mito", que analisa os contos do volume "Primeiras estórias", de Guimarães Rosa. O Sesc Santo André homenageia a poeta Orides Fontela, com o evento "A poesia do silêncio". E o colaborador Manuel da Costa Pinto, comenta o lançamento da série de mangás “Adolf”.

  • 15:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 66

    A professora Ana Paula Pacheco, fala sobre o seu livro "Lugar do mito", que analisa os contos do volume "Primeiras estórias", de Guimarães Rosa. O Sesc Santo André homenageia a poeta Orides Fontela, com o evento "A poesia do silêncio". E o colaborador Manuel da Costa Pinto, comenta o lançamento da série de mangás “Adolf”.

  • 16:00INGLÊS COM MÚSICA

    WHO'S LOVING YOU

  • 16:00INGLÊS COM MÚSICA

    WHO'S LOVING YOU

  • 16:30PROFISSÕES

    DESENVOLVEDOR DE SISTEMAS

    O DESENVOLVEDOR DE SISTEMAS OU PROGRAMADOR TRABALHA COM A CRIAÇÃO DE SOFTWARES, APLICATIVOS E MONITORA REDES E SISTEMA DIGITAIS. É UMA PROFISSÃO EM CRESCIMENTO E ATRAI OS JOVENS QUE GOSTAM DE COMPUTAÇÃO.

  • 16:31PROFISSÕES

    DESENVOLVEDOR DE SISTEMAS

    O DESENVOLVEDOR DE SISTEMAS OU PROGRAMADOR TRABALHA COM A CRIAÇÃO DE SOFTWARES, APLICATIVOS E MONITORA REDES E SISTEMA DIGITAIS. É UMA PROFISSÃO EM CRESCIMENTO E ATRAI OS JOVENS QUE GOSTAM DE COMPUTAÇÃO.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    O MAPA DO TESOURO

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    O MAPA DO TESOURO

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:53CULTURA É CURRÍCULO II

    QUILOMBO CANGUME - ITAOCA

  • 16:55CULTURA É CURRÍCULO II

    QUILOMBO CANGUME - ITAOCA

  • 17:00NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 20

    O que você sabe sobre os robôs? Esta teleaula mostrará de que maneira eles surgiram e como evoluíram nos últimos anos. Você verá, também, que os robôs são controlados por computadores e ficará sabendo quais são as principais áreas de atuação deles dentro das fábricas.

  • 17:01NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 20

    O que você sabe sobre os robôs? Esta teleaula mostrará de que maneira eles surgiram e como evoluíram nos últimos anos. Você verá, também, que os robôs são controlados por computadores e ficará sabendo quais são as principais áreas de atuação deles dentro das fábricas.

  • 17:15MACKENZIE EM MOVIMENTO

    MACKENZIE EM MOVIMENTO - 03

    Jogar videogame não é só diversão, não. Para alguns já está virando carreira profissional! É o que a gente mostra em uma matéria que fala sobre esse novo mercado de trabalho. E você tem ideia de como facilitar o aprendizado de matemática pelos jovens? Tem gente que já pensou nisso e está desenvolvendo ideias inovadoras para o ensino dessa matéria. Você também vai entender mais sobre o futuro dos combustíveis. Esses são os assuntos do Mackenzie em Movimento desta semana. Não perca!

  • 17:16MACKENZIE EM MOVIMENTO

    MACKENZIE EM MOVIMENTO - 03

    Jogar videogame não é só diversão, não. Para alguns já está virando carreira profissional! É o que a gente mostra em uma matéria que fala sobre esse novo mercado de trabalho. E você tem ideia de como facilitar o aprendizado de matemática pelos jovens? Tem gente que já pensou nisso e está desenvolvendo ideias inovadoras para o ensino dessa matéria. Você também vai entender mais sobre o futuro dos combustíveis. Esses são os assuntos do Mackenzie em Movimento desta semana. Não perca!

  • 17:30LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 30

    Convidados: Frederico Barbosa e Silviano Santiago •Silviano Santiago: Você é considerado o introdutor do romance pós-moderno no Brasil, com Stella Manhattan e em Em liberdade. Você concorda? E o que são afinal moderno e pós-moderno? •Frederico Barbosa: Você normalmente é associado ao concretismo, considerado o último momento do modernismo brasileiro – mas que ao mesmo tempo deságua na Tropicália. Existe na poesia brasileira essa tensão entre moderno e pós-moderno? (Lembrar do livro Poesia Concreta Brasileira, de Gonzalo Aguilar) •Silviano Santiago: Em Liberdade e Viagem ao México partem de autores reais (Graciliano e Artaud); esses romances são um exercício de estilo ou uma forma de ler esses autores a contrapelo, contra a tradição moderna? •Frederico Barbosa: Falando no Chico Buarque, ainda se coloca a discussão sobre o caráter literário da MPB? •Para ambos: Voltando à pergunta do Rodrigo Lacerda, a discussão sobre identidade nacional ainda tem validade? •emendar na pergunta do Rodrigo: Escolhas diferentes (de pai e filho) dos momentos da poesia de João Cabral. •Silviano Santiago: A crítica é um gênero literário? Você se coloca na contramão da crítica hegemônica no Brasil (formalista de um lado, sociológica de outro)? •Frederico Barbosa: Existe gesto crítico na poesia para além da própria poesia, uma crítica voltada para a sociedade, a história etc.? •Silviano Santiago: No prefácio de Nas malhas da letra, você afirma que seus ensaios são “de maneira sutil – e talvez por isso mesmo envergonhada – comentários” aos seus livros de criação. O que a crítica não enxergou em seus livros? •Silviano Santiago: Embora você se debruce mais sobre a prosa, no ensaio O assassinato de Mallarmé (de Uma literatura nos trópicos), você faz uma crítica severa a poetas dos anos 70 (geração mimeógrafo) dizendo que “o ovo de Colombo dos jovens é que o livro pode ainda ser um objeto mercadoria”. A atual explosão de blogs e revistas independentes reedita essa poesia midiática? •Frederico Barbosa: Como diretor da Casa as Rosas, como você vê essa onda de festas literárias, eventos e ações da internet? •Silviano Santiago: Como a globalização altera a perspectiva latino-americana de representar a realidade e de se apropriar da tradição literária?

  • 17:31LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 30

    Convidados: Frederico Barbosa e Silviano Santiago •Silviano Santiago: Você é considerado o introdutor do romance pós-moderno no Brasil, com Stella Manhattan e em Em liberdade. Você concorda? E o que são afinal moderno e pós-moderno? •Frederico Barbosa: Você normalmente é associado ao concretismo, considerado o último momento do modernismo brasileiro – mas que ao mesmo tempo deságua na Tropicália. Existe na poesia brasileira essa tensão entre moderno e pós-moderno? (Lembrar do livro Poesia Concreta Brasileira, de Gonzalo Aguilar) •Silviano Santiago: Em Liberdade e Viagem ao México partem de autores reais (Graciliano e Artaud); esses romances são um exercício de estilo ou uma forma de ler esses autores a contrapelo, contra a tradição moderna? •Frederico Barbosa: Falando no Chico Buarque, ainda se coloca a discussão sobre o caráter literário da MPB? •Para ambos: Voltando à pergunta do Rodrigo Lacerda, a discussão sobre identidade nacional ainda tem validade? •emendar na pergunta do Rodrigo: Escolhas diferentes (de pai e filho) dos momentos da poesia de João Cabral. •Silviano Santiago: A crítica é um gênero literário? Você se coloca na contramão da crítica hegemônica no Brasil (formalista de um lado, sociológica de outro)? •Frederico Barbosa: Existe gesto crítico na poesia para além da própria poesia, uma crítica voltada para a sociedade, a história etc.? •Silviano Santiago: No prefácio de Nas malhas da letra, você afirma que seus ensaios são “de maneira sutil – e talvez por isso mesmo envergonhada – comentários” aos seus livros de criação. O que a crítica não enxergou em seus livros? •Silviano Santiago: Embora você se debruce mais sobre a prosa, no ensaio O assassinato de Mallarmé (de Uma literatura nos trópicos), você faz uma crítica severa a poetas dos anos 70 (geração mimeógrafo) dizendo que “o ovo de Colombo dos jovens é que o livro pode ainda ser um objeto mercadoria”. A atual explosão de blogs e revistas independentes reedita essa poesia midiática? •Frederico Barbosa: Como diretor da Casa as Rosas, como você vê essa onda de festas literárias, eventos e ações da internet? •Silviano Santiago: Como a globalização altera a perspectiva latino-americana de representar a realidade e de se apropriar da tradição literária?

  • 18:30VIOLA, MINHA VIOLA - ESPECIAIS 2017

    ZÉ MULATO E CASSIANO (VIOLA 2017)

    Programa especial do Viola, Minha Viola com a apresentação de Adriana Farias que destaca algumas participações da dupla Zé Mulato e Cassiano em épocas diferentes.

  • 18:30VIOLA, MINHA VIOLA - ESPECIAIS 2017

    ZÉ MULATO E CASSIANO (VIOLA 2017)

    Programa especial do Viola, Minha Viola com a apresentação de Adriana Farias que destaca algumas participações da dupla Zé Mulato e Cassiano em épocas diferentes.

  • 19:30NOVELA - 65 ANOS DE EMOÇÕES

    NOVELA - 65 ANOS DE EMOÇÕES - EPISÓDIO 7

  • 19:30NOVELA - 65 ANOS DE EMOÇÕES

    NOVELA - 65 ANOS DE EMOÇÕES - EPISÓDIO 7

  • 20:00O GRANDE GATSBY

  • 20:02O GRANDE GATSBY

  • 22:30CULTURA LIVRE

    CULTURA LIVRE 256

    256 - GUI AMABIS Gui Amabis é o convidado do Cultura Livre dessa semana. Ele mostra um pouco dos seus três discos solo, o último – “Ruivo em Sangue” -, lançado em 2015. Gui fala sobre o processo de passar de produtor a cantor e compositor, conta sobre a influência de sua viagem a Portugal na composição e gravação do seu terceiro disco e mostra um dos discos preferidos da sua coleção. No repertório, “O Deus que devasta mas também Cura”, “Patrulha Desorientada”, “Trabalhos Carnívoros” e “Eles eram Humanos”. O Cultura Livre é quarta-feira (02/11), 23h30.

  • 22:30CULTURA LIVRE

    CULTURA LIVRE 256

    256 - GUI AMABIS Gui Amabis é o convidado do Cultura Livre dessa semana. Ele mostra um pouco dos seus três discos solo, o último – “Ruivo em Sangue” -, lançado em 2015. Gui fala sobre o processo de passar de produtor a cantor e compositor, conta sobre a influência de sua viagem a Portugal na composição e gravação do seu terceiro disco e mostra um dos discos preferidos da sua coleção. No repertório, “O Deus que devasta mas também Cura”, “Patrulha Desorientada”, “Trabalhos Carnívoros” e “Eles eram Humanos”. O Cultura Livre é quarta-feira (02/11), 23h30.

  • 23:00JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 18/08/2018

  • 23:00JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 18/08/2018

  • 23:45ORDEM DO DIA II

    ORDEM DO DIA II - 54 - DIREITO CIBERNÉTICO

  • 23:45ORDEM DO DIA II

    ORDEM DO DIA II - 54 - DIREITO CIBERNÉTICO

  • 00:15VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 06:50VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    PORTUGUÊS 81 (MOD.1 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 81 você aprenderá que eufemismo é o uso de uma expressão que suaviza uma idéia desagradável. Descobrirá como escrever um recibo e preencher um cheque, além de ver como justificamos e defendemos nossos pontos de vista usando argumentos.

  • 07:15NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    INGLÊS 11 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 11 você aprenderá a identificar locais de trabalho de acordo com as profissões. Além disso, descobrirá que, em Inglês, as palavras não têm gênero e saberá como reconhecer e fazer perguntas usando os verbos corretamente.

  • 07:30NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    MATEMÁTICA 1 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nos próximos meses o tempo vai estar muito bom pra quem achava que Matemática era complicada ou difícil. Nesta teleaula 1 você vai conhecer as técnicas da Matemática e como usar a cabeça pra tirar o melhor proveito dela com as suas próprias idéias.

  • 07:45NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    GEOGRAFIA 31 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula vamos iniciar o nosso estudo sobre a América Latina. Você vai ver que a gente faz parte de uma região que apresenta muitas identidades e que isso acontece devido à sua formação histórica e ao seu nível de desenvolvimento.

  • 08:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    HISTÓRIA 11 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta, e nas próximas aulas, vamos olhar a sociedade colonial sob o ponto de vista político. Começaremos vendo qual foi a solução encontrada por Portugal para ocupar o Brasil: as capitanias hereditárias. Veremos que, para tentar evitar a dispersão da administração, a Coroa criou o governo geral, com sede em Salvador. E, finalmente, entraremos em contato com as modificações político-administrativas que resultaram da descoberta de ouro em Minas Gerais.

  • 08:15MACKENZIE EM MOVIMENTO

    MACKENZIE EM MOVIMENTO - 03

    Jogar videogame não é só diversão, não. Para alguns já está virando carreira profissional! É o que a gente mostra em uma matéria que fala sobre esse novo mercado de trabalho. E você tem ideia de como facilitar o aprendizado de matemática pelos jovens? Tem gente que já pensou nisso e está desenvolvendo ideias inovadoras para o ensino dessa matéria. Você também vai entender mais sobre o futuro dos combustíveis. Esses são os assuntos do Mackenzie em Movimento desta semana. Não perca!

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 74

  • 09:00ARTE & MATEMATICA

    ARTE E NUMEROS

    ESTE PROGRAMA TRACA UMA LINHA CRONOLOGICA DO HOMEM PRIMITIVO ,PASSANDO PELA IDADE MEDIA E CHEGANDO AO RENASCIMENTO NA AR- TE E NA MATEMATICA.DE UM LADO,A SUBSTITUICAO DAS REPRESENTA- COES SIMBOLICAS LIGADAS AO RITUALISMO MAGICO OU A FE CRISTA E DO OUTRO, O CAMINHO QUE VAI DO SENSO NUMERICO PRIMITIVO AS TECNICAS DE CALCULO QUE GEROU A MATEMATICA DEMOCRATICA DOS ALGARISMOS HINDU-ARABICOS MUNDIALMENTE CONHECIDOS.

  • 09:30INGLÊS COM MÚSICA

    WHO'S LOVING YOU

  • 10:00HISTÓRIA DA ARTE NO BRASIL

    ARTE EM DISCUSSÃO

  • 10:30OLHANDO PARA O CEU

    FRONTEIRAS DO SISTEMA SOLAR

    "FRONTEIRAS DO SISTEMA SOLAR" E O QUINTO PROGRAMA DA SERIE QUE DISCORRE SOBRE OS SEGUINTES TEMAS DA ASTRONOMIA: - OS PLANETAS VISIVEIS A OLHO NU E SUAS MOVIMENTACOES NO CEU - AS TEORIAS DE GALILEU, KEPLER E NEWTON, ATE A CONCEPCAO A- TUAL DA ESTRUTURA DO SISTEMA SOLAR; - A CONSTITUICAO FISICA DAS PLANETAS E SEUS SATELITES; - AS ORIGENS DOS ASTEROIDES E COMETAS; - O TRABALHO DAS SONDAS ESPACIAIS PARA A DESCOBERTA DE FOR- MAS E POSSIBILIDADES DE VIDA NOS PLANETAS E LUAS DO NOSSO SISTEMA SOLAR. ESTE PROGRAMA TEVE COMO SET BASICO O IAG E IMAGENS DO LNA E OBSERVATORIO DO CAPRICORNIO (CAMPINAS) E NASA.

  • 11:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 41

    41) “OS PERIGOS DO MAR” Já estamos perto do final do ano, e a turma da Piquerobi anda cheia de trabalhos para entregar. Bianca vai bem, enquanto Pedro faz o que pode, com a certeza de que tudo haverá de dar certo. O que importa é curtir o fim de semana na praia, um velho desejo de Zuzu que Edison pode realizar porque os serviços não param de entrar. Acontece, que Edison não contava com a obrigação de abrir empresa, como condição para pegar uma grande encomenda. Com isso, Zuzu vai ter de esperar para molhar seus pezinhos no mar. Mas se depender de Pedro, a mãe não terá de esperar não. Pedro convence Bianca a entrar numa arriscada empreitada: vender trabalhos nota 10 para os alunos da escola. Dividida entre a ética e a vontade de realizar o sonho da mãe, Bianca entra no barco de Pedro. Mas, onde eles vão chegar com atividade tão arriscada e ilegal? Às ondas do mar ou à sala da direção da Piquerobi?

  • 11:30GUERRA FRIA

    A CORRIDA ESPACIAL

    NO SECULO XX O DESEJO DE VOAR ESTAVA LATENTE NO GRANDE ESFOR CO TECNOLOGICO EMPREENDIDO NO PERIODO DA GUERRA FRIA. ESTA- DOS UNIDOS E UNIAO SOVIETICA DISPUTAVAM, QUEM OBTERIA PRIMEI RO MAIOR DOMINIO E CONHECIMENTO DO ESPACO. ESTE PROGRAMA MOS TRA AS PRINCIPAIS CONQUISTAS DAS SUPERPOTENCIAS NA BUSCA DA SUPREMACIA ESPACIAL.

  • 12:00CAMPUS EM AÇÃO 2018

    ESCUTE (ECA USP)

    Neste programa Aline Jones e Miguel Coelho, apresentam o vídeo “Escute” produzido por alunos do curso de jornalismo da ECA/ USP. Sobre “Escute” A experiência de um cego que é cineasta. O casal com deficiência visual que não vê qualquer impedimento para deixar de frequentar salas de cinema. A sensibilidade para sonorizar filmes sem enxergar. Este é um documentário sobre percepções de pessoas com deficiência visual a respeito de estética, imaginação e sentimentos no cinema. Também são discutidas questões sobre o cinema como espaço social e cultural e o funcionamento perceptivo e cerebral de videntes e cegos. Os relatos dos entrevistados foram usados como base da construção imagética do filme, que incluiu também o desafio de adotar a audiodescrição – recurso que descreve detalhes relevantes de imagens para quem não as vê – como linguagem intrínseca. Ano de produção: 2015

  • 12:30REPORTER ECO

    REPÓRTER ECO 1248

    OLÁ, NO REPÓRTER ECO DE HOJE, CONHEÇA A NATUREZA EXUBERANTE E POUCO CONHECIDA DE UM ESTADO DO NORDESTE DO BRASIL VOCÊ ACOMPANHA TAMBÉM UMA PESQUISA QUE COMPROVA QUE O AZEITE EXTRAÍDO DA POLPA DO ABACATE HASS, CONHECIDO COMO AVOCADO, PODE FAZER BEM PARA A SAÚDE E AINDA, UMA INICIATIVA INTERNACIONAL INCENTIVA A MEDITAÇÃO COLETIVA EM ESPAÇOS PÚBLICOS DAS CIDADES. A IDEIA SURGIU NO BRASIL E SE ESPALHOU PELO MUNDO COMO FORMA DE PROMOVER A SERENIDADE CONTRA A AGITAÇÃO E A VIOLÊNCIA NO MUNDO. EM TESE DE DOUTORADO A NUTRICIONISTA DA UNICAMP CIBELE FURLAN MOSTRA QUE ESTA VARIEDADE DA FRUTA NATIVA DO MÉXICO AJUDA A REDUZIR O COLESTEROL RUIM E A GLICEMIA. E O MÉDICO E FOTÓGRAFO VALDECI RIBEIRO REUNE EM LIVRO AS IMAGENS REGISTRADAS NOS PARQUES NACIONAIS, CAVERNAS E PRAIAS DO PIAUÍ.

  • 13:00RODA VIVA

    DESAFIOS 2018 - ELEIÇÕES

  • 14:30ORDEM DO DIA II

    ORDEM DO DIA II - 54 - DIREITO CIBERNÉTICO

  • 15:00ARTE & MATEMATICA

    ARTE E NUMEROS

    ESTE PROGRAMA TRACA UMA LINHA CRONOLOGICA DO HOMEM PRIMITIVO ,PASSANDO PELA IDADE MEDIA E CHEGANDO AO RENASCIMENTO NA AR- TE E NA MATEMATICA.DE UM LADO,A SUBSTITUICAO DAS REPRESENTA- COES SIMBOLICAS LIGADAS AO RITUALISMO MAGICO OU A FE CRISTA E DO OUTRO, O CAMINHO QUE VAI DO SENSO NUMERICO PRIMITIVO AS TECNICAS DE CALCULO QUE GEROU A MATEMATICA DEMOCRATICA DOS ALGARISMOS HINDU-ARABICOS MUNDIALMENTE CONHECIDOS.

  • 15:30INGLÊS COM MÚSICA

    WHO'S LOVING YOU

  • 16:00HISTÓRIA DA ARTE NO BRASIL

    ARTE EM DISCUSSÃO

  • 16:30OLHANDO PARA O CEU

    FRONTEIRAS DO SISTEMA SOLAR

    "FRONTEIRAS DO SISTEMA SOLAR" E O QUINTO PROGRAMA DA SERIE QUE DISCORRE SOBRE OS SEGUINTES TEMAS DA ASTRONOMIA: - OS PLANETAS VISIVEIS A OLHO NU E SUAS MOVIMENTACOES NO CEU - AS TEORIAS DE GALILEU, KEPLER E NEWTON, ATE A CONCEPCAO A- TUAL DA ESTRUTURA DO SISTEMA SOLAR; - A CONSTITUICAO FISICA DAS PLANETAS E SEUS SATELITES; - AS ORIGENS DOS ASTEROIDES E COMETAS; - O TRABALHO DAS SONDAS ESPACIAIS PARA A DESCOBERTA DE FOR- MAS E POSSIBILIDADES DE VIDA NOS PLANETAS E LUAS DO NOSSO SISTEMA SOLAR. ESTE PROGRAMA TEVE COMO SET BASICO O IAG E IMAGENS DO LNA E OBSERVATORIO DO CAPRICORNIO (CAMPINAS) E NASA.

  • 17:00MESTRES DA LITERATURA

    LIMA BARRETO - UM GRITO BRASILEIRO

    Mostra a vida de Lima Barreto, a sua história as suas primeiras publicações e os seus principais Romances.

  • 17:30MOSAICOS

    ESPECIAL BOSSA NOVA - ELIZETH CARDOSO/DICK FARNEY/JOÃO GILBERTO E JOHNNY ALF

    MOSAICOS MUSICAIS 12: No cinqüentenário do movimento musical, programa relembra o repertório de Elizeth Cardoso, Dick Farney, João Gilberto e Johnny Alf A bossa nova, movimento musical que inaugurou a moderna música brasileira, completa 50 anos em 2008. Para homenagear a efeméride, a TV Cultura produz o Mosaicos Musicais – Especial Bossa Nova. O programa destaca o repertório de intérpretes e compositores que contribuíram definitivamente para a criação e o sucesso do movimento: Elizeth Cardoso, Dick Farney, João Gilberto e Johnny Alf. No Mosaicos, a obra desses artistas é revista, com novas leituras e arranjos, por Leny Andrade, Ana Cañas, Roberta Sá, Miúcha, Alaíde Costa, Carlos Fernando e Amilton Godoy, entre outros.

  • 18:30SR. BRASIL

    SR. BRASIL 502 - ESPECIAL 13 ANOS - III

  • 19:30CISNE NEGRO COMPANHIA DE DANÇA - MOZARTÍSSIMO

  • 21:00CORALUSP E ORQUESTRA SINFONICA DE CAMPINAS

  • 22:30INSPIRA.MOV BRASIL

    EDGARD PICCOLI

    Radialista e músico formado em Publicidade e Propaganda na PUC-Campinas, Edgard ficou conhecido do grande público como vj da MTV. Em seus programas Garagem do Edgard (MTV) e Circo do Edgard (Multishow), ele entrevistava e tocava com grandes nomes da música brasileira. Atualmente, ele apresenta o Morning Show na rádio Jovem Pan e produz o programa de música e entrevistas Sala de Som. Nesta série, ele conta os momentos decisivos de sua trajetória no mundo da comunicação.

  • 23:00REPORTER ECO

    REPÓRTER ECO 1248

    OLÁ, NO REPÓRTER ECO DE HOJE, CONHEÇA A NATUREZA EXUBERANTE E POUCO CONHECIDA DE UM ESTADO DO NORDESTE DO BRASIL VOCÊ ACOMPANHA TAMBÉM UMA PESQUISA QUE COMPROVA QUE O AZEITE EXTRAÍDO DA POLPA DO ABACATE HASS, CONHECIDO COMO AVOCADO, PODE FAZER BEM PARA A SAÚDE E AINDA, UMA INICIATIVA INTERNACIONAL INCENTIVA A MEDITAÇÃO COLETIVA EM ESPAÇOS PÚBLICOS DAS CIDADES. A IDEIA SURGIU NO BRASIL E SE ESPALHOU PELO MUNDO COMO FORMA DE PROMOVER A SERENIDADE CONTRA A AGITAÇÃO E A VIOLÊNCIA NO MUNDO. EM TESE DE DOUTORADO A NUTRICIONISTA DA UNICAMP CIBELE FURLAN MOSTRA QUE ESTA VARIEDADE DA FRUTA NATIVA DO MÉXICO AJUDA A REDUZIR O COLESTEROL RUIM E A GLICEMIA. E O MÉDICO E FOTÓGRAFO VALDECI RIBEIRO REUNE EM LIVRO AS IMAGENS REGISTRADAS NOS PARQUES NACIONAIS, CAVERNAS E PRAIAS DO PIAUÍ.

  • 23:30100% BRASIL

    PROJETO NACIONAL DST/AIDS

    O Brasil agora é um exemplo mundial de prevenção e controle da AIDS. O episódio mostra a eficiência do Programa Nacional de DST e Aids brasileiro, considerado o melhor do mundo. 100% Brasil visita também a maior colônia japonesa fora do Japão: São Paulo. Em Santa Catarina, a pequena Pomerode revela sua origem alemã, mantendo vivas as manifestações culturais trazidas pelos imigrantes, assim como a Italiana Rio dos Cedros. Com os imigrantes vieram costumes, comidas e bebidas. E é a cachaça que agora invade o mundo. A bebida destilada brasileira é um sucesso internacional.

  • 00:00VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 06:50VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    PORTUGUÊS 82 (MOD.1 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 82 você verá que chamamos de neologismo as palavras novas ou antigas que ganharam sentido novo. Aprenderá que período simples é o que tem só uma oração, e que período composto é o que tem duas ou mais orações. Além disso, descobrirá que, para saber quantas orações existem no período, basta contar o número de verbos.

  • 07:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    PORTUGUÊS 3 (MOD.1 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 3 você verá que existem várias maneiras de se contar alguma coisa, como, por exemplo, usando-se apenas substantivos. Aprenderá o nome de um outro tipo de palavra, que serve para modificar substantivos e pronomes, chamada adjetivo. Verá também que uma palavra pode ser um substantivo ou adjetivo, dependendo do sentido, e dará uma olhada nos sentidos do verbo puxar.

  • 07:30NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 21

    A usinagem é um processo pelo qual é possível modificar a forma de um material através da remoção progressiva de cavacos ou aparas. Você aprenderá que as ferramentas são fundamentais nesse processo e que o corte é executado pelo princípio fundamental da cunha.

  • 07:45TRAÇANDO ARTE III

    HOJE É DOMINGO

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 07:50CULTURA É CURRÍCULO II

    JARDIM BOTÂNICO DE BOTUCATU - UNESP

  • 08:00BAÚ DE HISTÓRIAS

    BAÚ DE HISTÓRIAS II - 36

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 75

    Paulo Autran, um dos maiores atores do Brasil fala sobre suas primeiras descobertas literárias, sobre a arte de dizer textos poéticos e sobre seus livros de cabeceira. Uma entrevista com o escritor colombiano, Santiago Gamboa, autor do romance "A síndrome de Ulisses", em que ele fala sobre a condição de estrangeiro, que marcou profundamente sua vida e sua obra. A trajetória do filósofo Vilém Fusser é comentada pelo nosso colaborador, o crítico Manuel da Costa Pinto.

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 42

    42) “QUESTÃO DE SORTE E CORAGEM” Na reta final do interclasses misto de handebol da Piquerobi, as emoções explodem. A classe de Bianca pega a de Pedro para decidir quem vai a final. Pedro, que joga um bolão na posição de corneteiro, sentadinho no banco de reservas, é obrigado a substituir o goleiro Leo nos momentos decisivos da partida, e vira herói...por acidente. Carregado nos braços da turma, Pedro curte o presente e sofre com o futuro: a finalíssima contra um forte time do 3º ano. Ninguém sabe, mas Pedro simplesmente morre de medo de levar bolada. Isso para um goleiro não pega muito bem. Com a ajuda de Bianca e Tuca, Pedro terá de provar a si mesmo o que vale mais na vida: a sorte ou a coragem?

  • 09:30CULTURA 360

    INCERTEZA (UNIMEP) +ACIDENTES COM MOTOCICLISTAS (USP) + AUTO DA CATINGUEIRA (PUC MG)

    VOCÊ CONFERE TRABALHOS AUDIOVISUAIS PRODUZIDOS POR ESTUDANTES DE TRÊS UNIVERSIDADES BRASILEIRAS. DA PUC DE MINAS GERAIS CHEGA UMA REPORTAGEM SOBRE UM ESPETÁCULO MUSICAL ENVOLVENDO A MÚSICA DO COMPOSITOR ELOMAR FIGUEIRA DE MELO E O TEATRO DE BONECOS DO GRUPO GIRAMUNDO. JÁ OS ALUNOS DO CURSO DE COMUNICAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, ENVIARAM UMA MATÉRIA QUE ANALISA UM PROBLEMA MUITO SÉRIO DA CAPITAL PAULISTA: OS ACIDENTES DE TRÂNSITO ENVOLVENDO MOTOCICLISTAS. ABRIMOS O PROGRAMA COM UM CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO INTITULADO “INCERTEZA”. O FILME FOI CRIADO PELOS ALUNOS DA UNIVERSIDADE METODISTA DE PIRACICABA, A UNIMEP. ANTES DO VÍDEO, VOCÊ CONFERE UM DEPOIMENTO DOS ESTUDANTES FELIPE E TAMIRES, RESPONSÁVEIS PELA DIREÇÃO DO CURTA. O SEGUNDO VÍDEO TEM COMO TEMA O TRÂNSITO DE SÃO PAULO. DE ACORDO COM ESTATÍSTICAS, A CADA ANO, CERCA DE QUINHENTOS MOTOCICLISTAS MORREM NAS RUAS DA CAPITAL PAULISTA. O GRUPO MINEIRO GIRAMUNDO É MUNDIALMENTE CONHECIDO PELO SEU MAGNÍFICO TRABALHO TEATRAL COM BONECOS E MARIONETES. RECENTEMENTE, A TRUPE APRESENTOU NO PALÁCIO DAS ARTES, DE BELO HORIZONTE, O “AUTO DA CATINGUEIRA”, ÓPERA ESCRITA PELO COMPOSITOR BAIANO ELOMAR FIGUEIRA DE MELO. UM ESPETÁCULO QUE FOI, INCLUSIVE, TRANSFORMADO EM DVD. ALUNOS DE JORNALISMO DA PUC DE MINAS GERAIS ACOMPANHARAM OS ENSAIOS, ENTREVISTARAM OS RESPONSÁVEIS PELA MONTAGEM DA ÓPERA E PRODUZIRAM A REPORTAGEM QUE VOCÊ VÊ AGORA, AQUI NO CULTURA 360. E O ESTUDANTE RAUL MARIANO CONTA COMO FOI FAZER ESSA MATÉRIA.

  • 10:00SAUDE BRASIL

    AIDS E DESAFIOS

    Série Saúde Brasil Documentário Educativo: AIDS E DESAFIOS Há grandes avanços em relação à Aids no Brasil. São inegáveis as conquistas no que diz respeito ao controle da epidemia. Mas, continuamos com vários desafios a enfrentar. O que requer o envolvimento de todos nós: governos, associações, profissionais de saúde, escolas, empresas, sociedade. São mais de 20 anos de história da epidemia no país. Desde meados da década de 80. De lá para cá, estão notificados ao sistema de vigilância epidemiológica, quase 500 mil pessoas. Em tratamento, recebendo medicamentos temos cerca de 180 mil indivíduos, num sistema estruturado. O programa nacional de DST-AIDS do Ministério da Saúde é reconhecido nacional e internacionalmente com uma política pública eficaz. Outra grande questão associada ao controle da epidemia é o movimento da Sociedade Civil Organizada. A Aids no país sempre esteve vinculada a esses movimentos, que desempenham um papel fundamental. O perfil da Aids vem mudando, e trouxe aumento no número de casos entre adolescentes (que tem o pensamento imaginário – acham-se infalíveis – além de não terem visto a ‘cara da Aids’, no início, quando não havia tratamento e era uma sentença de morte). E também entre idosos, que por uma questão cultural tem dificuldades em usar preservativo e estão mantendo relações sexuais acima dos 60, 65 anos de idade. Comunicações específicas ainda procuram conseguir dialogar e conscientizar essas populações vulneráveis. Bem como, segundo o próprio governo, é necessário reforçar medidas de prevenção entre homossexuais masculinos principalmente. O diagnóstico tardio ainda é uma lamentável realidade brasileira. Tanto que a maioria dos óbitos em decorrência da doença são associados a detecção de infecções e doenças oportunistas, quando não descobertos nas unidades de terapia intensiva. A falta de adesão ao tratamento é outro grande desafio. É preciso uma adesão, segundo os infectologistas, de 95%. Ou seja, quase total. Caso contrário, o vírus se agrava, sofre mutações, e cria vírus resistentes, o que exige novas medicações que combinadas ao coquetel voltam a combater a doença e a manter o organismo sob controle. Mas, a depender da velocidade da resistência viral, pode haver casos em que o curso de evolução não possa mais ser contido. A discriminação, o preconceito, a não inclusão social são questões a vencer que exigem empenho, determinação e conhecimento. Quanto mais conhecemos sobre a doença mais preparados estamos para enfrentá-la e acolher quem necessita. Mais informações: Saúde Brasil-Aguilla: 11 3846-2649 www.saudebrasilnet.com.br

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    RUTH ROCHA

    No Tamanho Família de hoje a escritora sociológa Ruth Rocha, fala sobre sua família, estudos e a sua mudança de vida após ser bibliotecária então neste momento surge a escritora. Ruth Rocha também como orientadora pedagógica escrevia para a revista Recreio ed.Abril, onde foi publicada sua primeira história, comenta suas impressões sobre os meios de comunicações atuais, como os pais devem estar atentos as crianças, e fala sobre os escritores atuais na literatura infantil. Livros da escritora: Marcelo Martelo lançado em 1966(o mais famoso da escritora); Osisséia e Íliada (reconta clássicos gregos);Almanaque Ruth Rocha (desenhos e Passatempos e histórinhas); Rubens O semeador, todos os livros podem ser encontrados em todas as livrarias ( não foi dito o nome das editoras ).

  • 11:00LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 27 (2010)

    Sinopse PGM 27 Convidados: Marina Colasanti e Rodrigo Lacerda. •Marina: você escreveu para revistas femininas e frequentemente aborda questões afetivas na sua obra: como evitar que esse tema se transforme em algo piegas, em consultório sentimental? •Rodrigo: seu livro mais recente, Outra vida, trata de um casamento em crise e você participou na Flip de uma mesa intitulada Separações, com o diretor Domingos de Oliveira. Existe hoje uma preocupação dos escritores em tratar de temas da vida comum? (paralelo com cinema + Coetzee, Philip Roth, Cristovão Tezza) •Para ambos: Hoje cada vez mais os escritores participam de eventos literários: a exposição midiática cancela o poder questionador da literatura, transformando o escritor numa celebridade? (lembrar Apocalípticos e Integrados, Umberto Eco) Pergunta Edward Pimenta para Marina Colasanti (o que falta abordar?) •Rodrigo: Vocês dois escrevem, além de ficção para adultos, livros para o público infanto-juvenil. Como escrever para esses leitores na era dos videogames, canais a cabo e internet? •Marina: Numa entrevista, você declarou: “Os contos de fadas foram mandados para a tinturaria, a fim de limpá-los de qualquer mancha de sangue. O resultado foi que, ao limpar-se o sangue visível, drenou-se também o invisível, aquele que corre nas veias das histórias, que as anima e lhes dá vida. E os belos contos de fadas ficaram pálidos, fracos, com um pé na UTI.” Como é escrever contos de fadas na era do politicamente correto? •Rodrigo: Suas Fábulas para o Ano 2000 forma uma tentativa de atualizar o gênero para uma realidade de roqueiros e internautas? Pergunta Edward Pimenta para Rodrigo (grupos/autores atuais) •Marina: hoje existe uma tendência para o miniconto, mas você já pratica esse gênero há muito tempo (como Zooilógico, A Morada do Ser e Contos de Amor Rasgado). A condensação virou um cacoete? •Rodrigo: em Vista do Rio, você explora de maneira cruel o contraste entre o que a cidade do Rio de Janeiro prometia como projeto de Brasil e a decrepitude do presente. O projeto Brasil naufragou? •Marina: você se considera uma escritora feminista e engajada? Ainda existe espaço para utopias na literatura? •Rodrigo: você estreou com O mistério do leão rampante, romance que é quase uma brincadeira e que teve origem num curso de história (pedir para ele contar a gênese do livro). Já existia o projeto de ser escritor quando você fez o livro? •Marina: você nasceu na Eritreia e morou na Itália. Como isso marcou sua obra? E sua experiência como tradutora? •Rodrigo: você é carioca e neto do ex-governador Carlos Lacerda, mas mora em São Paulo e tem uma visão pessimista do Rio, como metáfora do Brasil. Você procura expiar essa herança pela ficção? •Marina: Pedir p/ ela encerrar falando do livro de memórias que está escrevendo.

  • 12:00CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 3

    SINOPSE PROGRAMA 03 - VT RESILIÊNCIA - VT PEDIDO - THE SMITHS - VT OFÍCIO RETRÔ - FILMOTECÁRIO - VT MUSA RETRÔ - CATHERINE DENEUVE - VT MODA YSL - VT RETROGAMERS - VT VILA SÉSAMO - CRIAÇÃO GARIBALDO

  • 12:30CULTURA LIVRE

    CULTURA LIVRE 323

  • 13:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 17/08/2018

  • 14:00SAUDE BRASIL

    AIDS E DESAFIOS

    Série Saúde Brasil Documentário Educativo: AIDS E DESAFIOS Há grandes avanços em relação à Aids no Brasil. São inegáveis as conquistas no que diz respeito ao controle da epidemia. Mas, continuamos com vários desafios a enfrentar. O que requer o envolvimento de todos nós: governos, associações, profissionais de saúde, escolas, empresas, sociedade. São mais de 20 anos de história da epidemia no país. Desde meados da década de 80. De lá para cá, estão notificados ao sistema de vigilância epidemiológica, quase 500 mil pessoas. Em tratamento, recebendo medicamentos temos cerca de 180 mil indivíduos, num sistema estruturado. O programa nacional de DST-AIDS do Ministério da Saúde é reconhecido nacional e internacionalmente com uma política pública eficaz. Outra grande questão associada ao controle da epidemia é o movimento da Sociedade Civil Organizada. A Aids no país sempre esteve vinculada a esses movimentos, que desempenham um papel fundamental. O perfil da Aids vem mudando, e trouxe aumento no número de casos entre adolescentes (que tem o pensamento imaginário – acham-se infalíveis – além de não terem visto a ‘cara da Aids’, no início, quando não havia tratamento e era uma sentença de morte). E também entre idosos, que por uma questão cultural tem dificuldades em usar preservativo e estão mantendo relações sexuais acima dos 60, 65 anos de idade. Comunicações específicas ainda procuram conseguir dialogar e conscientizar essas populações vulneráveis. Bem como, segundo o próprio governo, é necessário reforçar medidas de prevenção entre homossexuais masculinos principalmente. O diagnóstico tardio ainda é uma lamentável realidade brasileira. Tanto que a maioria dos óbitos em decorrência da doença são associados a detecção de infecções e doenças oportunistas, quando não descobertos nas unidades de terapia intensiva. A falta de adesão ao tratamento é outro grande desafio. É preciso uma adesão, segundo os infectologistas, de 95%. Ou seja, quase total. Caso contrário, o vírus se agrava, sofre mutações, e cria vírus resistentes, o que exige novas medicações que combinadas ao coquetel voltam a combater a doença e a manter o organismo sob controle. Mas, a depender da velocidade da resistência viral, pode haver casos em que o curso de evolução não possa mais ser contido. A discriminação, o preconceito, a não inclusão social são questões a vencer que exigem empenho, determinação e conhecimento. Quanto mais conhecemos sobre a doença mais preparados estamos para enfrentá-la e acolher quem necessita. Mais informações: Saúde Brasil-Aguilla: 11 3846-2649 www.saudebrasilnet.com.br

  • 14:30BOM DIA SAÚDE

    MENTE HUMANA - 12 - PRAZER DE ESTUDAR

    O PROGRAMA FALA SOBRE O HÁBITO DE ESTUDAR. ELE EXIGE DEDICAÇÃO, TRABALHO E, PRINCIPALMENTE, INTERESSE. A FALTA DE VONTADE PARA SE DEDICAR AOS ESTUDOS, O DESÂNIMO QUE MUITAS CRIANÇAS MANIFESTAM, PODEM SER INTERPRETADOS COMO PREGUIÇA O QUE NEM SEMPRE É VERDADE.

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE

    MUSICALIDADE

    Estudos mostram que escutar música faz bem pro bebê até quando ele ainda está na barriga. Depois que nascem, a música pode acalmar, ainda mais se for uma canção de ninar na voz do pai ou da mãe. Tem até curso de musicalização infantil e nas escolinhas, bebês e crianças tem aulas de música. Para falar sobre os benefícios disso, convidamos a arte educadora Luciana Coin. Ela dá a receita de um instrumento musical para fazer em casa com as crianças. Também participa do papo um pai, o Yuri. Ele canta bastante para o filho e apresenta instrumentos musicais a ele. Convidados: Luciana Coin - arte educadora Yuri de Francco – ator e músico

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    GRAVIDEZ MÚLTIPLA

    Desta vez o tema é gravidez múltipla. Com os tratamentos para engravidar, aumentam as chances de casais com gêmeos e até trigêmeos. Isso aconteceu com a Cláudia, nossa convidada, mãe do Henrique e do Eduardo de quase quatro anos. Ela vai contar a história desta gravidez e quem tira nossas dúvidas é o Dr. Nelson Antunes Junior, especialista em reprodução humana. Ele explica o porquê de acontecer a gestação múltipla com tratamentos e fala dos cuidados na gestação e no parto de gêmeos. Cláudia conta sua experiência. O Dr. Nelson também responde dúvida de telespectador. Convidados: Nelson Antunes Junior – reprodução humana Cláudia Costa Hernandes - administradora

  • 15:30NOSSA LÍNGUA 2010

    DIALETO CAIPIRA

    BLOCO 1 Felipe e Tininha citam trecho da canção “Viola Quebrada”, de Mário de Andrade, que retrata o modo de falar e de ser do homem do campo. O Povo Fala responde a enquete: “você conhece a origem do termo “caipira”?” O quadro “Etimologia” traz a origem da palavra “caipira”. Felipe Reis entrevista o professor de língua portuguesa Manoel Mouri Santiago, coordenador do Projeto Caipira, da USP, que fala sobre as variantes do português brasileiro e dos registros da linguagem do falar “caipira”. O quadro SOCORRO! LÍNGUA PORTUGUESA traz a conjugação dos verbos “ver”, “mandar”, “fazer” e “deixar” quando vêm seguidos de outros verbos no infinitivo pedem o uso dos pronomes oblíquos no padrão culto da língua. BLOCO 2 Trecho da canção “Viola Quebrada”, de Mário de Andrade, na interpretação de Inezita Barroso para ilustrar o tema. Felipe Reis entrevista o professor de língua portuguesa Maurício Soares Filho que fala sobre a linguagem usada por Mário de Andrade, em “Viola Quebrada”. Tininha fala que não é só na música que a cultura caipira se manifesta. Ela também aparece no cinema. Trechos do filme “Jeca Tatu”, de Milton Amaral, para ilustrar o tema. O quadro “Curiosidades” traz o significado da expressão “jeca-tatu”. Tininha Mello entrevista o professor Maurício Soares Filho que fala sobre a relação do personagem Jeca Tatu com a língua portuguesa. Trecho do filme “Marvada Carne”, de André Klotzel, para ilustrar o tema. BLOCO 3 Tininha Mello entrevista o cantor, compositor e pesquisador Paulo Freire que fala sobre a importância da música caipira para a cultura brasileira. Fala também das suas composições e seu romance Jurupari que tem como tema central a figura do violeiro e as histórias do sertão mineiro. O Jornal Nossa Língua traz como notícia principal um trecho da crônica “O almoço do muchirão”, de Cornélio Pires. Esse trecho é dramatizado pelos atores Felipe Reis, Tininha Mello com a participação do produtor Mauro Muraro. O repórter Felipe Reis conversa com as pessoas na rua pra saber se já participaram de algum “muchirão”. O âncora Gelson Babosa recebe no estúdio o professor de língua portuguesa Henrique Santos Braga que fala sobre o trecho da crônica apresentada, de Cornélio Pires. Felipe Reis e Tininha Mello encerram o programa ao som de Chico Mineiro, de Tonico e Francisco Ribeiro, na interpretação de Tonico e Tinoco.

  • 16:00WORD ON THE STREET II

    FLATHUNTING

    NESTE CAPÍTULO, ASHLIE ESTÁ CANSADA DE SEU VELHO APARTAMENTO E QUER SE MUDAR, ENTÃO ELA E STEPHEN CHAMAM UM CORRETOR DE IMÓVEIS PARA MOSTRAR A ELES ALGUNS APARTAMENTOS DISPONÍVEIS PARA ALUGUEL. NO DIA DA MUDANÇA, STEPHEN DÁ UMA MÃOZINHA COM O TRANSPORTE DE CAIXAS MAS AS COISAS NÃO VÃO DO JEITO QUE ASHLIE ESPERA. A REPÓRTER AMANDEEP DESCOBRE COMO É VIVER EM UMA CASA DO FUTURO, DANDO UMA OLHADA NOS APARELHOS TECNOLÓGICOS E DESIGN INTELIGENTE COM USO EFICIENTE DE ENERGIA. O PROFESSOR DE INGLÊS, ROB, NOS MOSTRA FRASES QUE EXPRESSAM DESGOSTO. E COM O AUMENTO NO NÚMERO DE PESSOAS VIVENDO EM CIDADES, NOSSO ESPECIALISTA DO QUADRO 'SEAT ON THE STREET' RESPONDE A PERGUNTAS SOBRE OS PROBLEMAS ACERCA DA URBANIZAÇÃO.

  • 16:30PROFISSÕES

    DESENVOLVEDOR DE SISTEMAS

    O DESENVOLVEDOR DE SISTEMAS OU PROGRAMADOR TRABALHA COM A CRIAÇÃO DE SOFTWARES, APLICATIVOS E MONITORA REDES E SISTEMA DIGITAIS. É UMA PROFISSÃO EM CRESCIMENTO E ATRAI OS JOVENS QUE GOSTAM DE COMPUTAÇÃO.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    HOJE É DOMINGO

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:50CULTURA É CURRÍCULO II

    JARDIM BOTÂNICO DE BOTUCATU - UNESP

  • 17:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    PORTUGUÊS 82 (MOD.1 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 82 você verá que chamamos de neologismo as palavras novas ou antigas que ganharam sentido novo. Aprenderá que período simples é o que tem só uma oração, e que período composto é o que tem duas ou mais orações. Além disso, descobrirá que, para saber quantas orações existem no período, basta contar o número de verbos.

  • 17:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    PORTUGUÊS 3 (MOD.1 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 3 você verá que existem várias maneiras de se contar alguma coisa, como, por exemplo, usando-se apenas substantivos. Aprenderá o nome de um outro tipo de palavra, que serve para modificar substantivos e pronomes, chamada adjetivo. Verá também que uma palavra pode ser um substantivo ou adjetivo, dependendo do sentido, e dará uma olhada nos sentidos do verbo puxar.

  • 17:30LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 27 (2010)

    Sinopse PGM 27 Convidados: Marina Colasanti e Rodrigo Lacerda. •Marina: você escreveu para revistas femininas e frequentemente aborda questões afetivas na sua obra: como evitar que esse tema se transforme em algo piegas, em consultório sentimental? •Rodrigo: seu livro mais recente, Outra vida, trata de um casamento em crise e você participou na Flip de uma mesa intitulada Separações, com o diretor Domingos de Oliveira. Existe hoje uma preocupação dos escritores em tratar de temas da vida comum? (paralelo com cinema + Coetzee, Philip Roth, Cristovão Tezza) •Para ambos: Hoje cada vez mais os escritores participam de eventos literários: a exposição midiática cancela o poder questionador da literatura, transformando o escritor numa celebridade? (lembrar Apocalípticos e Integrados, Umberto Eco) Pergunta Edward Pimenta para Marina Colasanti (o que falta abordar?) •Rodrigo: Vocês dois escrevem, além de ficção para adultos, livros para o público infanto-juvenil. Como escrever para esses leitores na era dos videogames, canais a cabo e internet? •Marina: Numa entrevista, você declarou: “Os contos de fadas foram mandados para a tinturaria, a fim de limpá-los de qualquer mancha de sangue. O resultado foi que, ao limpar-se o sangue visível, drenou-se também o invisível, aquele que corre nas veias das histórias, que as anima e lhes dá vida. E os belos contos de fadas ficaram pálidos, fracos, com um pé na UTI.” Como é escrever contos de fadas na era do politicamente correto? •Rodrigo: Suas Fábulas para o Ano 2000 forma uma tentativa de atualizar o gênero para uma realidade de roqueiros e internautas? Pergunta Edward Pimenta para Rodrigo (grupos/autores atuais) •Marina: hoje existe uma tendência para o miniconto, mas você já pratica esse gênero há muito tempo (como Zooilógico, A Morada do Ser e Contos de Amor Rasgado). A condensação virou um cacoete? •Rodrigo: em Vista do Rio, você explora de maneira cruel o contraste entre o que a cidade do Rio de Janeiro prometia como projeto de Brasil e a decrepitude do presente. O projeto Brasil naufragou? •Marina: você se considera uma escritora feminista e engajada? Ainda existe espaço para utopias na literatura? •Rodrigo: você estreou com O mistério do leão rampante, romance que é quase uma brincadeira e que teve origem num curso de história (pedir para ele contar a gênese do livro). Já existia o projeto de ser escritor quando você fez o livro? •Marina: você nasceu na Eritreia e morou na Itália. Como isso marcou sua obra? E sua experiência como tradutora? •Rodrigo: você é carioca e neto do ex-governador Carlos Lacerda, mas mora em São Paulo e tem uma visão pessimista do Rio, como metáfora do Brasil. Você procura expiar essa herança pela ficção? •Marina: Pedir p/ ela encerrar falando do livro de memórias que está escrevendo.

  • 18:30METROPOLIS

    METRÓPOLIS 2018 - DOMINGO 327 - 19/08/2018

  • 19:30TELECONTO

    O COMPRADOR DE FAZENDAS 1

  • 20:00GUERRA FRIA

    O TERCEIRO MUNDO: AFRICA

    APESAR DA MISERIA, A AFRICA OCUPOU UM LUGAR DE DESTAQUE DU- RANTE A GUERRA FRIA. A LUTA PELA INDEPENDENCIA DESENVOLVIDA EM DIVERSOS PAISES, GANHOU FORCA NA SEGUNDA METADE DO SEC. XX. O APOIO A ESSES GRUPOS NACIONALISTAS POR PARTE DE WASHINGTON E MOSCOU, GANHAVA PONTOS NA DISPUTA IDEOLOGICA DA GUERRA FRIA. ESTE PROGRAMA ANALIZA O PROCESSO DE DESCOLONI- ZACAO DO CONTINENTE NO CONTEXTO DA GUERRA FRIA.

  • 20:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 20/08/2018

  • 21:00DOCTV BRASIL IV

    AUDÁCIA

    O documentário revisita a “Operação Barriga Verde” que, durante a ditadura militar, levou à prisão 42 jovens moradores de Florianópolis sob a acusação de comunismo. A chegada dos novos prisioneiros, estudantes e profissionais liberais, à colônia penal Urbano Salles deflagra uma onda de questionamentos por parte dos funcionários da cadeia, revelando problemas operacionais do estado militar brasileiro.

  • 22:00GRANDES CURSOS CULTURA NA TV

    O CINEMA CLASSICO NA OTICA DE ALFRED HITCHCOCK - A CONSTRUCAO DA LINGUAGEM

    Ismail Xavier vê Alfred Hitchcock como um trabalhador do cinema e um artesão da linguagem. Hitch levou sua vida dentro da câmera, preocupando-se, essencialmente, com o que o público assistiria. Decidir o enquadramento sempre foi mais importante que decidir o orçamento. Talvez por isso, ele conseguiu imprimir aos seus filmes um caráter ao mesmo tempo autoral e popular. Nos vários episódios da série, Ismail Xavier mostra como Hitch dominava a construção da linguagem e os recursos técnicos que a indústria poderia lhe proporcionar, sempre disposto a brincar com o público (inclusive aparecendo rapidamente em seus filmes). Hitchcock nasceu na Inglaterra, teve uma rígida educação jesuíta e pretendia seu engenheiro, mas acabou, ainda bem jovem, desenhando legendas de filmes mudos numa produtora londrina. Na década de 20, com o cinema ainda numa fase romântica, a diferença entre desenhar legendas e dirigir um filme ainda não era tão grande. Depois de um breve período de aprendizado, como assistente de direção e montador, em 1925 fez seu primeiro filme, nunca concluído, "The pleasure garden", obra ainda medíocre. Em 1926, contudo, já assina "The Lodger", uma história com Jack, o Estripador, demonstrando grande talento. Daí por diante, não parou mais de filmar. Sua "fase inglesa" vai até 1949, quando David Selznick o leva para os Estados Unidos.

  • 23:00JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 20/08/2018

  • 00:00CONTOS DA MEIA NOITE

    CANTIGA DE ESPONSAIS - MACHADO DE ASSIS

    Na velha capela barroca, mestre Romão se transfigura quando executa a música litúrgica. Torna-se mesmo uma atração pela sensibilidade com que vai desfilando o repertório de sons e harmonias de composições alheias. Findo o ofício, naquele dia, volta à modesta casa onde teve, há muito tempo, a felicidade do casamento. Mas a morte implacável levou-lhe cedo a companheira. Seu único desejo agora e sempre foi o de compor. Mas é um autor frustrado. Hoje, sente-se doente. Muito doente. Na moradia vizinha um jovem casal celebra a lua-de-mel. Dalí talvez venha a mestre Romão a derradeira chance de colocar na pauta a música que nunca soube exteriorizar. E com a qual sonha desde os tempos de seu casamento.

  • 00:10VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 06:50VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    INGLÊS 12 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 12 você verá que é possível descobrir o significado dos verbos observando as pessoas em ação e que, usando o verbo certo, pode-se dizer em uma única frase o que cada profissão faz. Além disso, aprendeu que, neste tipo de frase, o pronome precisa aparecer antes do verbo.

  • 07:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    FÍSICA 2 (MOD.4 - MÉDIO)

    Nesta teleaula você vai ver a importância das grandezas, padrões e unidades para as medições, vai aprender o que são grandezas fundamentais e grandezas derivadas e vai ficar sabendo da utilidade do Sistema Internacional de Unidades.

  • 07:30NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 22

    Por trás dos processos de usinagem, existem muitas informações tecnológicas. Você verá que, para obter bons resultados na usinagem, é preciso levar em consideração vários dados técnicos - por exemplo, os parâmetros de corte. Além disso, aprenderá o que é - e qual a importância - da velocidade de corte e do avanço.

  • 07:45TRAÇANDO ARTE III

    TRAÇA VOA?

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 07:50CULTURA É CURRÍCULO II

    CENTRO INTEGRADO DE CIÊNCIA E CULTURA - SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

  • 08:00BAÚ DE HISTÓRIAS

    BAÚ DE HISTÓRIAS II - 37

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 76

    Uma homenagem ao escritor paraibano Ariano Suassuna, que comemora seus 80 anos de idade com lançamentos de livros, montagens teatrais, mostras e eventos em várias cidades do país. O crítico Marcelo Coelho comenta o livro "Em louvor da sombra", de Junichiro Tanizaki, que acaba de ser traduzido no Brasil. Osmar Afrísio dos Santos é o célebre personagem do "Rei das Batidas", um bar freqüentado há muitos anos por estudantes da USP.

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 43

    “BOMBADO” A chegada de Larissa ao 3º ano da Piquerobi mexe com a vaidade das meninas e os hormônios dos meninos. A garota linda e descolada torna-se o centro das atenções. Melhor pra Bianca, de quem “ Lari” foi vizinha anos atrás e, instantaneamente, torna-se sua companheira de todas as horas. Pedro acha ótimo, já que “Lari” agora não sai de sua casa e não perde a chance de insinuar que ele seria irresistível com uns músculos a mais no corpo. Enquanto Bianca se entrega à diversão com “Lari”, Pedro alucina e se arrisca no projeto de ganhar bíceps a jato. Mas junto com seu brilho pessoal,”Lari” carrega um lado obscuro, de dependente de drogas.

  • 09:30CULTURA 360

    A MECÂNICA DO JOGO (PUC) + PROJETO RONDON (USP) + PROFISSIONAIS DE T.I ( MACKENZIE)

    VOCÊ CONHECE O PROJETO RONDON? ESSE PROGRAMA FOI CRIADO EM 1967, COM OBJETIVO DE LEVAR ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS EM FÉRIAS ACADÊMICAS PARA CONHECER AS CIDADES MENOS DESENVOLVIDAS DO PAÍS E REALIZAR TRABALHOS DE MANEIRA VOLUNTÁRIA. MUITAS VEZES CRITICADO PELO SEU CARÁTER ASSISTENCIALISTA, PRINCIPALMENTE DURANTE OS ANOS DA DITADURA MILITAR, ATUALMENTE O PROJETO RONDON POSSUI OUTRA CONFIGURAÇÃO. ALUNOS DE DIFERENTES CURSOS DE GRADUAÇÃO VIAJAM ATÉ AS COMUNIDADES INTERIORANAS OFERECENDO OFICINAS DE ARTE, ECONOMIA, CULINÁRIA E MUITAS OUTRAS. A REPORTAGEM DA TV USP ACOMPANHOU A EXPEDIÇÃO DE UM GRUPO ESTUDANTES EM ARAGOMINAS, NO TOCANTINS. O RESULTADO DA EXPERIÊNCIA, VOCÊ CONFERE AGORA NO CULTURA 360. NUMA SOCIEDADE DOMINADA POR COMPUTADORES, SITES, REDES E SMARTPHONES, CADA VEZ MAIS REDES E SMARTPHONES, CADA VEZ MAIS UM TIPO DE PROFISSIONAL SE DESTACA: AQUELE RESPONSÁVEL PELA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. EM 2010, AS EMPRESAS BRASILEIRAS INVESTIRAM NOVENTA BILHÕES DE REAIS NA CHAMADA INFRAESTRUTURA DE TI (TÊ-Í). ESSA É UMA CARREIRA QUE ESTÁ EM ALTA NO MERCADO – EXISTEM MAIS VAGAS DO QUE GENTE PARA OCUPÁ-LAS. DESCUBRA MAIS SOBRE ESSA PROFISSÃO NESSA REPORTAGEM PRODUZIDA PELA TV MACKENZIE.

  • 10:00SAUDE BRASIL

    INFERTILIDADE

    Ter um filho requer uma série de condições: além de carinho, é preciso que o organismo tanto da mulher, quanto do homem, esteja em ordem para que a gravidez seja bem sucedida. Mas, isso nem sempre ocorre, daí temos atualmente altas taxas de infertilidade. Este educativo procura esclarecer algumas das principais características da fertilidade, as dificuldades e causas mais comuns, e abordagens importantes para diagnosticar e tratar a questão. É fundamental que saibamos que a infertilidade deve ser vista como sendo um problema do casal. Tanto o homem quanto a mulher podem sofrer de determinados distúrbios que dificultam a gravidez. E não há culpas neste processo. A decisão de ter um filho é conjunta e, por isso, o processo de investigação e tratamento também. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde cerca de 20 por cento dos casais enfrentam dificuldades para engravidar. E o conceito de infertilidade é a falta de gestação depois de um ano de relações sexuais normais sem nenhum tipo de anticoncepcional. Aí é importante esclarecer que também segundo a OMS, relações sexuais normais é ter, em média, oito relações por ciclo, que daria uma média de duas a três relações por semana. Isso seria o resultado de um processo reprodutivo normal, regular. Dentre as causas masculinas a mais importante é, sem dúvida nenhuma, a varicocele, que é uma dilatação de uma veia que existe no testículo, que piora a qualidade do espermatozóide. E na mulher, temos as disfunções ovarianas que afetam a ovulação, além de problemas nas trompas, entre outras causas. Outros inimigos da saúde e da fertilidade: tabagismo, álcool e drogas, estresse e ansiedade, obesidade, vida sedentária. Após a realização de exames e investigação detalhada, o casal tem boas alternativas de tratamento que, com os avanços, tem cada dia mais ajudado na realização de ter filhos. São abordagens que vão de inseminação a fertilização, com técnicas criteriosas.

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    DEPRESSÃO

    No Tamanho Família de hoje trata-se do assunto da Depressão entre as crianças o psicanalista Fernando Tavares de Lima, expressa que o relacionamento entre os pais e o ambiente pode gerar à depressão nas crianças, a depressão e um estado momentâneo, mas e gerada pela culpa ela se sente responsável por uma situação adversa. A depressão causa mudanças químicas no corpo dos indivíduos e deve ser tratada. Na criança à Depressão gera agressividade diferente na situação do adulto onde se mostra em prostração e introspecção. Site recomendado: www.netpsi.com.br(Núcleo de Estudos Temas em Psicologia).

  • 11:00LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 28

    Convidados: Cadão Volpato e Ivana Arruda Leite • Para ambos: Vocês dois estrearam relativamente tarde na literatura. Como a literatura surgiu na trajetória de vocês? • Para ambos: Vocês dois fizeram parte da antologia Geração 90, organizada por Nelson de Oliveira. Pode-se falar numa geração ou numa tendência da literatura brasileira contemporânea? • Para ambos: Que diferença existe entre a literatura produzida no Brasil quando vocês começaram a ler e aquela produzida quando começaram a escrever? • Ivana: No seu caso, a perspectiva feminina é clara, mas parece não se confundir com o feminismo, justamente por conta também de um certo lirismo – confere? • Cadão: O jornalismo estimulou ou inibiu o trabalho literário? • Ivana: Fazer uma coluna sobre a mulher na Revista da Folha não significou de algum modo sucumbir aos estereótipos da afetividade feminina? • Cadão: Indo nesse caminho, seu novo livro Relógio Sem Sol reúne duas narrativas, mas elas contêm várias histórias, como se fossem pequenos romances. No que esse livro difere dos anteriores? • Para ambos: O que a narrativa curta significa em termos de percepção do mundo? • Ivana: No romance Hotel Novo Mundo, em determinado momento a narradora compara o Rio de Janeiro com São Paulo dizendo que o Rio é “uma cidade para semideuses” e que “em São Paulo você pode ser infeliz à vontade”. Você poderia comentar? • Cadão: Parece haver uma diferença de tom entre sua obra literária e seu trabalho como músico. Existe convergência desses dois registros? • Ivana: A personagem de Hotel Novo Mundo retorna do Rio (onde vivia na alta sociedade) para São Paulo (onde encontra pessoas mais autênticas). Esse retorno à vida simples é uma idealização do recolhimento, avesso ao glamour da sociedade do espetáculo? • Cadão: Em Relógio Sem Sol, o desencanto de uma geração que surgiu no fim ditadura parece contrastar com a imagem utópica do roqueiro que quer mudar o mundo com sua guitarra. O que prevalece: o sonho ou a decepção?

  • 12:00CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 4

    SINOPSE PROGRAMA 04 - VT CASAMENTOS GAY - VT PEDIDO - LUCILLE BALL - VT MUSA RETRÔ - CARMEN MIRANDA - VT MUSEU LUPA - VT SAX - 165 ANOS DA CRIAÇÃO

  • 12:30MANOS E MINAS III

    MELVIN SANTHANA

    Neste programa o Manos e Minas recebe Melvin Santhana. Melvin Santhana apresenta o seu primeiro trabalho autoral, o disco Abre Alas. Nascido em Guarulhos, Melvin fala sobre a influência do carnaval em sua sonoridade e da experiência em tocar com grandes nomes da música brasileira como Jair Rodrigues, Tony Tornado, Sandra de Sá, Mano Brown entre outros. Representando a cena dos slams, Sabrina Lopes. Matéria: Nosso videorreporter Rodney Suguita foi acompanhar o espetáculo Encruzilhada, que une danças brasileiras e danças urbanas.

  • 13:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 20/08/2018

  • 14:00SAUDE BRASIL

    INFERTILIDADE

    Ter um filho requer uma série de condições: além de carinho, é preciso que o organismo tanto da mulher, quanto do homem, esteja em ordem para que a gravidez seja bem sucedida. Mas, isso nem sempre ocorre, daí temos atualmente altas taxas de infertilidade. Este educativo procura esclarecer algumas das principais características da fertilidade, as dificuldades e causas mais comuns, e abordagens importantes para diagnosticar e tratar a questão. É fundamental que saibamos que a infertilidade deve ser vista como sendo um problema do casal. Tanto o homem quanto a mulher podem sofrer de determinados distúrbios que dificultam a gravidez. E não há culpas neste processo. A decisão de ter um filho é conjunta e, por isso, o processo de investigação e tratamento também. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde cerca de 20 por cento dos casais enfrentam dificuldades para engravidar. E o conceito de infertilidade é a falta de gestação depois de um ano de relações sexuais normais sem nenhum tipo de anticoncepcional. Aí é importante esclarecer que também segundo a OMS, relações sexuais normais é ter, em média, oito relações por ciclo, que daria uma média de duas a três relações por semana. Isso seria o resultado de um processo reprodutivo normal, regular. Dentre as causas masculinas a mais importante é, sem dúvida nenhuma, a varicocele, que é uma dilatação de uma veia que existe no testículo, que piora a qualidade do espermatozóide. E na mulher, temos as disfunções ovarianas que afetam a ovulação, além de problemas nas trompas, entre outras causas. Outros inimigos da saúde e da fertilidade: tabagismo, álcool e drogas, estresse e ansiedade, obesidade, vida sedentária. Após a realização de exames e investigação detalhada, o casal tem boas alternativas de tratamento que, com os avanços, tem cada dia mais ajudado na realização de ter filhos. São abordagens que vão de inseminação a fertilização, com técnicas criteriosas.

  • 14:30BOM DIA SAÚDE

    MEDICINA DE REABILITAÇÃO - 12 - ATIVIDADE FÍSICA PARA CRIANÇAS

    O PROGRAMA FALA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE FÍSICA PARA AS CRIANÇAS. PRÁTICA CONSTANTE DE ATIVIDADE FÍSICA É UM COMPROVADO FATOR DE PRESERVAÇÃO DA SAÚDE E DE PREVENÇÃO DE DOENÇAS E QUANDO ESSA PRÁTICA COMEÇA CEDO, QUANDO AINDA SE É CRIANÇA, OS RESULTADOS PODEM SER MUITO BONS.

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE

    GARGANTA

    O assunto é garganta. Dá muita pena quando um bebê ou uma criança tem infecção como faringite, laringite, amidalite ou outras ites. E normalmente a criança fica com febre alta, o que deixa os pais muito preocupados. O médico explica o que é cada infecção, os sintomas e tratamentos. Um dos filhos da convidada já teve amidalite. Participação em vídeo da psicóloga Patricia Médici respondendo dúvida de telespectador. Convidados: Dr. Richard Voegels – Otorrinolaringologista Talitta Maciel - Nutricionista

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    REFLUXO

    Neste Momento Papo de Mãe vamos falar sobre refluxo. Você sabe exatamente o que é? Como descobrir se o seu bebê tem refluxo e qual deve ser o tratamento? Quem vai nos orientar neste papo é a pediatra Fernanda Viana. A mamãe Gabriela, que tem duas filhas, também é nossa convidada. A Dra. Fernanda também responde dúvida de telespectador. Convidadas: Fernanda Viana - pediatra Gabriela Bertini – cardiologista infantil

  • 15:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 62

    Uma homenagem a Gabriel García Márquez, premiado com o Nobel, que completa 80 anos no ano que vem, e sua obra-prima, "Cem anos de solidão”, que comemora este ano, 40 anos de publicação. Nosso colaborador Reinaldo Moraes, faz um comentário sobre a onda do Realismo mágico na literatura latino-americana. E uma entrevista com a escritora Andréa del Fuego que já publicou livros de contos, dirigiu curtas e tem vários livros inéditos, com temas como erotismo, morte e comportamento feminino.

  • 16:00WORD ON THE STREET II

    YORK

    NO PROGRAMA DESTA SEMANA, STEPHEN E ASHLIE VÃO PARA YORK, NO NORTE DA INGLATERRA PARA EXPLORAR O PASSADO BRITÂNICO. STEPHEN ESTÁ DETERMINADO A ENCONTRAR TESOUROS ENTERRADOS E, PARA ISSO, ELE LEVA CONSIGO SEU DETECTOR DE METAIS. MAS ASHLIE PREFERE DAR UMA OLHADA EM ARTEFATOS HISTÓRICOS NAS LOJAS! A CORRESPONDENTE AMANDEEP TAMBÉM VAI A YORK PARA DESCOBRIR O QUÃO IMPORTANTE A HISTÓRIA BRITÂNICA É NO TURISMO INDUSTRIAL - ATRAINDO VISITANTES DO MUNDO TODO. O ESPECIALISTA EM LÍNGUA INGLESA, ROB, TEM VÁRIAS DICAS PARA OS INICIANTES, INCLUINDO MANEIRAS DE USAR DOIS VERBOS JUNTOS. E NO QUADRO 'SEAT ON THE STREET', NOSSO CONVIDADO NOS AJUDA A ENTENDER COMO O PASSADO COLONIAL DA INGLATERRA AINDA AFETA O MODO COMO O PAÍS É VISTO AO REDOR DO MUNDO.

  • 16:30PROFISSÕES

    FONOAUDIÓLOGO

    CAMILA MERCATELLI É UMA FONOAUDIÓLOGA QUE TRABALHA COM VOZ PROFISSIONAL. EM UMA GRANDE EMISSORA DE TELEVISÃO, ELA DÁ SUPORTE AOS JORNALISTAS PARA MELHORAR A COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NAS REPORTAGENS.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    TRAÇA VOA?

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:50CULTURA É CURRÍCULO II

    CENTRO INTEGRADO DE CIÊNCIA E CULTURA - SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

  • 17:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    INGLÊS 12 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 12 você verá que é possível descobrir o significado dos verbos observando as pessoas em ação e que, usando o verbo certo, pode-se dizer em uma única frase o que cada profissão faz. Além disso, aprendeu que, neste tipo de frase, o pronome precisa aparecer antes do verbo.

  • 17:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    FÍSICA 2 (MOD.4 - MÉDIO)

    Nesta teleaula você vai ver a importância das grandezas, padrões e unidades para as medições, vai aprender o que são grandezas fundamentais e grandezas derivadas e vai ficar sabendo da utilidade do Sistema Internacional de Unidades.

  • 17:30LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 28

    Convidados: Cadão Volpato e Ivana Arruda Leite • Para ambos: Vocês dois estrearam relativamente tarde na literatura. Como a literatura surgiu na trajetória de vocês? • Para ambos: Vocês dois fizeram parte da antologia Geração 90, organizada por Nelson de Oliveira. Pode-se falar numa geração ou numa tendência da literatura brasileira contemporânea? • Para ambos: Que diferença existe entre a literatura produzida no Brasil quando vocês começaram a ler e aquela produzida quando começaram a escrever? • Ivana: No seu caso, a perspectiva feminina é clara, mas parece não se confundir com o feminismo, justamente por conta também de um certo lirismo – confere? • Cadão: O jornalismo estimulou ou inibiu o trabalho literário? • Ivana: Fazer uma coluna sobre a mulher na Revista da Folha não significou de algum modo sucumbir aos estereótipos da afetividade feminina? • Cadão: Indo nesse caminho, seu novo livro Relógio Sem Sol reúne duas narrativas, mas elas contêm várias histórias, como se fossem pequenos romances. No que esse livro difere dos anteriores? • Para ambos: O que a narrativa curta significa em termos de percepção do mundo? • Ivana: No romance Hotel Novo Mundo, em determinado momento a narradora compara o Rio de Janeiro com São Paulo dizendo que o Rio é “uma cidade para semideuses” e que “em São Paulo você pode ser infeliz à vontade”. Você poderia comentar? • Cadão: Parece haver uma diferença de tom entre sua obra literária e seu trabalho como músico. Existe convergência desses dois registros? • Ivana: A personagem de Hotel Novo Mundo retorna do Rio (onde vivia na alta sociedade) para São Paulo (onde encontra pessoas mais autênticas). Esse retorno à vida simples é uma idealização do recolhimento, avesso ao glamour da sociedade do espetáculo? • Cadão: Em Relógio Sem Sol, o desencanto de uma geração que surgiu no fim ditadura parece contrastar com a imagem utópica do roqueiro que quer mudar o mundo com sua guitarra. O que prevalece: o sonho ou a decepção?

  • 18:30PERSONA EM FOCO

    EDWIN LUISI

  • 19:20CULTURA É CURRÍCULO II

    HORTO FLORESTAL DE LINS

  • 19:30TELECONTO

    O COMPRADOR DE FAZENDAS 2

  • 20:00GUERRA FRIA

    O TERCEIRO MUNDO: AMERICAS

    A DOUTRINA MONROE ESTABELECIA COMO RPIORIDADE NA POLITICA EXTERNA, A AMPLIACAO NA INFLUENCIA DE WASHINGTON SOBRE OS PAISES DO CONTINENTE AMERICANO, MAS APOS A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, OS NORTE AMERICANOS PRECISARAM REFORMULAR A POLITI- CA EXTERNA PARA FAZER FRENTE A EXPANCAO DO SOCIALISMO. ESTE PROGRAMA MOSTRA O JOGO DE DOMINACQAO IDEOLOGICA NA AMERICA LATINA.

  • 20:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 21/08/2018

  • 21:00DOCTV BRASIL IV

    DUPLO TERRITÓRIO

    O que leva um investigador que vive mergulhado na violência de São Paulo a recriar em pinturas fragmentos do seu cotidiano? Para Manoel Paes Neto interessam os olhares que traduzem súplica, arrependimento e desejo de liberdade. Seu interesse é pelas pessoas em situação de rua, os pequenos contraventores, os que vivem à margem.

  • 22:00BALANÇO DO SECULO XX, PARADIGMAS DO SECULO XXI

    O PENSAMENTO DO SECULO XX - JOSE ARTHUR GIANNOTTI

    Palestra ministrada pelo prof. José Arthur Giannotti que fala sobre a história do pensamento no século XX e sobre os mais importantes pensadores deste século e suas correntes de pensamento.

  • 23:00JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 21/08/2018

  • 00:00CONTOS DA MEIA NOITE

    O BESOURO E A ROSA - MARIO DE ANDRADE

    No bairro da Lapa, nos anos de 1920, duas solteironas criam uma menina. A vida no bairro segue os padrões e os procedimentos hegemônicos da época. O filho do padeiro – que cada dia entregava o pão naquela casa – tenta namorar a garota ( entreaberto botão, entrefechada rosa). Mas não é aceito. A menina púbere, por fim, vislumbra num empório das redondezas um refinado malandro, cachaceiro, vagabundo e mulherengo. Mas quem tira da cabeça de uma jovem a idéia do amor? Todos os argumentos do bom senso cedem à teimosia implacável. Partem enfim juntos. E o desenlace, como sequência natural, é o que todos deviam prever.

  • 00:10VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 06:50VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    MATEMÁTICA 2 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 2 você vai saber um pouco mais sobre a história dos números, grandes vedetes no curso de Matemática.

  • 07:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    MATEMÁTICA 13 (MOD.2 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 13 você recordará produtos notáveis, através do cálculo da área de um retângulo. Relembrará conceitos de multiplicação e propriedade distributiva, além de fixar os cálculos que envolvem o quadrado da soma.

  • 07:30NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 23

    A ideia do fluido de corte surgiu no fim do século XIX, com a utilização de grande quantidade de água durante a usinagem. Você acompanhará o quanto essa ideia evoluiu, permitindo o aumento da velocidade de corte e, assim, da produtividade. Além disso, aprenderá que o fluido de corte deve ser capaz de refrigerar, lubrificar, proteger contra oxidação e limpar.

  • 07:45TRAÇANDO ARTE III

    A TRAÇA MORTA-VIVA

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 07:50CULTURA É CURRÍCULO II

    CASA MARTIM AFONSO - SÃO VICENTE

  • 08:00BAÚ DE HISTÓRIAS

    BAÚ DE HISTÓRIAS II - 38

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 77

    Poesia das ruas é o novo projeto do poeta Sérgio Vaz. Com a participação de artistas do rap, que declamam suas letras sem música, tem o objetivo de revelar a poesia do rap e estimular a criação poética. "As flores do mal", um dos maiores clássicos da literatura universal escrita pelo francês Baudelaire, completa 150 anos. Apaixonado por livros e por quadrinhos desde criança, Matheus Nachtergaele fala sobre a sua paixão pela literatura e apresenta seus livros de cabeceira.

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 44

    44) “LIVRISMO” A fase não anda boa para Pedro. Além de precisar de notas na escola, ainda tem de aguentar os pais, que comparam seu desempenho com o de Bianca. Mas tudo começa a mudar durante a aula de Artes. Desafiados a se colocarem de corpo e alma numa pintura, desta vez é Pedro quem se sai melhor. Seu estranho e intenso quadro magnetiza todo mundo na Piquerobi. Bianca se morde de ciúmes e ainda tem de engolir suas melhores amigas entre o grupo de fãs que o irmão atrai para, inspirado nos vanguardistas europeus dos anos 1930, quebrar todas as regras. De repente, Pedro é o astro da família, e Bianca tem de aprender a conviver com essa nova ordem.

  • 09:30CULTURA 360

    ESTAÇÃO LAPA (UFBA) + QUILOMBOLA DA CAÇANDOCA (UNIMEP) + CASA AMARELA (PUC)

    HOJE, NOSSOS DESTAQUES SÃO UM DOCUMENTÁRIO SOBRE A COMUNIDADE QUILOMBOLA DA CAÇANDOCA, PRODUZIDO PELA TV UNIMEP, E UMA REPORTAGEM DA TV PUC A RESPEITO DA NOVA PEÇA DO ATOR GERO CAMILO, NA QUAL ELE HOMENAGEIA O PINTOR VINCENT VAN GOGH. ABRIMOS O PROGRAMA COM UMA PRODUÇÃO DOS ALUNOS DA FACULDADE DE COMUNICAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. ELES GRAVARAM UM DOCUMENTÁRIO CONTANDO COMO É A VIDA DE ALGUMAS DAS MILHARES DE PESSOAS QUE PASSAM DIARIAMENTE PELA ESTAÇÃO RODOVIÁRIA DA LAPA, NO CENTRO DE SALVADOR. NOSSO SEGUNDO VÍDEO É UM DOCUMENTÁRIO PRODUZIDO PELO PROGRAMA “ECO”, DA TV UNIMEP, A UNIVERSIDADE METODISTA DE PIRACICABA. O TEMA É A COMUNIDADE QUILOMBOLA DA CAÇANDOCA, QUE ESTÁ INSTALADA EM UBATUBA, NO LITORAL NORTE DE SÃO PAULO, DESDE O FINAL DO SÉCULO 19. O CULTURA 360 TRAZ UM POUCO MAIS DESSA HISTÓRIA. ANTES DO VÍDEO, VOCÊ CONFERE UM DEPOIMENTO DO PROFESSOR FABIANO PEREIRA SOBRE COMO FOI A PRODUÇÃO DO DOCUMENTÁRIO. CASA AMARELA É O NOME DA MAIS NOVA PEÇA TEATRAL DO ATOR GERO CAMILO, UMA HOMENAGEM AO PINTOR PÓS-IMPRESSIONISTA VINCENT VAN GOGH. INSPIRADO NAS CARTAS QUE O ARTISTA ESCREVEU AO IRMÃO THÉO, O TEXTO DO MONÓLOGO FOI ESCRITO PELO PRÓPRIO GERO – MAS DE MANEIRA LIVRE E POÉTICA, SEM UM GRANDE COMPROMISSO HISTÓRICO. A REPORTAGEM DA TV PUC, DE SÃO PAULO, CONVERSOU COM OS RESPONSÁVEIS PELO ESPETÁCULO E TRAZ MAIS INFORMAÇÕES A RESPEITO DESSA PRODUÇÃO.

  • 10:00SAUDE BRASIL

    CÂNCER DE PRÓSTATA - 2009

    É muito importante que o homem conheça mais sobre a próstata e saiba da importância de fazer exames preventivos. O câncer de próstata pode ser curado se diagnosticado logo no início. O mais comum, no Brasil, entretanto, ainda é o diagnóstico tardio. Muitos dos casos já com metástases (ou seja, quando a doença se instala em outras regiões do organismo). Mas, como 1 a cada 6 homens poderá desenvolver este tumor, é fundamental redobrar a atenção e saber mais sobre o tema. Quem tem um familiar direto (pai, avô, tio) com histórico da doença, a chance de também desenvolver o câcer, duplica e às vezes triplica. Os cientistas ainda pesquisam as causas da doença. E há indicativos que o câncer pode resultar da interação de vários eventos que incluem fatores hormonais, genéticos, ambientais e alimentares. Em geral, não apresenta sinais de alerta. Quando ocorrem sintomas é porque a doença está instalada e pode causar: desconforto para urinar; jato fino; dor para urinar; levantar muitas vezes à noite para urinar; sangramento na urina. É hora de buscar ajuda médica para o diagnóstico. O ideal é adotar uma postura preventiva. Ou seja, a partir dos 45 anos (e dos 40 quando se tem histórico familiar) o homem deve consultar um urologista e fazer dois exames: toque retal e dosagem do PSA (antígeno prostático específico), um marcador de doenças prostáticas. Se tiver alterações, o médico pode pedir outros exames, inclusive, uma biópsia. Quando antes detectado, maior a chance de cura e/ou controle da doença. Os avanços no tratamento têm ajudado a melhorar a qualidade de vida também em casos mais avançados.

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    GÊMEOS

    No Tamanho Família você verá as opinões pelo lado médico e psicológico na questão dos gêmeos, o médico pediatra Dr. Carlos Brunini e sua esposa a Psicológa Lourdes Brunini, revelam suas opiniões sobre o assunto de qual a particularidade na gestação de gêmeos, como notícia de gestação de gêmeos causam nos pais e nos familiares, como a gestação de gêmeos se tornou comum por métodos de inseminação, Dr.Carlos explica o diferença entre univitelino e bivitelino, como as crianças devem ser tratadas por ter sua individualidade, a ligação o entendimento e a rivalidade entre as crianças, e o apoio psicológico que a mãe deve ter neste período e após a gestação. Livro recomendado dos autores Pediatra Carlos Brunini e Psicóloga Lourdes Brunini: Como Entender e Criar Seu Filho Para a Vida - Na visão da pediatria e psicologia ED. Aurea - O livro se trata de 160 dúvidas respondidas na criação das crianças.

  • 11:00LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 29 - ESPECIAL FACULDADE SÃO FRANCISCO

    Convidados: Décio Pignatari e Lygia Fagundes Telles •Lygia: Você é uma escritora em que o tema da memória é fundamental. Como a experiência de estudar aqui na São Francisco marcou suas memórias e sua ficção? •Décio: No livro Errâncias, você faz uma colagem de lugares e artistas que marcaram sua vida (como Alfredo Volpi, Tarsila do Amaral, Ezra Pound e os compositores Luigi Nono e Rogério Duprat). A São Francisco deixou algum traço no seu imaginário poético? O fato de ter vindo de um bairro operário, em Osasco, o tornava um peixe fora d’água? •Lygia: Foi nesse ambiente que conheceu Mário e Oswald de Andrade e Paulo Emílio Sales Gomes? Como foi sua participação na Academia de Letras da Faculdade e colaboração com os jornais Arcádia e A Balança? •Décio: Foi aqui que conheceu os irmãos Campos? Como surgiu a identificação entre vocês? •Lygia: Você começou a escrever no auge do regionalismo e foi (ao lado de Clarice Lipector) uma precursora da prosa urbana das décadas seguintes. Você pensava em produzir uma guinada na prosa brasileira? •Décio: A poesia concreta foi uma reação à geração de 45? Como foi sua participação no Clube Poesia (que reunia poetas dessa geração), pelo qual publicou seu livro de estreia, O Carrossel? •Lygia: Seus romances são mais realistas e seus contos muitas vezes derivam para o fantástico ou para o alegórico (como “A Caçada”, em que a personagem penetra numa velha tapeçaria, ou “Seminário dos Ratos”, em que os roedores invadem uma cúpula de burocratas). O tema determina a forma ou a forma define o modo de representar? Como é seu processo de criação? •Décio: Como se deu o “salto participante” da poesia concreta, baseado no dito do poeta russo Maiacóvski: “sem forma revolucionária não há arte revolucionária”? •Lygia: Você se considera uma escritora política? •Décio: Que diferença há entre a fase da revista Noigandres e da revista Invenção? Foi a passagem de uma fase mais experimental para outra mais militante? •Lygia: De que maneira o convívio com o grupo da revista Clima influenciou seu trabalho? •Décio: Falando dessa relação com grandes escritores do passado, vocês dois têm livros que partem da obra de Machado de Assis: o roteiro Capitu, da Lygia, e a peça Céu de Lona, do Décio. Por que esse retorno a Machado? •Lygia: pedir para falar sobre o roteiro Capitu. •Décio: Depois de Poesia Pois É Poesia você passou a escrever prosa e teatro. Como o poeta está presente nesses livros? Haverá continuação do projeto teatral iniciado por Céu de Lona? E como surgiu Bili com Limão Verde na Mão?

  • 12:00CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 5

    SINOPSE PROGRAMA 05 - VT ANDREY SAKAROV - VT ENERGIA NUCLEAR - VT A PEDIDO - CASTELO RÁ-TIM-BUM - VT MUSA GRACE KELLY - VT MOTOS CUSTOMIZAÇÃO - VT DENNIS HOPPER - VT ENCERRAMENTO BOB DYLAN

  • 12:30ENSAIO

    MARIA GADÚ

    Neste programa Fernando Faro recebe Maria Gadú que fala das influências musicais da mãe e da avó, de como foi feita sua primeira composição aos treze anos e de quando cantou em uma pizzaria no Jabaquara. Conta como foi o passeio para a Europa, na Itália e Irlanda tocando nas ruas e pubs, ela foi depois da morte da sua avó. Lembra os encontros com Milton e Caetano e fala das composições do seu mais recente trabalho.

  • 13:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 21/08/2018

  • 14:00SAUDE BRASIL

    CÂNCER DE PRÓSTATA - 2009

    É muito importante que o homem conheça mais sobre a próstata e saiba da importância de fazer exames preventivos. O câncer de próstata pode ser curado se diagnosticado logo no início. O mais comum, no Brasil, entretanto, ainda é o diagnóstico tardio. Muitos dos casos já com metástases (ou seja, quando a doença se instala em outras regiões do organismo). Mas, como 1 a cada 6 homens poderá desenvolver este tumor, é fundamental redobrar a atenção e saber mais sobre o tema. Quem tem um familiar direto (pai, avô, tio) com histórico da doença, a chance de também desenvolver o câcer, duplica e às vezes triplica. Os cientistas ainda pesquisam as causas da doença. E há indicativos que o câncer pode resultar da interação de vários eventos que incluem fatores hormonais, genéticos, ambientais e alimentares. Em geral, não apresenta sinais de alerta. Quando ocorrem sintomas é porque a doença está instalada e pode causar: desconforto para urinar; jato fino; dor para urinar; levantar muitas vezes à noite para urinar; sangramento na urina. É hora de buscar ajuda médica para o diagnóstico. O ideal é adotar uma postura preventiva. Ou seja, a partir dos 45 anos (e dos 40 quando se tem histórico familiar) o homem deve consultar um urologista e fazer dois exames: toque retal e dosagem do PSA (antígeno prostático específico), um marcador de doenças prostáticas. Se tiver alterações, o médico pode pedir outros exames, inclusive, uma biópsia. Quando antes detectado, maior a chance de cura e/ou controle da doença. Os avanços no tratamento têm ajudado a melhorar a qualidade de vida também em casos mais avançados.

  • 14:30BOM DIA SAÚDE

    QUALIDADE DE VIDA - 13 - DIETAS E ALIMENTOS FUNCIONAIS

    O PROGRAMA FALA SOBRE OS ALIMENTOS FUNCIONAIS QUE SÃO ASSIM CHAMADOS PORQUE AJUDAM NO BOM FUNCIONAMENTO DO CORPO E PREVINEM DOENÇAS.

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE

    ESTRABISMO

    Nos primeiros dias de vida quase todo recém-nascido parece um pouco estrábico. Conforme o bebê cresce, a vista se desenvolve. Só que pais e mães ficam preocupados quando percebem que existe algum desvio na vista do bebê. Tem vários tipos de estrabismo e até o falso estrábico. Alguns pediatras costumam recomendar que a primeira consulta com um oftalmologista seja ao completar um ano de vida. Há casos de estrabismo que requerem cirurgia. O pediatra esclarece essas questões e a mãe Lorie conta como foi feito o diagnóstico da filha. O Dr. Fernando também responde dúvida de telespectador. Convidados: Fernando Wanna - oftalmologista Lorie Ann Brun - designer de jóias

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    CASTIGOS

    Programa fala sobre castigos e esclarece algumas dúvidas em torno do tema. Será que funciona colocar de castigo uma criança com menos de 3 anos, por exemplo? O psicólogo Tiago Tamborini garante que não. Quando o castigo é necessário? De fato ele educa ou há outras maneiras de mostrar para a criança que ela fez algo de errado? Thais conta que procura conversar com a filha para explicar o que está errado. Tiago Tamborini também responde dúvida de telespectador. Convidados: Tiago Tamborini - psicólogo Thais Naldoni – jornalista

  • 15:30NOSSA LÍNGUA 2010

    ROCK BRASILEIRO

    BLOCO 1 Felipe Reis, caracterizado de Raul Seixas e Tininha Mello, de Rita Lee, conduzem o programa e destacam as principais bandas de rock brasileiro. O quadro “Etimologia” traz a origem da palavra “rock”. Trecho da canção “Estúpido cupido”, interpretada por Celly Campelo para ilustrar o tema. Felipe e Tininha recebem os covers de Roberto Carlos (Eli) e Wanderléa (Mayara) que canta trecho de “Pare o casamento”, de Resnick/Young – versão de Luis Keller. Felipe e Tininha destacam as principais bandas de rock da década de 80 e trecho da canção “Meninos e Meninas” (Dado Villa-Lobos / Renato Russo/ Marcelo Bonfá), na interpretação da Legião Urbana, ilustra a passagem. Felipe Reis entrevista o professor de língua portuguesa Paulo César Carvalho que comenta a linguagem da letra “Meninos e Meninas” e explica o que é o “pretérito imperfeito e o significado desse adjetivo no trecho “acho que o imperfeito não participa do passado...”. O quadro CSI-LP traz as expressões “risco de vida” e “risco de morte” para serem investigadas. Participação especial da apresentadora Sabrina Parlatore. BLOCO 2 A equipe do INL desvenda mais um caso da língua portuguesa. Os detetives com a ajuda do Conselheiro Brás, após investigação, chegam a conclusão de que a expressão “risco de vida” é mais usada, de acordo com o site Corpus do português. Em casos como esse, é o uso eu dá a norma, e o uso consagrou “Risco de vida”. De acordo com as explicações, “risco de vida” seria a forma elíptica de “risco de perder a vida” ou uma variação de “a vida está em risco”. O quadro Socorro! Língua Portuguesa traz a diferença do uso popular e do uso culto na comunicação social. Quando se fala “o futuro é nós!” o interlocutor está fazendo uso de um registro popular. O registro culto determina a concordância do verbo com o pronome pessoal do caso reto “nós”. Neste caso, o correto seria “o futuro somos nós!”. BLOCO 3 Os personagens Rita Lee (Tininha) e Raul Seixas (Felipe) e seus convidados cantam, com a ajuda do DJ Mauro, trecho de “Mulher de Fases”, dos Raimundos e”A Rosa”, de Chico Buarque. Felipe Reis entrevista o professor de língua portuguesa, Paulo César Carvalho que analisa a letra das duas canções. Enquanto “Mulher de Fases” se vale de registros extremamente coloquiais (com gírias e irregularidades de concordância), “A Rosa” emprega uma linguagem menos coloquial e um vocabulário mais sofisticado. Em relação às características das mulheres, há semelhanças entre as personagens, que mudam facilmente de opinião, caracterizando-se pela volubilidade. Em “Mulher de fases”, a personagem feminina, às vezes, joga as “coisa” do eu lírico fora, às vezes o beija com intensidade. Já em “A Rosa”, entre outras oscilações de humor, “some nas altas da madrugada”, mas “trabalha de plantonista”, “é doida pela Portela”, mas anda “vestida de verde e rosa”, as cores da Mangueira. O Jornal Nossa Língua traz a notícia extraordinária de que alguns cidadãos soteropolitanos afirmam terem visto o pintor surrealista Salvador Dali pintando uma paisagem do pôr do sol. Felipe, na pele de um soteropolitano, recita trecho da canção “Dali de Salvador” (Antonio Pedro/Evandro Mesquita), da Blitz. Felipe Reis conversa com o professor de língua portuguesa Paulo César Carvalho que faz análise do trocadilho que os versos da canção faz entre o pintor surrealista “Salvador Dali” e o advérbio “Dali”. Raul Seixas (Felipe Reis) e Rita Lee (Tininha Mello) e convidados encerram o programa ao som de Raul Seixas (Felipe) cantando “Eu nasci há dez mil anos atrás”, (Raul Seixas/Paulo Coelho).

  • 16:00WORD ON THE STREET II

    INDOOR SPORTS

    NESSA SEMANA, ASHLIE E STEPHEN DECIDEM LEVAR SEUS PEQUENOS PRIMOS PARA UM PIQUENIQUE NA PRAIA, MAS O CLIMA IMPREVISÍVEL DA INGLATERRA OS FAZEM MUDAR DE PLANOS. ELES, ENTÃO, APROVEITAM PARA PRATICAR ESCALADA E SNOWBOARDING, MAS EM LUGAR FECHADO. O CLIMA É UM ASSUNTO BEM POPULAR NA INGLATERRA POIS AS PESSOAS NUNCA SABEM O TEMPO QUE VAI FAZER. ASSIM, A REPÓRTER AMANDEEP VISITA O CENTRO CLIMÁTICO DA BBC A FIM DE DESCOBRIR COMO OS APRESENTADORES DE TV FORNECEM AS INFORMAÇÕES NOS BOLETINS. O PROFESSOR DE INGLÊS, ROB, APRESENTA PALAVRAS E FRASES ÚTEIS NA HORA DE FALAR SOBRE O CLIMA. E NO QUADRO 'SEAT ON THE STREET', PEDIMOS AO NOSSO ESPECIALISTA PARA EXPLICAR A DIFERENÇA ENTRE TEMPO E CLIMA.

  • 16:30PROFISSÕES

    ATUÁRIO

    O ATUÁRIO É O PROFISSIONAL QUE ADMINISTRA RISCOS. NORMALMENTE ATUA EM EMPRESAS DE SEGUROS E DE PREVIDÊNCIA, USANDO MÉTODOS QUANTITATIVOS PARA CALCULAR A SOLVÊNCIA DAS EMPRESAS.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    A TRAÇA MORTA-VIVA

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:50CULTURA É CURRÍCULO II

    CASA MARTIM AFONSO - SÃO VICENTE

  • 17:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    MATEMÁTICA 2 (MOD.2 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula 2 você vai saber um pouco mais sobre a história dos números, grandes vedetes no curso de Matemática.

  • 17:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    MATEMÁTICA 13 (MOD.2 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 13 você recordará produtos notáveis, através do cálculo da área de um retângulo. Relembrará conceitos de multiplicação e propriedade distributiva, além de fixar os cálculos que envolvem o quadrado da soma.

  • 17:30LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 29 - ESPECIAL FACULDADE SÃO FRANCISCO

    Convidados: Décio Pignatari e Lygia Fagundes Telles •Lygia: Você é uma escritora em que o tema da memória é fundamental. Como a experiência de estudar aqui na São Francisco marcou suas memórias e sua ficção? •Décio: No livro Errâncias, você faz uma colagem de lugares e artistas que marcaram sua vida (como Alfredo Volpi, Tarsila do Amaral, Ezra Pound e os compositores Luigi Nono e Rogério Duprat). A São Francisco deixou algum traço no seu imaginário poético? O fato de ter vindo de um bairro operário, em Osasco, o tornava um peixe fora d’água? •Lygia: Foi nesse ambiente que conheceu Mário e Oswald de Andrade e Paulo Emílio Sales Gomes? Como foi sua participação na Academia de Letras da Faculdade e colaboração com os jornais Arcádia e A Balança? •Décio: Foi aqui que conheceu os irmãos Campos? Como surgiu a identificação entre vocês? •Lygia: Você começou a escrever no auge do regionalismo e foi (ao lado de Clarice Lipector) uma precursora da prosa urbana das décadas seguintes. Você pensava em produzir uma guinada na prosa brasileira? •Décio: A poesia concreta foi uma reação à geração de 45? Como foi sua participação no Clube Poesia (que reunia poetas dessa geração), pelo qual publicou seu livro de estreia, O Carrossel? •Lygia: Seus romances são mais realistas e seus contos muitas vezes derivam para o fantástico ou para o alegórico (como “A Caçada”, em que a personagem penetra numa velha tapeçaria, ou “Seminário dos Ratos”, em que os roedores invadem uma cúpula de burocratas). O tema determina a forma ou a forma define o modo de representar? Como é seu processo de criação? •Décio: Como se deu o “salto participante” da poesia concreta, baseado no dito do poeta russo Maiacóvski: “sem forma revolucionária não há arte revolucionária”? •Lygia: Você se considera uma escritora política? •Décio: Que diferença há entre a fase da revista Noigandres e da revista Invenção? Foi a passagem de uma fase mais experimental para outra mais militante? •Lygia: De que maneira o convívio com o grupo da revista Clima influenciou seu trabalho? •Décio: Falando dessa relação com grandes escritores do passado, vocês dois têm livros que partem da obra de Machado de Assis: o roteiro Capitu, da Lygia, e a peça Céu de Lona, do Décio. Por que esse retorno a Machado? •Lygia: pedir para falar sobre o roteiro Capitu. •Décio: Depois de Poesia Pois É Poesia você passou a escrever prosa e teatro. Como o poeta está presente nesses livros? Haverá continuação do projeto teatral iniciado por Céu de Lona? E como surgiu Bili com Limão Verde na Mão?

  • 18:30CAMPUS EM AÇÃO 2018

    NA DIREÇÃO DO SOM (UNIVALI) + RITMADO (FIAM FAAM) + BUD'S SONG TIME (MELIES)

    Neste programa Aline Jones e Miguel Coelho, apresentam os vídeos “Na direção do Som” produzido por alunos do curso de produção audiovisual da UNIVALI – Universidade do Vale do Itajaí, “Ritmado”, produzido por alunos do curso de moda da FIAM FAAM Centro Universitário e “Bud’s Song Time”, produzido por alunos do curso Voyage da Faculdade Melies de Tecnologia. Sobre “Escute” Marcelo Temtem é um pescador que perdeu a visão aos 21 anos, aos 42 anos, Temtem encara uma nova experiência ao dirigir o novo videoclipe da banda Tarrafa Elétrica. Ano de produção: 2013 Sobre “Ritmado” O movimento do corpo na dança contemporânea é abordado nesse trabalho como transformação. Construindo um pensamento a partir do estudo do movimento proposto por Rudolf Von Laban, o movimento é entendido a partir de corpografias e sentimentos. O corpo e a cidade se configuram mutuamente, os corpos ficam escritos e contribuem na criação do traçado das cidades, suas memórias por sua vez também ficam escritas e contribuem na configuração dos corpos. Este trabalho concretiza o movimento sobre superfícies têxteis extraindo toda a forma criada pelo corpo e devolve para o próprio corpo roupas que dele foi concebido. Ano de produção: 2015 Sobre “Bud’s Song Time” Acompanhe a história do velho Roxx, caminhando mais uma vez pelo deserto de Gueramba. Ele chega até seu local preferido e como de costume, começa a tocar uma canção. A música atrai Bud, o monstro, um velho conhecido seu. Ano de produção: 2012

  • 19:00ROTA DA INOVAÇÃO

    HOLANDA (PAÍSES BAIXOS) PARTE 2

    A Rota da Inovação continua na Holanda, mas desta vez visitando Eindhoven e Waghnigen. Em Eindhoven, visitaremos a Universidade de Tecnologia, onde foi criada a Copa do Mundo de Futebol para Robôs, cujo intuito é desenvolver robôs mais eficientes, resistentes e ativos para as mais diversas aplicações. Em Waghnigen, fomos visitar a Solynta, uma empresa que realiza estudos inovadores para o desenvolvimento de novos alimentos. Através de cruzamentos e estudos são criadas, por exemplo, batatas mais resistentes, nutritivas e que necessitem de uma quantidade muito pequena de pesticidas.

  • 19:30TELECONTO

    O COMPRADOR DE FAZENDAS 3

  • 20:00GUERRA FRIA

    A QUESTAO CULTURAL NO BRASIL

    A PARTIR DE UM IDEAL DE FELICIDADE INSPIRADO NA SOCIEDADE CAPITALISTA SURGIDA NOS ESTADOS UNIDOS, NOS ANOS 20, QUE SE DESENVOLVEU A MENSAGEM IDEOLOGICA OCIDENTAL DURANTE A GUERRA FRIA. O PROGRAMA MOSTRA DE QUE FORMA O BRASIL SE COLOCAVA DIANTE DA FORTE INFLUENCIA NORTE-AMERICANA E COMO SE DEFLA- GRARAM OS MOVIMENTOS ARTISTICOS BRASILEIROS NO PERIODO DA GUERRA FRIA.

  • 20:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 22/08/2018

  • 21:00DOCTV BRASIL IV

    TRIBUNA DO GUETO

    O documentário propõe atuar como uma verdadeira tribuna popular, permitindo que a própria periferia fale sobre si, visto que as representações que se tem hoje sobre essas comunidades surgiram a partir de análises preconceituosas e sensacionalistas. Nessa perspectiva, o documentário permitirá que a periferia possa, além de opinar sobre as causas da violência, também, demonstrar à sociedade que nas periferias residem pessoas que são historicamente excluídas de quase tudo que se configura como essencial para o desenvolvimento humano.

  • 22:00PERSONA EM FOCO

    EDWIN LUISI

  • 23:00JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 22/08/2018

  • 00:00CONTOS DA MEIA NOITE

    O JANTAR - ANTONIO BULHOES

    Pai extremoso, chefe de família exemplar, ele permitia-se um conforto premeditado nos domingos. Até que a voz da filha corta o silêncio do repouso: -- Pai! Pai! Volta-se, com o carinho e a atenção de sempre. Agora fica sabendo oficialmente que ela e o Eduardo já estão namorando há seis meses. E mais... que vão morar juntos. -- Mas já? -- Indaga o pai aflito. -- Estou grávida – Ela consegue confessar depois de silenciosa timidez. Percebendo a importância do momento o pai olha a paisagem, pela janela entreaberta. Ousa insinuar se o Eduardo tem meios financeiros para manter um lar. A filha indignada não admite esse tipo de questionamento. Afinal, ninguém tem o direito de estrngular o gênio criativo de artista do Eduardo. O melhor artesão da feirinha da General Osório. Por fim a filha torna-se meiga e pede ao pai que receba o Eduardo, que o convide para jantar. O pai combina com a mãe silente e preparam uma caprichada refeição. Para receber o bicho -grilo o pai se veste a caráter, com pulseiras, medalhas, botinhas de cano curto e cabelo desgrenhado. A campainha toca. O pai vai abrí-la. Aí vem a surpresa.

  • 00:10VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 06:50VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    GEOGRAFIA 32 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula nós vamos ver os principais aspectos do quadro natural latino americano. Vamos ficar sabendo um pouco mais das diferentes culturas e etnias dos povos ameríndios e do processo de ocupação e colonização dessa região e, também, o papel de nações, como a Inglaterra e os Estados Unidos, na formação da América Latina.

  • 07:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    BIOLOGIA 27 (MOD.1 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 27 você aprenderá que a água absorvida da terra chega a todas as partes da planta, através de um conjunto de vasos condutores chamado xilema. Verá que a coesão das moléculas de água e a osmose são processos que explicam por que isso acontece, e saberá que os conjuntos de células da planta - chamados estômatos - são responsáveis pela abertura que permite a perda de água.

  • 07:30NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 24

    Entre o desenho técnico e a execução da peça pode ser necessária uma etapa intermediária: a traçagem. Você verá que ela ajuda a responder se o material é ou não suficiente para a usinagem da peça, facilita a visualização – evitando erros de interpretação do desenho - e, além disso, funciona como o guia.

  • 07:45TRAÇANDO ARTE III

    A CASA DO BATMAN

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 07:50CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU DO FOLCLORE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

  • 08:00BAÚ DE HISTÓRIAS

    BAÚ DE HISTÓRIAS II - 39

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 78

    O escritor Reinaldo Moraes, que é fã de carteirinha de Nelson Rodrigues, escreveu, especialmente para o Entrelinhas, uma crônica inspirada no estilo e nas pérolas do escritor. Considerada um dos nomes mais importantes da crítica literária e do pensamento contemporâneo na América Latina, Beatriz Sarlo veio ao Brasil lançar seu livro "Tempo passado”. O romance "Madame Bovary" de Flaubert está completando 150 anos de publicação.

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 45

    45) “CADÊ O BEBÊ LINDO, CADÊ?” É o último dia de inscrição num programa de intercâmbio que Bianca quer muito fazer, depois de agendar horário, ela segue para a escola e deixa a casa todinha para Pedro. Confiante de que vai passar de ano raspando, mas vai, ele quer curtir a casa vazia como se não houvesse amanhã. Mas logo chega Ciça, com seu filho nos braços, requisitando Pedro como “babá” enquanto ela vai a uma entrevista de emprego. Como dizer não a Ciça? E alguém aí pode explicar ao Pedro como é que se cuida de um bebê que não para de chorar? Desesperado, ele sai pra uma voltinha na praça e não é que dá certo? Juquinha se acalma e a coisa ainda só melhora: Pedro, tomado por uma linda garota como o pai do bebê, descola seu telefone pra um cineminha. O problema é que... Juquinha sumiu! Já Bianca leva Luara, que está com enjoo e dores que não passam, para o hospital. Há suspeita de gravidez. No final, será que Bianca consegue fazer a inscrição para disputar a vaga no intercâmbio? E Pedro, encontra Juquinha ?

  • 09:30CULTURA 360

    LEGENDAGEM ( CÁSPER LIBERO ) + GULA (UFBA) + VIRA LATA VIRA VIDA ( UNIMEP)

    PRA COMEÇAR O PROGRAMA, UMA REPORTAGEM DOS ALUNOS DE JORNALISMO DA FACULDADE CÁSPER LÍBERO, DE SÃO PAULO. ELES ENSINAM COMO É O PROCESSO DE LEGENDAGEM DOS FILMES DO CINEMA. A MATÉRIA FICOU MUITO BACANA. O PRÓXIMO VÍDEO QUE O CULTURA 360 APRESENTA É UMA PRODUÇÃO DOS ESTUDANTES DE COMUNICAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. NESSA REPORTAGEM SOBRE NUTRIÇÃO, OS ALUNOS INVESTIGARAM OS PRODUTOS E SUBSTÂNCIAS QUE MAIS PREJUDICAM NOSSA SAÚDE ATUALMENTE E, É CLARO, DÃO DICAS DE COMO PODEMOS TER UMA ALIMENTAÇÃO MAIS EQUILIBRADA. OUTRO VÍDEO QUE FOI DESTAQUE NO NOSSO SITE FOI UMA PRODUÇÃO DA TV UNIMEP. A REPORTAGEM APRESENTA O IMPORTANTE TRABALHO DA “VIRA LATA, VIRA VIDA”, UM ORGANIZAÇÃO NÃO-GOVERNAMENTAL DEDICADA A CUIDAR DE CACHORROS ABANDONADOS. UMA AÇÃO QUE SÓ CONSEGUE SER MANTIDA COM O GRAÇAS AO APOIO DA COMUNIDADE E AO ENVOLVIMENTO DOS VOLUNTÁRIOS.

  • 10:00SAUDE BRASIL

    NUTRIÇÃO EM CÂNCER

    O câncer afeta a nutrição de diferentes formas. Tanto a doença, como as abordagens de tratamento, podem modificar o estado nutricional do paciente. Interferir nesse processo é fundamental para ajudar na recuperação e na qualidade de vida das pessoas que enfrentam o desafio de vencer uma neoplasia. A desnutrição no paciente com câncer pode variar de 40 a 90 por cento dos casos. Em dado momento, uma escolha aparentemente simples – que alimentos ingerir no café da manhã, almoço, jantar... – passa a ser uma atitude complexa, de difícil execução, mesmo diante de opções anteriormente saborosas O estado nutricional afeta o tratamento do câncer, principalmente aumentando os efeitos colaterais das drogas quimioterápicas, prejudicando ou aumentando a incidência a infecções, e principalmente diminuindo a sobrevida dos pacientes. Por isso, é fundamental que logo no início o paciente seja avaliado em sua condição nutricional e receba as orientações adequadas durante todo o processo. Uma alimentação balanceada, que contenha todos os macro e micro nutrientes ajuda o indivíduo na luta contra a doença. Pois, a desnutrição pode abrir a porta para várias complicações. Por exemplo, o paciente desnutrido que passa por uma cirurgia fica mais tempo hospitalizado e tem maior risco de morrer. No caso da quimioterapia, a desnutrição aumenta o índice de toxicidade dos medicamentos; e quando associada à radioterapia, a desnutrição pode inviabilizar a continuidade do tratamento porque o organismo não suporta as sessões. Uma avaliação nutricional é capaz de verificar se o paciente tem risco nutricional (por exemplo, se apresenta perda de peso involuntária acima de dez por cento, em seis meses, ou índice de massa corporal fora das recomendações); ou apresenta desnutrição calórico-protéica; ou caquexia neoplásica (nas etapas tardias, podendo apresentar visível consumo de massa magra e massa gorda, astenia, anorexia, edema, depressão imunológica e diminuição da atenção e concentração). Cuidar da alimentação para manter uma nutrição adequada requer, em determinados casos, avaliar quando se deve suplementar a dieta para que o indivíduo consiga se fortalecer para buscar vencer a doença e recuperar a qualidade de vida.

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    DISLEXIA

    No Tamanho Família a convidada Professora de Transtorno De Leitura Escrita da Universidade Federal de São Paulo Unifesp-SP, explica o que é dislexia, que é a dificuldade de lidar com o código escrito(alfabeto)cuja causa deste transtorno de desenvolvimento(dificuldade de escrita e leitura e informações do som da fala), pode ser de causa hereditária e pode ser vitalício, a professora explica que as crianças que sofrem deste transtorno são inteligentes e procuram fazer métodos próprios para o entendimento dos textos, por esse motivo para a identificação de crianças com dislexia deve se ter um conjunto de especialistas para o diagnóstico.

  • 11:00LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 30

    Convidados: Frederico Barbosa e Silviano Santiago •Silviano Santiago: Você é considerado o introdutor do romance pós-moderno no Brasil, com Stella Manhattan e em Em liberdade. Você concorda? E o que são afinal moderno e pós-moderno? •Frederico Barbosa: Você normalmente é associado ao concretismo, considerado o último momento do modernismo brasileiro – mas que ao mesmo tempo deságua na Tropicália. Existe na poesia brasileira essa tensão entre moderno e pós-moderno? (Lembrar do livro Poesia Concreta Brasileira, de Gonzalo Aguilar) •Silviano Santiago: Em Liberdade e Viagem ao México partem de autores reais (Graciliano e Artaud); esses romances são um exercício de estilo ou uma forma de ler esses autores a contrapelo, contra a tradição moderna? •Frederico Barbosa: Falando no Chico Buarque, ainda se coloca a discussão sobre o caráter literário da MPB? •Para ambos: Voltando à pergunta do Rodrigo Lacerda, a discussão sobre identidade nacional ainda tem validade? •emendar na pergunta do Rodrigo: Escolhas diferentes (de pai e filho) dos momentos da poesia de João Cabral. •Silviano Santiago: A crítica é um gênero literário? Você se coloca na contramão da crítica hegemônica no Brasil (formalista de um lado, sociológica de outro)? •Frederico Barbosa: Existe gesto crítico na poesia para além da própria poesia, uma crítica voltada para a sociedade, a história etc.? •Silviano Santiago: No prefácio de Nas malhas da letra, você afirma que seus ensaios são “de maneira sutil – e talvez por isso mesmo envergonhada – comentários” aos seus livros de criação. O que a crítica não enxergou em seus livros? •Silviano Santiago: Embora você se debruce mais sobre a prosa, no ensaio O assassinato de Mallarmé (de Uma literatura nos trópicos), você faz uma crítica severa a poetas dos anos 70 (geração mimeógrafo) dizendo que “o ovo de Colombo dos jovens é que o livro pode ainda ser um objeto mercadoria”. A atual explosão de blogs e revistas independentes reedita essa poesia midiática? •Frederico Barbosa: Como diretor da Casa as Rosas, como você vê essa onda de festas literárias, eventos e ações da internet? •Silviano Santiago: Como a globalização altera a perspectiva latino-americana de representar a realidade e de se apropriar da tradição literária?

  • 12:00CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 6

    SINOPSE PROGRAMA 06 - VT CONTRACULTURA - VT WALMOR CHAGAS - QUEM SABE, SABE - VT ARQUIVO BEM BRASIL - ERASMOS CARLOS E WANDERLÉIA - VT MUSA LEILA DINIZ - VT A PEDIDO - MUSIKAOS - VT ENCERRAMENTO BANDA PUNK VELOCETTE

  • 12:30SR. BRASIL

    SR. BRASIL 503

    ROLANDO BOLDRIN RECEBE VERA CAPILÉ,HABEL DY ANJOS,RENATO BRAZ,PEREIRA DA VIOLA,RENATO TEIXEIRA ROLANDO BOLDRIN CANTA BRASÍ CABOCO

  • 13:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 22/08/2018

  • 14:00SAUDE BRASIL

    NUTRIÇÃO EM CÂNCER

    O câncer afeta a nutrição de diferentes formas. Tanto a doença, como as abordagens de tratamento, podem modificar o estado nutricional do paciente. Interferir nesse processo é fundamental para ajudar na recuperação e na qualidade de vida das pessoas que enfrentam o desafio de vencer uma neoplasia. A desnutrição no paciente com câncer pode variar de 40 a 90 por cento dos casos. Em dado momento, uma escolha aparentemente simples – que alimentos ingerir no café da manhã, almoço, jantar... – passa a ser uma atitude complexa, de difícil execução, mesmo diante de opções anteriormente saborosas O estado nutricional afeta o tratamento do câncer, principalmente aumentando os efeitos colaterais das drogas quimioterápicas, prejudicando ou aumentando a incidência a infecções, e principalmente diminuindo a sobrevida dos pacientes. Por isso, é fundamental que logo no início o paciente seja avaliado em sua condição nutricional e receba as orientações adequadas durante todo o processo. Uma alimentação balanceada, que contenha todos os macro e micro nutrientes ajuda o indivíduo na luta contra a doença. Pois, a desnutrição pode abrir a porta para várias complicações. Por exemplo, o paciente desnutrido que passa por uma cirurgia fica mais tempo hospitalizado e tem maior risco de morrer. No caso da quimioterapia, a desnutrição aumenta o índice de toxicidade dos medicamentos; e quando associada à radioterapia, a desnutrição pode inviabilizar a continuidade do tratamento porque o organismo não suporta as sessões. Uma avaliação nutricional é capaz de verificar se o paciente tem risco nutricional (por exemplo, se apresenta perda de peso involuntária acima de dez por cento, em seis meses, ou índice de massa corporal fora das recomendações); ou apresenta desnutrição calórico-protéica; ou caquexia neoplásica (nas etapas tardias, podendo apresentar visível consumo de massa magra e massa gorda, astenia, anorexia, edema, depressão imunológica e diminuição da atenção e concentração). Cuidar da alimentação para manter uma nutrição adequada requer, em determinados casos, avaliar quando se deve suplementar a dieta para que o indivíduo consiga se fortalecer para buscar vencer a doença e recuperar a qualidade de vida.

  • 14:30BOM DIA SAÚDE

    PROMOÇÃO DE SAÚDE - 13 - ATIVIDADE FÍSICA E DIABETES

    O PROGRAMA FALA SOBRE O DIABETES MELLITUS E A ATIVIDADE FÍSICA. O DIABETES É É UMA DAS DOENÇAS CRÔNICAS DE MAIOR PREVALÊNCIA NA POPULAÇÃO MUNDIAL NOS DIAS DE HOJE. CHEGANDO A SER CONSIDERADA PELA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE UMA EPIDEMIA DESTE SÉCULO

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE

    PARTO NORMAL

    O assunto desta vez é parto normal. Quando tudo vai bem na gestação, o parto normal é o caminho mais natural para a mãe e o bebê. E só tem vantagens para os dois. Durante muito tempo, o Brasil foi conhecido como “o país da cesariana desnecessária”. Mas com conscientização de gestantes e médicos, isso começa a mudar. Em março de2017, o Ministério da Saúde divulgou uma pesquisa que apontou queda no número de cesarianas no país. O médico explica os sintomas de parto e como é o parto normal, suas vantagens. A Silvia, grávida do terceiro filho, já teve um parto normal e uma cesárea e conta como foi o normal. Dr. Renato também responde dúvida de telespectador. Convidados: Renato Kalil: ginecologista e obstetra Silvia Machado Gomes da Silva - artesã

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    GRAVIDEZ ON-LINE

    Uma mulher com filhos tem em média quantos grupos de conversa no celular? Pensando mais nas grávidas: quantos blogs, sites e aplicativos elas visitam por dia? Com toda esta tecnologia, os médicos tiveram que se adaptar. Pediatras e ginecologistas passaram a responder mensagens dos pacientes pelo celular. Neste Momento Papo de Mãe a ginecologista e obstetra Bárbara Murayama conta se a relação com as pacientes mudou por causa da tecnologia. Quem vai falar sobre o uso de grupos de conversas no celular, aplicativos e sites de maternidade é a Ana, que está grávida do segundo filho. Participação em vídeo da psicóloga Patricia Médici respondendo dúvida de telespectador. Convidadas: Bárbara Murayama - ginecologista e obstetra Ana Garini – empresária

  • 15:30INGLÊS COM MÚSICA

    I SHOULD HAVE KNOWN BETTER

  • 16:00WORD ON THE STREET II

    ART

    NESTE PROGRAMA, ASHLIE E STEPHEN VISITAM UM DOS MERCADOS ARTÍSTICOS MAIS FAMOSOS DE LONDRES E SE INSPIRAM A FAZER A PRÓPRIA ARTE. OS ACONTECIMENTOS LOGO SE TORNAM COMPETITIVOS E ELES SE VEEM DE VOLTA AO MERCADO PARA VER QUEM VENDE MAIS. UM NOVO TIPO DE GALERIA DE ARTE TEMPORÁRIA ESTÁ SE ESPALHANDO POR LONDRES RECENTEMENTE. O CORRESPONDENTE JO VAI AOS BASTIDORES DE UMA DESSAS GALERIAS DENOMINADAS 'POP-UP'. O ESPECIALISTA EM LÍNGUA INGLESA, ROB, EXPLICA TRÊS REGRAS IMPORTANTES EM RELAÇÃO AO USO DE ARTIGOS. E COM OBRAS DE ARTE VENDENDO A PREÇOS RECORDES, NÓS PERGUNTAMOS AO NOSSO CONVIDADO DO 'SEAT ON THE STREET' O QUE É PRECISO PARA SER UM ARTISTA E DE QUE MANEIRA A ARTE É IMPORTANTE PARA A SOCIEDADE.

  • 16:30PROFISSÕES

    GESTOR AMBIENTAL

    O GESTOR AMBIENTAL NÃO É ENGENHEIRO, BIÓLOGO NEM ADMINISTRADOR. É O PROFISSIONAL QUE GERE RESÍDUOS, PLANEJA O ARMAZENAMENTO E O DESTINO FINAL DO DESCARTE DE GRANDES INDÚSTRIAS E ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    A CASA DO BATMAN

    As traças Jean Pierre e Trácio resolvem sair do Museu para explorar as grandes galerias de arte a céu aberto, ou seja, street art. Nesta temporada eles vão viver grandes trapalhadas conhecendo artistas e diferentes paisagens onde se encontram desenhos, colagens, grafites e instalações urbanas. Cada episódio mostrará um artista diferente, misturando animação com live action, de uma maneira lúdica e divertida.

  • 16:55CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU DO FOLCLORE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

  • 17:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    GEOGRAFIA 32 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula nós vamos ver os principais aspectos do quadro natural latino americano. Vamos ficar sabendo um pouco mais das diferentes culturas e etnias dos povos ameríndios e do processo de ocupação e colonização dessa região e, também, o papel de nações, como a Inglaterra e os Estados Unidos, na formação da América Latina.

  • 17:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    BIOLOGIA 27 (MOD.1 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 27 você aprenderá que a água absorvida da terra chega a todas as partes da planta, através de um conjunto de vasos condutores chamado xilema. Verá que a coesão das moléculas de água e a osmose são processos que explicam por que isso acontece, e saberá que os conjuntos de células da planta - chamados estômatos - são responsáveis pela abertura que permite a perda de água.

  • 17:30LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 30

    Convidados: Frederico Barbosa e Silviano Santiago •Silviano Santiago: Você é considerado o introdutor do romance pós-moderno no Brasil, com Stella Manhattan e em Em liberdade. Você concorda? E o que são afinal moderno e pós-moderno? •Frederico Barbosa: Você normalmente é associado ao concretismo, considerado o último momento do modernismo brasileiro – mas que ao mesmo tempo deságua na Tropicália. Existe na poesia brasileira essa tensão entre moderno e pós-moderno? (Lembrar do livro Poesia Concreta Brasileira, de Gonzalo Aguilar) •Silviano Santiago: Em Liberdade e Viagem ao México partem de autores reais (Graciliano e Artaud); esses romances são um exercício de estilo ou uma forma de ler esses autores a contrapelo, contra a tradição moderna? •Frederico Barbosa: Falando no Chico Buarque, ainda se coloca a discussão sobre o caráter literário da MPB? •Para ambos: Voltando à pergunta do Rodrigo Lacerda, a discussão sobre identidade nacional ainda tem validade? •emendar na pergunta do Rodrigo: Escolhas diferentes (de pai e filho) dos momentos da poesia de João Cabral. •Silviano Santiago: A crítica é um gênero literário? Você se coloca na contramão da crítica hegemônica no Brasil (formalista de um lado, sociológica de outro)? •Frederico Barbosa: Existe gesto crítico na poesia para além da própria poesia, uma crítica voltada para a sociedade, a história etc.? •Silviano Santiago: No prefácio de Nas malhas da letra, você afirma que seus ensaios são “de maneira sutil – e talvez por isso mesmo envergonhada – comentários” aos seus livros de criação. O que a crítica não enxergou em seus livros? •Silviano Santiago: Embora você se debruce mais sobre a prosa, no ensaio O assassinato de Mallarmé (de Uma literatura nos trópicos), você faz uma crítica severa a poetas dos anos 70 (geração mimeógrafo) dizendo que “o ovo de Colombo dos jovens é que o livro pode ainda ser um objeto mercadoria”. A atual explosão de blogs e revistas independentes reedita essa poesia midiática? •Frederico Barbosa: Como diretor da Casa as Rosas, como você vê essa onda de festas literárias, eventos e ações da internet? •Silviano Santiago: Como a globalização altera a perspectiva latino-americana de representar a realidade e de se apropriar da tradição literária?

  • 18:30REPORTER ECO

    REPÓRTER ECO 1249

    NO REPÓRTER ECO DE HOJE, VOCÊ ACOMPANHA UMA VIAGEM ATÉ A FLORESTA DE IPANEMA- UMA ÁREA PRESERVADA QUE ABRIGA TRECHOS DA MATA ATLÂNTICA, DO CERRADO E PRÉDIOS HISTÓRICOS CONHEÇA TAMBÉM A CAMPANHA INTERNACIONAL PELA CRIAÇÃO DA MAIOR ÁREA PROTEGIDA DA TERRA E AINDA, UM NOVO APLICATIVO FACILITA O ACESSO À RECICLAGEM A PROPOSTA DO CATAKI É APROXIMAR AS PESSOAS QUE TÊM RESÍDUOS RECICLÁVEIS DOS CATADORES DE SUCATA QUE RECOLHEM O MATERIAL A ONG GREENPEACE PROPÕE A DEFINIÇÃO DE UM SANTUÁRIO DA VIDA MARINHA AO REDOR DA ANTÁRTICA. E, UM PASSEIO DE LAZER E CONHECIMENTO POR IMPORTANTE REDUTO FLORESTAL

  • 19:00MESTRES DA LITERATURA

    MARIO DE ANDRADE - REINVENTANDO O BRASIL

  • 19:30TELECONTO

    O COMPRADOR DE FAZENDAS 4

  • 20:00GUERRA FRIA

    O FIM DA GUERRA FRIA: ERA GORBATCHEV

    A PARTIR DA ASCENCAO DE MIKHAIL GORBACHEV, EM 1985, A UNIAO SOVIETICA EXPERIMENTOU UMA FASE DE TRANSICAO RUMO A UMA NOVA ORIENTACAO NAS RELACOES INTERNACIONAIS. NESTE EPISODIO, O PROGRAMA ANALISA O PAPEL DE GORBACHEV NOS ACONTECIMENTOS QUE COLABARARAM PARA O FIM DA UNIAO SIVIETICA.

  • 20:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 23/08/2018

  • 21:00DOCTV BRASIL IV

    NEGROS (PGM. SEM ÁUDIO)

    Negros é um documentário sobre a construção da imagem do negro na Bahia, por meio de filmes e vídeos de arquivo, público e privado, dos anos 20 até o ano 2000. O foco do roteiro não é a grande narrativa e nem a história oficial e sim as práticas do cotidiano que surgem através de uma câmera despretensiosa. Ao elegermos vários suportes: película, vídeo e mídias digitais, estaremos incorporando como linguagem todas as diferenças de cor, textura, definição e áudio. Neste documentário uma célula sonora pode revelar tanto ou mais que as imagens. A trilha será resultado de uma pesquisa sobre ritmos, sons e músicas afro baianos, programas de rádio, televisão, jingles e comerciais, todos dentro do mesmo recorte temporal.

  • 22:00MANOS E MINAS III

    MELVIN SANTHANA

    Neste programa o Manos e Minas recebe Melvin Santhana. Melvin Santhana apresenta o seu primeiro trabalho autoral, o disco Abre Alas. Nascido em Guarulhos, Melvin fala sobre a influência do carnaval em sua sonoridade e da experiência em tocar com grandes nomes da música brasileira como Jair Rodrigues, Tony Tornado, Sandra de Sá, Mano Brown entre outros. Representando a cena dos slams, Sabrina Lopes. Matéria: Nosso videorreporter Rodney Suguita foi acompanhar o espetáculo Encruzilhada, que une danças brasileiras e danças urbanas.

  • 23:00JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 23/08/2018

  • 00:00CONTOS DA MEIA NOITE

    MORTE SUBITA - CHARLES KIEFER

    O garoto volta assustado do colégio. O susto aumenta quando se aproxima da casa. Um grande número de parentes e conhecidos rodeiam em volta. Muita gente é entrevista lá dentro. O menino tem consciência do estado doentio em que vive a mãe nos últimos tempos. Terá sucedido alguma coisa grave? Gravíssima? O coração infantil dispara em taquicardia veloz. Corre. Não cumprimenta ninguém. À força abre espaço até chegar ao quarto da mãe. Aí vem a surpresa.

  • 00:10VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 06:50VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

  • 07:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    HISTÓRIA 12 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula veremos que a cultura colonial brasileira, como toda cultura, não veio pronta e acabada, mas que foi se formando dia-a-dia, através do contato das diferentes maneiras de ser e viver trazidas pelos índios, pelos portugueses e pelos africanos. Veremos que a cultura é fruto da convivência entre diferentes. Exemplos é que não faltam.

  • 07:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    INGLÊS 12 (MOD.2 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 12 você aprenderá um pouco mais sobre como fazer sugestões em inglês. Conhecerá uma maneira educada de fazer sugestões, estudando frases que começam sempre com a expressão “why don’t...”. Na sessão "Let’s travel together", você conhecerá um pouco a história da África do Sul, cujo nome em inglês é "South Africa".

  • 07:30NOVO TELECURSO - PROFISSIONALIZANTE

    PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 25

    Na Mecânica, muitas vezes é necessário retirar uma quantidade maior de material em um tempo menor, para facilitar a usinagem posterior. Você aprenderá que, para isso, são utilizadas algumas operações simples. A primeira delas é o corte com tesouras ou guilhotinas; a segunda é o serramento - que pode ser feito manualmente ou com máquinas; por fim, você verá o cinzelamento, que é uma operação totalmente manual, de acabamento rústico - usada apenas quando não se dispõe de máquinas adequadas ou em trabalhos de manutenção.

  • 07:45TRAÇANDO ARTE III

    NÃO SOU MAIS SEU AMIGO

    Oh não, o Jean Pierre e o Trácio brigaram! O Trácio está impaciente e mal humorado porque eles ainda não encontraram o museu. E o Jean ficou bravo com as reclamações do Trácio. Cada um segue para um lado diferente, porém, a amizade e uma ajudinha de Treta farão com que eles se reencontrem nas ruas novamente.

  • 07:50CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU CULTURAL E ARQUEOLÓGICO ÁGUA VERMELHA - OUROESTE

  • 08:00BAÚ DE HISTÓRIAS

    BAÚ DE HISTÓRIAS II - 40

  • 08:30ENTRELINHAS

    ENTRELINHAS - 79

    Como encurtar o caminho até a publicação do primeiro livro? Nossa reportagem mostra as experiências e as dicas de escritores veteranos. O jovem autor Fabrício Corsaletti, de apenas 29 anos, fala da publicação "Estudos para o seu corpo", que reúne seus quatro primeiros livros. Veronica Stigger comenta a publicação de "Dos novos sistemas na arte", do russo Maliévitch, um dos principais representantes dos movimentos de vanguarda que se espalharam pela Europa no começo do século XX.

  • 09:00PEDRO E BIANCA

    PEDRO E BIANCA - PGM 46

    46) “NÃO É O FIM” Bianca se prepara para viver um período longe da Piquerobi, dos amigos, dos pais e de Pedro. Selecionada para o intercâmbio na África do Sul, ela experimenta uma mistura de emoções: por um lado, anseia pela linda experiência de vida; por outro, a separação das pessoas que ama. Pedro finge indiferença à partida da irmã, numa fase de profunda insatisfação consigo mesmo. Tudo na sua vida é mediano: suas notas, seus amores, suas ambições. Até que surge uma chance de brilhar, justamente na festa de formatura da turma do 3º. Pedro nem se dá conta de que seu pesadelo do 1º dia de aulas pode se repetir. Bianca sofre ao perceber que a vida dos amigos seguirá mesmo depois de sua partida e pensa até em desistir da viagem pela qual tanto se esforçou. São momentos decisivos nas vidas de Pedro e Bianca no 1º ano do ensino médio. Um ano que marca, para os irmãos, o ponto de partida de suas jornadas pessoais.

  • 09:30CULTURA 360

    HOT ROD (ANHEMBI MORUMBI) + ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (MACKENZIE) + FUSÕES (PUC)

    UMA REPORTAGEM DA TV PUC, DE SÃO PAULO, ANALISA UM FATO MUITO FREQUENTE NO MUNDO DOS NEGÓCIOS ATUALMENTE: A FUSÃO DE GRANDES EMPRESAS. OUTRO VÍDEO, ESTE PRODUZIDO PELA TV MACKENZIE, EXPLICA O QUE É A ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, UMA DAS CARREIRAS QUE MAIS CRESCEM NOS DIAS DE HOJE. ABRINDO O PROGRAMA ,UM DOCUMENTÁRIO DOS ALUNOS DE JORNALISMO DA ANHEMBI-MORUMBI. ELES INVESTIGARAM A CULTURA RETRÔ QUE ENVOLVE O MUNDO HOT ROD DOS CARROS ANTIGOS. MAS, ANTES DO VÍDEO, UM DEPOIMENTO DA ESTUDANTE VÂNIA TOFFOLI, SOBRE COMO FOI A PRODUÇÃO DO DOCUMENTÁRIO. O SEGUNDO VÍDEO TRAZ DETALHES DA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. ESSA CARREIRA ESTÁ EM EVIDÊNCIA JÁ HÁ ALGUNS ANOS E EXIGE QUE SEUS PROFISSIONAIS TENHAM MULTIPLOS TALENTOS. A REPORTAGEM DA TV MACKENZIE EXPLICA DIREITINHO O QUE FAZ UM ENGENHEIRO DE PRODUÇÃO. RECENTEMENTE, A POSSÍVEL UNIÃO DO GRUPO PÃO DE AÇÚCAR COM O CARREFOUR MOVIMENTOU A OPINIÃO PÚBLICA E OS ANALISTAS DO MERCADO. O NEGÓCIO NÃO FOI CONCRETIZADO, MAS GEROU UMA INTENSA DISCUSSÃO A RESPEITO DE UM FATO CADA VEZ MAIS COMUM NA ECONOMIA GLOBALIZADA: A FUSÃO DE GRANDES EMPRESAS. A REPORTAGEM DA TV PUC, DE SÃO PAULO, OUVIU ECONOMISTAS, PROFESSORES E CONSUMIDORES PARA SABER COMO ESSAS NEGOCIAÇÕES MILIONÁRIAS AFETAM A VIDA DE CADA UM DE NÓS.

  • 10:00SAUDE BRASIL

    CÂNCER DE MAMA E QUALIDADE DE VIDA

    É fundamental termos clareza e aprender a identificar o câncer de mama, não como sinônimo de morte, não com medo desenfreado. Mas, é preciso associar o câncer de mama à qualidade de vida. Este é um dos principais objetivos da oncologia atualmente. Muitas mulheres têm enfrentado o câncer de mama no Brasil e saem fortalecidas desse processo. A tarefa não é fácil. Mas, aprendem a encarar o desafio, fazer o tratamento, e recuperar a saúde e a vida, com esperança. No Brasil, temos cerca de 50 mil novos casos de câncer de mama por ano. Ainda é o tumor que mais mata mulheres. Entretanto, se diagnosticado precocemente há bons índices de cura. E mais: com os avanços na tecnologia e na medicina há abordagens para tratar mesmo os casos considerados crônicos, quando o controle é o alvo e a qualidade de vida é o que se busca especialmente. Vale lembrar que ainda que os casos sejam mais raros, o homem também pode ser atingido pelo câncer de mama. Por isso é importante que ele também faça exames regulares após os 50 anos. E mais cedo quando tenha históricos na família. A mulher acima dos 50 anos é a faixa de maior incidência, ainda que tenha havido detecção na faixa etária dos 30 anos de idade. Dentre os fatores de risco estão: hormonal, alimentação, obesidade, inatividade física e fator genético. Portanto, se o médico pedir a mamografia, não tenha receio. Marque, faça. É um exame relativamente simples. Pode causar um certo desconforto, mas é só isso. Não causa grande dor, nem exige muito preparo. E diante da confirmação do diagnóstico, respire fundo e inicie o tratamento. Afinal, desistir não elimina a doença. E enfrentá-la é a maneira mais eficaz de ajudar a combater o câncer de mama.

  • 10:30TAMANHO FAMÍLIA

    GRAVIDEZ

    No Tamanho Família o convidado Dr. José Bento Ginecologista e Obstetra, explica quais os segredos de uma gestação saudavél, comenta a briga das mulheres com a balança no período da gestação, como a mulher deve proceder ao querer gerar um filho, orientações sobre a alimentação, a idade correta para gerar um filho, quais preocupações mais comuns, dicas para os cuidados preventivos, e a importãncia do envolvimento paterno, no período que a mulher se encontra emocionalmente mais fragilizada.

  • 11:00LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 31

    Convidados: Renato Janine e Jorge Caldeira: • Renato Janine Ribeiro: Você é professor de ética e frequentemente – como a gente viu na apresentação – escreve sobre o lado teatral da representação na política. A moral (ou a falta dela) e a aparência substituíram a ideia de uma transformação mais profunda das relações sociais? • Jorge Caldeira: O retorno às personagens históricas – como vc faz com Mauá e José Bonifácio – e o boom das biografias indica a volta de uma forma personalista de ver história? Ou é uma forma de recuperar histórias não contadas pela historiografia mais voltada para os grandes processos? • Renato Janine Ribeiro: Cornelius Castoriadis, em As Encruzilhadas do Labirinto, fala que a preocupação contemporânea com a ética (com questões como pena de morte, bioética etc.) corresponde à rejeição da “grande política” e a um “fechamento na esfera privada que caracteriza a época e a ideologia individualista”. Você poderia comentar essa crítica? • Renato Janine Ribeiro: Trazendo a conversa para a literatura, você escreveu bastante sobre Stendhal – escritor que contrapõe a energia individual (como o mito de Napoleão) ao materialismo e à hipocrisia burguesa. Hoje a gente não assiste a um retorno dessa forma de ver e fazer política como afirmação da vontade? É isso que faz Lula sobreviver ao PT? • Renato Janine Ribeiro: Como a literatura é fonte para o filósofo e para o historiador? • Jorge Caldeira: Voltando à pergunta do Jurandir, ao escolher uma personalidade secundária como o padre Guilherme Pompeu de Almeida – protagonista de O Banqueiro do Sertão – você pensou nele mais como personagem ou como representante de um processo? • Renato Janine Ribeiro: Existe uma ética na forma de escrever a história, de escolher os temas, os enfoques? (Lembrar da Meta-história de Hayden White.) Quando você escreve sobre a etiqueta, por exemplo, isso tem uma implicação ética? • Renato Janine Ribeiro: A palavra “intelectual” provoca hoje antipatia, quase aversão. Qual o lugar do intelectual na sociedade? • Jorge Caldeira: Você fez um percurso inverso ao do Renato: saiu do jornalismo para os estudos de maior fôlego. O jornalismo perdeu poder de intervenção pública? • Renato Janine Ribeiro: A diferença entre o acadêmico e o intelectual ficou explícita quando vc escreveu na Folha sobre o caso do menino João Helio, em que expôs os impasses éticos em relação à pena de morte. Você poderia comentar o episódio? • Renato Janine Ribeiro: Fala-se hoje de uma nova direita, de um pensamento supostamente menos dogmático (ideológico) e mais pragmático, racionalista. As diferenças entre esquerda e direita se deslocaram para a discussão entre idealismo e realismo? • Jorge Caldeira: Você escreveu sobre personagens históricos que são “empreendedores”, como Mauá e o padre Guilherme Pompeu de Almeida. Isso não vai na direção de um pensamento mais voltado para a ação prática do que para formação de um projeto político? E no caso do José Bonifácio? (Pedir para explicar o portal) • Renato Janine Ribeiro: Na contramão dessa valorização do privado, você tem refletido muito sobre a função da universidade e da pesquisa na vida pública. Como essa discussão se enquadra no governo neoliberal de um presidente de esquerda?

  • 12:00CULTURA RETRÔ

    CULTURA RETRÔ 7

    SINOPSE PROGRAMA 07 - VT MAZZAROPI - ESTRÉIA UM CAIPIRA EM BARILOCHE - VT OFÍCIO PENDULEIRO - VT A PEDIDO - ENSAIO CLARA BECKER - VT ARQUITETURA PRÉDIOS SP - VT GAUDI - VT MODA ACERVO - VT ENCERRAMENTO MAYSA ESTUDOS

  • 12:30MOSAICOS

    A ARTE DE VINÍCIUS DE MORAES

    MOSAICOS – A ARTE DE VINICIUS DE MORAES Documentário musical revê a trajetória do poeta da bossa nova e traz participações de Toquinho, Carlos lyra, Fernando Faro, Margareth Menezes, Anna Luiza e Paula Mirhan interpretando clássicos do maestro em gravações exclusivas, além de imagens do acervo da TV Cultura protagonizadas pelo próprio homenageado, em programas como "MPB Especial", "Ensaio", , etc...

  • 13:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 23/08/2018

  • 14:00SAUDE BRASIL

    CÂNCER DE MAMA E QUALIDADE DE VIDA

    É fundamental termos clareza e aprender a identificar o câncer de mama, não como sinônimo de morte, não com medo desenfreado. Mas, é preciso associar o câncer de mama à qualidade de vida. Este é um dos principais objetivos da oncologia atualmente. Muitas mulheres têm enfrentado o câncer de mama no Brasil e saem fortalecidas desse processo. A tarefa não é fácil. Mas, aprendem a encarar o desafio, fazer o tratamento, e recuperar a saúde e a vida, com esperança. No Brasil, temos cerca de 50 mil novos casos de câncer de mama por ano. Ainda é o tumor que mais mata mulheres. Entretanto, se diagnosticado precocemente há bons índices de cura. E mais: com os avanços na tecnologia e na medicina há abordagens para tratar mesmo os casos considerados crônicos, quando o controle é o alvo e a qualidade de vida é o que se busca especialmente. Vale lembrar que ainda que os casos sejam mais raros, o homem também pode ser atingido pelo câncer de mama. Por isso é importante que ele também faça exames regulares após os 50 anos. E mais cedo quando tenha históricos na família. A mulher acima dos 50 anos é a faixa de maior incidência, ainda que tenha havido detecção na faixa etária dos 30 anos de idade. Dentre os fatores de risco estão: hormonal, alimentação, obesidade, inatividade física e fator genético. Portanto, se o médico pedir a mamografia, não tenha receio. Marque, faça. É um exame relativamente simples. Pode causar um certo desconforto, mas é só isso. Não causa grande dor, nem exige muito preparo. E diante da confirmação do diagnóstico, respire fundo e inicie o tratamento. Afinal, desistir não elimina a doença. E enfrentá-la é a maneira mais eficaz de ajudar a combater o câncer de mama.

  • 14:30BOM DIA SAÚDE

    MÉDICO DE FAMÍLIA - 13 - DIARRÉIAS

    NO PROGRAMA “MÉDICO DE FAMÍLIA”, VAMOS FALAR SOBRE DIARRÉIAS. AS DIARRÉIAS, NO BRASIL, SÃO A PRINCIPAL CAUSA DE DESNUTRIÇÃO E MORTALIDADE INFANTIL. QUAIS SÃO AS CAUSAS DAS DIARRÉIAS? COMO TRATAR E COMO SE PREVENIR?

  • 15:00MOMENTO PAPO DE MÃE

    CURVA DO CRESCIMENTO

    Desde que o bebê nasce, uma das maiores preocupações que temos é saber se ele está ganhando peso e crescendo direitinho. Neste Momento Papo de Mãe a pediatra Rafaella Calmon fala sobre a chamada curva de crescimento. Também participa do programa a mamãe Thais. Ela conta como está o desenvolvimento dos filhos, os gêmeos Enzo e Davi de 2 anos e meio. A Dra. Rafaella Calmon também responde dúvida de telespectador. Convidadas: Rafaella Calmon - pediatra Thais Bonetti da Costa - manicure

  • 15:15MOMENTO PAPO DE MÃE

    A ARTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL

    Criança faz arte? Não só faz, como deve fazer. Tanto em casa quanto na escola, ter aula de artes só traz benefícios. Mas como será que se ensina artes para crianças ainda tão pequenas? Esta é uma missão para os arte educadores. Luciana Coin dá dicas e até uma receita para fazer massinha caseira. E desta vez recebemos um pai. Yuri conta como valoriza as artes em casa com o filho Martin de um ano e meio. Uma curiosidade: Yuri é pai youtuber e tem o canal pai cria. Convidados: Luciana Coin - arte educadora Yuri de Francco – ator e músico

  • 15:30NOSSA LÍNGUA 2010

    DRAMATURGIA

    BLOCO 1 Felipe Reis e Tininha Mello mostram nesse programa a arte de contar histórias através da dramaturgia. O quadro “Etimologia” traz a origem do palavra “dramaturgia”. O Povo fala responde a enquete: -“você já leu um livro e depois assistiu ao filme com a história do livro? / quais as diferenças? Felipe conta que escrever uma história para ser publicada em um livro é diferente de escrever a mesma história para ser vista no palco do teatro, no cinema ou na tela da tv. Por isso, muitas vezes, essas histórias precisam passar por uma adaptação. Trecho do filme “O enfermeiro”, direção de Mauro Farias, baseado no conto homônimo de Machado de Assis, para ilustrar o tema. Felipe Reis entrevista o professor de literatura Fernando Marcílio que fala sobre o conto de Machado de Assis, O Enfermeiro e das dificuldades de se adaptar uma obra machadiana. Trecho do filme “O enfermeiro”, com os atores Paulo Autran e Mateus Nachtergaele, para ilustrar o tema. BLOCO 2 O Jornal Nossa Língua fala sobre a tragédia no Rio de Janeiro quando Alaíde Moreira, de 25 anos é atropelada depois de sair enlouquecida pela rua. Alaíde Moreira é personagem central da peça Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues. Trechos do teleteatro 2 “Vestido de Noiva”, da TV Cultura, direção de Antunes Filho, para ilustrar o tema. Felipe Reis entrevista o professor de literatura Maurício Soares Filho que fala sobre a linguagem usada por Nelson Rodrigues em suas obras. O Povo fala responde a enquete: -“O que é um teatro de Arena? O quadro “Curiosidades” traz os significados de “Teatro de Arena”. Trecho do filme “Eles não usam black-tie”, peça teatral de Gianfrancesco Guarnieri adaptada para o cinema, para ilustrar o tema. BLOCO 3 Felipe e Tininha contam que os textos que possibilitam a realização de peças de teatro, filmes, novelas, seriados pertencem ao gênero dramático. Encenação de um trecho da peça “O juiz de paz na roça”, escrita por Martins Pena, em 1837. Felipe Reis no papel de escrivão, Tininha Mello, como juíza e Mauro Muraro como José. Felipe Reis entrevista o professor de literatura, Fernando Marcílio, que fala sobre a linguagem usada por Martins Pena na peça. O quadro SOCORRO! LÍNGUA PORTUGUESA traz a diferença no uso do verbo “depor” como transitivo direto e como transitivo indireto Dramatização do “Auto da Lusitânia”, de Gil Vicente, em que Felipe Reis interpreta os personagens TODO MUNDO e BERZEBU e, Tininha Mello, os personagens NINGUÉM e DINATO. Felipe e Tininha, destacam o filme “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, baseado na obra de mesmo nome, de Machado de Assis. Encerram o programa ao som de Roda Viva, de Chico Buarque.

  • 16:00WORD ON THE STREET II

    CHRISTMAS

    É NATAL, E ASHLIE E STEPHEN PRECISAM REALIZAR UMAS COMPRAS DE ÚLTIMA HORA. DEPOIS DE SE DIVERTIREM PATINANDO NO GELO, STEPHEN DECORA A ÁRVORE DE NATAL, MAS ASHLIE NÃO GOSTA MUITO DO RESULTADO. ELES SE RESPONSABILIZAM PELO ALMOÇO DE NATAL ESSE ANO PARA DAR UMA FOLGA À SUA MÃE, O QUE SIGNIFICA MUITO TRABALHO DURO - ESPECIALMENTE PARA ASHLIE! A REPÓRTER AMANDEEP VAI AOS BASTIDORES DE UMA DAS LOJAS MAIS FAMOSAS DE LONDRES, FORTNUM AND MASON¿S, PARA VER COMO ELES PROJETAM SUA VITRINE NATALINA ESPETACULAR. O PROFESSOR DE INGLÊS, ROB, APRESENTA UM VOCABULÁRIO QUE USAMOS SOMENTE NESSA ÉPOCA DO ANO. E COM AS PREOCUPAÇÕES ACERCA DA COMERCIALIZAÇÃO DO NATAL, PERGUNTAMOS À NOSSA ESPECIALISTA DO 'SEAT ON THE STREET' SE REALMENTE PERDEMOS O SIGNIFICADO ESPIRITUAL DESSE FERIADO.

  • 16:30PROFISSÕES

    MUSEÓLOGO

    ROSA ESTEVES É MUSEÓLOGA DO MUSEU LASAR SEGALL. ESPECIALISTA EM FOTOGRAFIA E NA OBRA DO PINTOR LITUANO, ELA CONTA O DIA A DIA DA PROFISSÃO.

  • 16:45TRAÇANDO ARTE III

    NÃO SOU MAIS SEU AMIGO

    Oh não, o Jean Pierre e o Trácio brigaram! O Trácio está impaciente e mal humorado porque eles ainda não encontraram o museu. E o Jean ficou bravo com as reclamações do Trácio. Cada um segue para um lado diferente, porém, a amizade e uma ajudinha de Treta farão com que eles se reencontrem nas ruas novamente.

  • 16:55CULTURA É CURRÍCULO II

    MUSEU CULTURAL E ARQUEOLÓGICO ÁGUA VERMELHA - OUROESTE

  • 17:00NOVO TELECURSO - ENSINO FUNDAMENTAL

    HISTÓRIA 12 (MOD.3 - FUNDAMENTAL)

    Nesta teleaula veremos que a cultura colonial brasileira, como toda cultura, não veio pronta e acabada, mas que foi se formando dia-a-dia, através do contato das diferentes maneiras de ser e viver trazidas pelos índios, pelos portugueses e pelos africanos. Veremos que a cultura é fruto da convivência entre diferentes. Exemplos é que não faltam.

  • 17:15NOVO TELECURSO - ENSINO MÉDIO

    INGLÊS 12 (MOD.2 - MÉDIO)

    Nesta teleaula 12 você aprenderá um pouco mais sobre como fazer sugestões em inglês. Conhecerá uma maneira educada de fazer sugestões, estudando frases que começam sempre com a expressão “why don’t...”. Na sessão "Let’s travel together", você conhecerá um pouco a história da África do Sul, cujo nome em inglês é "South Africa".

  • 17:30LETRA LIVRE

    LETRA LIVRE 31

    Convidados: Renato Janine e Jorge Caldeira: • Renato Janine Ribeiro: Você é professor de ética e frequentemente – como a gente viu na apresentação – escreve sobre o lado teatral da representação na política. A moral (ou a falta dela) e a aparência substituíram a ideia de uma transformação mais profunda das relações sociais? • Jorge Caldeira: O retorno às personagens históricas – como vc faz com Mauá e José Bonifácio – e o boom das biografias indica a volta de uma forma personalista de ver história? Ou é uma forma de recuperar histórias não contadas pela historiografia mais voltada para os grandes processos? • Renato Janine Ribeiro: Cornelius Castoriadis, em As Encruzilhadas do Labirinto, fala que a preocupação contemporânea com a ética (com questões como pena de morte, bioética etc.) corresponde à rejeição da “grande política” e a um “fechamento na esfera privada que caracteriza a época e a ideologia individualista”. Você poderia comentar essa crítica? • Renato Janine Ribeiro: Trazendo a conversa para a literatura, você escreveu bastante sobre Stendhal – escritor que contrapõe a energia individual (como o mito de Napoleão) ao materialismo e à hipocrisia burguesa. Hoje a gente não assiste a um retorno dessa forma de ver e fazer política como afirmação da vontade? É isso que faz Lula sobreviver ao PT? • Renato Janine Ribeiro: Como a literatura é fonte para o filósofo e para o historiador? • Jorge Caldeira: Voltando à pergunta do Jurandir, ao escolher uma personalidade secundária como o padre Guilherme Pompeu de Almeida – protagonista de O Banqueiro do Sertão – você pensou nele mais como personagem ou como representante de um processo? • Renato Janine Ribeiro: Existe uma ética na forma de escrever a história, de escolher os temas, os enfoques? (Lembrar da Meta-história de Hayden White.) Quando você escreve sobre a etiqueta, por exemplo, isso tem uma implicação ética? • Renato Janine Ribeiro: A palavra “intelectual” provoca hoje antipatia, quase aversão. Qual o lugar do intelectual na sociedade? • Jorge Caldeira: Você fez um percurso inverso ao do Renato: saiu do jornalismo para os estudos de maior fôlego. O jornalismo perdeu poder de intervenção pública? • Renato Janine Ribeiro: A diferença entre o acadêmico e o intelectual ficou explícita quando vc escreveu na Folha sobre o caso do menino João Helio, em que expôs os impasses éticos em relação à pena de morte. Você poderia comentar o episódio? • Renato Janine Ribeiro: Fala-se hoje de uma nova direita, de um pensamento supostamente menos dogmático (ideológico) e mais pragmático, racionalista. As diferenças entre esquerda e direita se deslocaram para a discussão entre idealismo e realismo? • Jorge Caldeira: Você escreveu sobre personagens históricos que são “empreendedores”, como Mauá e o padre Guilherme Pompeu de Almeida. Isso não vai na direção de um pensamento mais voltado para a ação prática do que para formação de um projeto político? E no caso do José Bonifácio? (Pedir para explicar o portal) • Renato Janine Ribeiro: Na contramão dessa valorização do privado, você tem refletido muito sobre a função da universidade e da pesquisa na vida pública. Como essa discussão se enquadra no governo neoliberal de um presidente de esquerda?

  • 18:30SP PESQUISA

    MICROBIOTA INTESTINAL

    A literatura científica sobre prebióticos e probióticos aumentou sensivelmente nos últimos 10 anos. E quanto mais os estudos avançam, parece confirmar-se a tese de que a microbiota intestinal pode estar relacionada com muitas doenças humanas. O programa SP Pesquisa conversou visitou dois laboratórios que se dedicam à microbiota: um da Unicamp, que quer entender a relação da microbiota com a obesidade e o diabetes; outro da Unifesp, que fez um levantamento entre a microbiota de crianças de classes sociais diferentes.

  • 19:00HISTÓRIA DA ARTE NO BRASIL

    PÉS DESCALÇOS, MULATOS E ANJOS E SERRAS...

    EMBORA RESERVADA A UM PEQUENO NÚMEROS DE INICIADOS, A SEMANA DE ARTE MODERNA REPECURTIU CONSIDERAVELMENTE NA VIDA CULTURAL DA ÉPOCA. SUPERADA A EUFORIA INICIAL, SURGIRIA AOS POUCOS UMA MENTALIDADE NOVA.

  • 19:30TELECONTO

    O COMPRADOR DE FAZENDAS 5

  • 20:00GUERRA FRIA

    A NOVA ERA MUNDIAL

    NO FINAL DE 1989 OS ESTADOS UNIDOS APARECIAM DIANTE DO MUNDO COMO OS VENCEDORES DA GUERRA FRIA, COMO A SUPERPOTENCIA QUE PASSARIA A SER A VOZ DECISIVA NA CONSOLIDACAO DA NOVA ORDEM MUNDIAL. ESTE PROGRAMA FAZ UM BALANCO DOS PRIMEIROS ANOS QUE O MUNDO VIVEU SEM O HISTORICO JOGO DE EQUILIBRIO ENTRE ESTA- DOS UNIDOS E UNIAO SOVIETICA.

  • 20:30PROGRAMA PANORAMA

    PROGRAMA PANORAMA - 24/08/2018

  • 21:00DOCTV BRASIL IV

    O MERGULHO

    O rio Acre é o protagonista desse documentário, por meio de suas múltiplas representações presentes nos personagens que com ele se relacionam. Seja por meio do olhar daqueles que dele sobrevivem ou daqueles que nele tentam tirar suas vidas, o rio acompanha em suas margens a história de Rio Branco e seus moradores.

  • 22:00CAFÉ FILOSÓFICO 2018

    O PODER DOS AFETOS

    série: “O circuito dos afetos” Curadoria: Vladimir Safatle Uma forma de organização política econômica e social alimenta um certo ritmo de nossos desejos, das nossas formas de sofrer, onde um circuito de afetos se naturaliza. Mas presos aos mesmos afetos de sempre, não se é capaz de criar novas formas sociais. Como promover uma transformação? Esta série do café filosófico procura refletir sobre esse desafio a partir de uma articulação entre psicanálise, filosofia e teoria social. CF 6 - O poder dos afetos Com Oswaldo Giacoia Jr. - filósofo e Vladimir Safatle – filósofo A valorização da singularidade, como processo de subjetivação, constitui, na filosofia de Baruch de Spinoza, um aspecto importante na terapia da mente, bem como um desdobramento essencial de sua teoria da ativação dos afetos, especialmente dos afetos alegres. A alegria é compreendida como um afeto tônico que, aumentando a potência de existir, leva à virtude, tanto no plano individual quanto político. Ativar os afetos, converter em alegres as afecções passivas e tristes constitui, para Spinoza não apenas um caminho para uma intensificação da potência ou 'conatus', mas também - o que é o mesmo - para a sabedoria, a virtude e a felicidade.

  • 23:00JORNAL DA CULTURA

    JORNAL DA CULTURA - 24/08/2018

  • 00:00CONTOS DA MEIA NOITE

    O SINO DE OURO - JÚLIA LOPES DE ALMEIDA

    Maria Matilde mora num rústico barraco em São Luís do Maranhão. Todo dinheiro que ganha é avaramente guardado. Ela, que anda como uma bruxa maltrapilha, tem o sonho de construir uma torre de ouro, com um sino cravejado de pedras preciosas. Uma noite uma pequena menina pára à sua porta. Ela pede ajuda à bruxa, pois a madrasta a expulsara (a ela e aos irmaõzinhos) de casa. E eles estavam sem teto e sem comida. Repentinamente, Maria Matilde arranca, de sob o colchão, todas as suas economias e as entrega à pobre criança. Depois de uma noite passada sob forte febre, Maria Matilde vai ao raiar da manhã em direção à praia. E aí tem a visão de sua tão sonhada torre.

  • 00:10VINHETA MULTICULTURA

    VINHETA MULTICULTURA 2018

Contato Voltar

Confirme que você não é um robô!

Sua mensagem foi enviada com sucesso! breve retornaremos.

Ocorreu um erro, tente novamente mais tarde, obrigado